quinta-feira, 22 de outubro de 2020

Ouricuri e Afogados avançam para a Etapa 10 do Plano de Convivência com a Covid-19

outubro 22, 2020

Foto: Djair Pedro/SEI

O Governo de Pernambuco, após análise do Gabinete de Enfrentamento ao novo coronavírus, autorizou, a partir da próxima segunda-feira (26), o avanço das Gerências Regionais de Saúde (Geres) IX e X – que têm Ouricuri e Afogados da Ingazeira como cidades polo – para a Etapa 10 do Plano de Convivência das Atividades Econômicas com a Covid-19. Com isso, todo o Estado de Pernambuco ficará nivelado na mesma etapa do plano.

A Etapa 10 permite a realização de eventos corporativos, culturais e sociais para até 300 pessoas ou 50% da capacidade dos espaços. Antes, os limites eram de até 100 pessoas ou 30% da capacidade. Essa fase também autoriza a reabertura de parques de diversão, temáticos e similares, com a adoção de novos protocolos. Cinemas e teatros podem ampliar sua capacidade de lotação para a metade da sala (antes era restrita a 30%).

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Bruno Schwambach, afirmou que a tendência de queda dos números validou o novo avanço, colocando todo Estado na Etapa 10 a partir da próxima semana. “Desde o dia 1° de junho, quando iniciamos nosso plano, temos conseguido fazer uma implantação gradual e planejada das atividades econômicas, com protocolo geral, em alguns casos, e protocolos específicos a serem seguidos, para que possamos dar aos pernambucanos a oportunidade de retorno ao trabalho, às atividades produtivas, gerar sua renda, mas sempre com os cuidados necessários para preservar e salvar vidas”, acrescentou.

INDICADORES – Em análise epidemiológica dos indicadores da Covid-19, o secretário de Saúde, André Longo, destacou que o Estado registrou, na última semana epidemiológica (SE 42), uma redução de 14% e 7% dos casos de SRAG, na comparação de uma semana e de 15 dias, respectivamente. Os números são os menores registrados desde a semana epidemiológica 11, no começo de março, mês de início da aceleração da pandemia em Pernambuco.

Em relação aos óbitos provocados pelo novo coronavírus, o Estado registrou uma queda de 24,5% na comparação das ocorrências de 15 dias. As taxas de mortalidade e letalidade pela doença também estão em tendência decrescente. No caso da taxa de letalidade – que é a proporção entre o número de mortes pela doença e o número total de pacientes com a enfermidade – Pernambuco está, atualmente, com a taxa abaixo de 1. O percentual chegou a 17,3 no final de março.

Já a taxa de mortalidade – número de pessoas que morrem por determinada doença em relação à toda a população de uma localidade – se mantém, desde agosto, abaixo de uma morte por cada 100 mil habitantes, oscilando entre 0,4 e 0,1 de taxa nas últimas semanas. É importante destacar que a taxa de mortalidade teve seu pico em maio, quando o Estado registrou nove mortes por cada 100 mil habitantes.

“Esse cenário tem impacto direto nos indicadores hospitalares. Ou seja, mesmo com a desmobilização de leitos, as taxas de ocupação continuam estáveis e em níveis baixos. Hoje, a ocupação média dos leitos Covid está em 54%, sendo 44% nas enfermarias e 65% nos leitos de terapia intensiva”, explicou André Longo.

O secretário reforçou que, mesmo com os indicadores em queda, a população pernambucana deve manter e reforçar os cuidados necessários para evitar o contágio e transmissão pela Covid-19. “Ressalto, novamente, que esses bons indicadores não nos permitem abrir mão do distanciamento social, do uso correto das máscaras e dos novos protocolos de convivência. Apesar de hoje estarmos registrando números melhores, a doença não acabou. A Covid-19 continua entre nós e ainda temos a circulação comunitária do vírus”, alertou.

ASCOM

Morre aos 96 anos o Mestre Choco

outubro 22, 2020

Foto: Jan Ribeiro


A música pernambucana está de luto. Morreu nesta quinta-feira (22), aos 96 anos, Otaviano do Monte, conhecido como Chocho do Bandolim, ou, de forma mais honrosa, Mestre Chocho. O mestre , morreu de Covid-19 no Recife, após sofrer uma parada cardíaca na manhã de hoje. Ele era um dos mais antigos mestres do choro do Brasil e, em 2017, recebeu o título de Patrimônio Vivo de Pernambuco.

Mestre Chocho estava internado no hospital de campanha para pacientes com a covid-19 localizado na Rua da Aurora, no bairro de Santo Amaro, no Centro do Recife.

Ele deu entrada na unidade de saúde com complicações respiratórias, e o teste do novo coronavírus deu positivo. 


Ele deixou 12 filhos. O enterro ocorrerá às 10h de sexta-feira (23), no Cemitério da Muribeca, em Jaboatão dos Guararapes. O carro funerário vai passar na frente da casa dele, antes de seguir para o sepultamento.

Foram mais de 70 anos dedicadas a música. Vai na paz mestre!

Amannda Oliveira

Maviael Melo lança livro “O Espelho Dos Girassóis”

outubro 22, 2020


O poeta, cantador, compositor e cordelista pernambucano Maviael Melo lança no próximo dia 29, às 20h, no seu canal do youtube seu mais novo livro. O artista versátil, hiperativo e provocador dialoga constantemente com todas as linguagens em que as palavras falam mais alto de todas as formas. No papel de escritor, agora ele tira de sua cartola literária um novo fruto, feito como que num sopro gigante de inspiração durante a pandemia, o livro O Espelho dos Girassóis.

Em tempos de problemas históricos com a memória, o livro é, um tapa de luva no cenário em que vivemos e ao mesmo tempo provocador com seus personagens. Maviael oferece aos personagens e aos leitores, uma viagem nos campos da memória alinhavando os labirintos do passado na ponte do presente. Na linha de frente, está uma mulher que penetra no corredor de um espelho e, daí em diante, a história começa com sua construção literária psicologicamente, no encalço do elenco de personagens envolvente numa trama impressionante.

 

Para referendar a obra, Maviael Melo conta com o auxílio do escritor e compositor paraibano Bráulio Tavares e do jornalista, também escritor Franklin Martins, para quem a história da primeira a última página é surreal e atual.

 

"O livro conta um pedaço da história recente do Brasil, com o auxílio de uma orquestração de efeitos: o lirismo, o humor, a sensação de envelhecer, a insegurança de ser jovem, o medo da morte, o enfrentamento do perigo", descreve Bráulio. "A viagem na memória é o que Maviael Melo propõe, pelos labirintos do passado, do presente e do futuro, seguindo um grupo de personagens marcantes".


É um livro que deve ser lido com atenção para se entender que na pandemia que assola o mundo, os personagens da vida real são por mera coincidência, semelhantes aos da ficção.  O Espelho dos Girassóis propõe vários espelhos de vida, na personagem principal, que se encontra com outras que, foram dentro do seu espelho, parte de sua construção. Daí o leitor tira suas conclusões, a partir dos enredos que se amarram até a última página.

 

Serviço:

Lançamento Virtual do livro O Espelho dos Girassóis

Data: 29/10 - 20 horas

YouTube:

https://www.youtube.com/c/MaviaelMelo

Cantoria Crua une poesia e ancestralidade no Agreste de Pernambuco

outubro 22, 2020


Criado a partir da união entre três cantadores do Agreste de Pernambuco, o Crua é uma experiência musical imersiva, onde os artistas compartilham suas cantigas e seus seres poéticos. Formada por Adalberto (Garanhuns), Euzé (Garanhuns) e Neto Sales (Surubim), a tríade preparou um repertório, a partir de composições próprias e parcerias (entre eles e com outros artistas), além de canções que são importantes referências para a ancestralidade dos poetas, como Anaíra Mahin, Zeto do Pajeú, Anchieta Dali e Bia Marinho.

Para dar início ao projeto, foi idealizada uma produção audiovisual, com vídeos de canções próprias, que servirá como uma vitrine do Crua, para que o espetáculo possa chegar aos palcos mais acolhedores, a princípio, virtuais. A produção será realizada na Pousada Casarão do Jabre, localizada em Maturéia, no Sertão da Paraíba, um espaço rural que retrata um pouco do universo visitado pelos cantadores em suas obras.

Para que possa ser executado plenamente, o Crua conta com diversos parceiros, e também segue com uma campanha de financiamento coletivo. Como contrapartida, será realizado um show online, exclusivo para os apoiadores, através da plataforma Zoom, com data e horário que serão encaminhados por e-mail.

Em tempos de pandemia, precisamos, mais do que nunca, fortalecer a cultura popular e seus agentes.

CAMPANHA DE FINANCIAMENTO COLETIVO: https://www.vakinha.com.br/vaquinha/cantoria-crua

REDES SOCIAIS:

Instagram

Facebook


Informações: Thays Melo

Cine Arcoverde terá segunda edição em 2021

outubro 22, 2020


A Mostra de Cinema Independente de Arcoverde – Cine Arcoverde, vai ganhar a sua segunda edição em 2021. O evento que aconteceu com recursos próprios em 2018 e parcerias com Sesc, prefeitura, Cocar, cineclube Locomotivo, Teatro de Retalhos,  Riso da terra, (entre outros grupos) e comércio (hotéis e restaurantes), foi aprovado no Funcultura deste ano e acontecerá no ano que vem em data a ser anunciada.

O Formato idealizado e coordenado por Lorena Arouche e Camilla Lapa contou com a exibição de 19 filmes, sendo 17 curtas-metragens e dois longas-metragens, sendo deles 13 pernambucanos. 

"Depois da experiência exitosa tivemos agora nosso projeto para a segunda edição da Mostra aprovado no Funcultura.  Arcoverde, além da Mostra infantil Caixola, passa a ter uma segunda,  mostra abrangendo todos os públicos, entrando merecidamente no circuito audiovisual de Pernambuco. Planejamos exibições especiais para o cinema Rio Branco, além de exibições nas Caraíbas e nos bairros. Contamos com o apoio de todos. destacou o cineasta Djalma Galindo.

Que notícia maravilhosa!

Amannda Oliveira

Secretaria de Cultura de Garanhuns abre editais para prêmios de todas as linguagens e de cultura popular e tradicional com base na Lei Aldir Blanc

outubro 22, 2020

A Prefeitura de Garanhuns, por meio da Secretaria Municipal de Cultura, abriu dois editais de chamamento público com base no Inciso III da Lei Federal n° 14.017/2020 (Lei Aldir Blanc). O Edital Nº 003/2020 se refere ao Prêmio de Cultura - Todas As Linguagens – Lei Aldir Blanc, já o Edital Nº 004/2020 torna público o Prêmio de Cultura Popular e Tradicional – Lei Aldir Blanc. Ambos os chamamentos podem receber inscrições até o dia 30 de outubro.

Para o Prêmio de Cultura - Todas As Linguagens (Nº 003/2020), serão contempladas as seguintes áreas artísticas: Artes Plásticas, Artes Gráficas, Artes Visuais, Artesanato, Audiovisual, Dança, Fotografia, Literatura, Patrimônio, Teatro e propostas de Capacitação, Formação, Pesquisa Cultural e Criação Livre. Já para o chamamento nº 004/2020, serão aceitos os segmentos de Cultura Popular e Tradicional, especificados como Brinquedos Populares, Cantorias de Viola, Capoeira, Comunidades Quilombolas, Comunidades Tradicionais, Danças Populares, História, Maracatu, Memória, Patrimônio, Quadrilhas Juninas, Saberes Populares e congêneres.


As inscrições devem ser realizadas com o preenchimento do formulário e enviadas, preferencialmente pelo e-mail editais.lab.garanhuns@hotmail.com ou presencialmente, na sede da Secretaria de Cultura, localizada no Centro Cultural Alfredo Leite Cavalcanti,  Av. Afonso Pena, S/N – Santo Antônio, em envelope identificado, contendo as informações solicitadas no Formulário de Inscrição. As relações de documentos necessários para a habilitação estão disponível nos editais. 


As entregas presenciais serão aceitas, EXCLUSIVAMENTE, para aqueles que tenham dificuldades ou não tenham acesso à internet, após o agendamento prévio por meio dos telefones (87) 3762-7077 ou (87) 3762-7063,  3761-1910, no horário das 09:00h às 13:00h. É obrigatório o uso de máscara e apenas uma pessoa, por vez, poderá entregar o projeto, não sendo admitidas aglomerações.


Os editais de chamamento e formulários de inscrição estão disponíveis no Portal da Prefeitura de Garanhuns: https://bit.ly/3mmJWan; https://bit.ly/35gp11C.


ASCOM


quarta-feira, 21 de outubro de 2020

Paul McCartney anuncia lançamento de “McCartney III”, o 18º disco da carreira solo

outubro 21, 2020


Paul McCartney anunciou nesta quarta-feira (21), a data de lançamento do seu próximo disco de estúdio, intitulado “McCartney III”, que conclui uma trilogia de álbuns com o mesmo nome, e chega às lojas e plataformas de streaming no dia 11 de dezembro.

Este será o décimo oitavo trabalho de faixas inéditas do artista, que também celebrará os 50 anos de lançamento do primeiro disco em carreira solo de Paul. E um detalhe mais do que especial, é o de que ele não só produziu e escreveu todas as letras, como também tocou todos os instrumentos presentes em “McCartney III”.

De acordo com o depoimento do cantor, via site oficial, o lançamento não estava nos planos do artista para 2020, mas durante o período de isolamento em família, que ele deu o nome de “Rockdown” (fazendo uma alusão ao termo “lockdown”), o artista diz ter se visto em meio à criações e ideias espontâneas, que acabaram resultando neste novo projeto. 

Fonte: Papel Pop

Secult-PE lança sete editais emergenciais para a Cultura em Pernambuco

outubro 21, 2020

No âmbito da Lei Aldir Blanc de emergência cultural, a Secretaria de Cultura de Pernambuco irá investir R$ 22,3 milhões para o financiamento de projetos culturais oriundos de produtores de todos os segmentos da cultura. O montante representa 30% dos recursos totais da lei destinados a Pernambuco. A lei determina, em seu Inciso III, que tanto Estados quanto Municípios apliquem, pelo menos, 20% dos recursos recebidos em “publicação de editais, chamadas públicas, prêmios, aquisição de bens e serviços vinculados ao setor cultural e outros instrumentos destinados à manutenção de agentes, de espaços, de iniciativas, de cursos, de produções, de desenvolvimento de atividades de economia criativa e de economia solidária, de produções audiovisuais, de manifestações culturais, bem como à realização de atividades artísticas e culturais que possam ser transmitidas pela internet ou disponibilizadas por meio de redes sociais e outras plataformas digitais”.

Em Pernambuco, o diálogo da Secult com diversos setores governamentais e da sociedade civil resultou no formato de sete editais emergenciais distintos (confira abaixo resumo de cada um deles, com respectivos períodos de inscrição). O processo de inscrição para todos os editais será de modo eletrônico, por meio de preenchimento de formulários específicos e anexos, exclusivamente pelo Mapa Cultural de Pernambuco, na seção de “Oportunidades”.

 

A Secult-PE optou pela modalidade concurso nos editais da LAB PE, o que permite premiar propostas. No ato do recebimento da premiação, os proponentes deverão assinar Termo de Compromisso para garantir a execução da proposta até 31 de março de 2021, com entrega de relatório de execução até 30 de abril de 2021.


“A operação da Lei Aldir Blanc pelos estados brasileiros têm sido um enorme desafio, então é sempre com muito orgulho que avançamos em suas etapas. Depois de lançarmos o Auxílio Emergencial para as pessoas físicas, trabalhadoras e trabalhadores da cultura, apresentamos um conjunto de sete editais, que irá contemplar todos os segmentos da Cultura, tanto na produção quanto na formação e pesquisa, chegando a todos os territórios, inclusive Fernando de Noronha. Os editais foram fundamentados em três eixos: inclusão, descentralização e socialização, diretrizes que irão nortear a sustentabilidade da cadeia da cultura em nosso estado”, avalia o secretário Gilberto Freyre Neto.

 

“Hoje é um dia histórico para a Cultura em nosso estado. São mais de R$ 22 milhões de reais distribuídos em sete editais para apoiar projetos e reconhecer trajetórias de trabalhadores e trabalhadoras da cultura pernambucana. Foi uma construção árdua e integrada, com o compartilhamento de propostas, modelos e dificuldades, com o Fórum Nacional de Secretários e Dirigentes Estaduais de Cultura, envolvendo o corpo técnico, empenhado e comprometido da Secult-PE, que manteve  um diálogo com os conselhos estaduais de Política Cultural, Preservação do Patrimônio Cultural e Consultivo do Audiovisual, além das setoriais artísticas”, pontua a secretária executiva de Cultura, Silvana Meireles.

 

A gestora destaca que o intercâmbio de ideias possibilitou aprimorar os editais, incluir especificidades de segmentos, na tentativa de alcançar o maior número de trabalhadores e trabalhadoras da cultura do estado. “O desafio não foi fácil, o tempo é muito curto, a legislação é pouco adequada ao universo da cultura, e os instrumentos existentes não atendem na totalidade às necessidades da lei, mas precisamos reconhecer as conquistas. Nesse trajeto, muitos foram e serão parceiros no processo, como o SESC/PE, a UPE, a AMUPE, a ATI, outras secretarias estaduais de Pernambuco, e de outros estados. Agora chegou o momento do setor inscrever as propostas e logo mais começar a executá-las”, conclui.

 

As informações,  dúvidas e outros esclarecimentos sobre o conteúdo dos editais e o processo de cadastramento e inscrição no Mapa Cultural de Pernambuco serão  prestados  através do do WhatsApp (81) 3184-3018.


CONHEÇA OS EDITAIS


  1. EDITAL CRIAÇÃO, FRUIÇÃO E DIFUSÃO LAB PE


No valor total de R$ 6 milhões, este edital é aberto a propostas culturais de todas as linguagens e segmentos artísticos, sejam ações individuais ou em grupo, relacionadas com a criação, expressão, fruição ou divulgação/difusão de práticas artísticas. As inscrições estarão abertas no período de 21 de outubro a 06 de novembro de 2020  exclusivamente pelo Mapa Cultural de Pernambuco, na sessão “Oportunidades”. As propostas - que deverão ser criadas visando transmissão pela internet, redes sociais ou demais plataformas digitais - devem ser apresentadas para uma das faixas de valores que o edital estabeleceu. Podendo ser: projetos da Faixa 1 (R$ 10 mil), da Faixa 2 (R$ 20 mil) e da Faixa 3 (R$ 30 mil). Os selecionados só executam a proposta após o recebimento do prêmio. O prazo da execução é até 31 de março de 2021.


O princípio da regionalização será considerado na distribuição dos recursos deste edital. As regiões do Sertão; Agreste e Mata terão 20% dos recursos, cada. A Região Metropolitana ficará com 40%. As políticas sociais também conduzirão a aprovação para proponentes autodeclarados/as pretos, parda ou indígena (20%); Mulher cis ou mulher trans/travesti (20%), povos e comunidades tradicionais, indígenas, quilombolas, de  terreiro e ciganos (15%), pessoa com deficiência (5%); pessoa idosa, com idade igual ou superior a 60 anos (5%); identidade não cisgênera ou ageneridade, tais como pessoas trans, travestis, não bináries, queer/questionando, intersexo,  andrógine, fluido ou outra variabilidade (5%). Reservas tem fundamentos em discussões e legislações já aplicadas. 


Outro recorte diz respeito aos percentuais que garantirão a diversidade de linguagens a serem contempladas pelo edital. Deste modo, os segmentos de Audiovisual, Circo e Cultura Popular ficarão com 5,1% dos recursos, cada. Estes segmentos serão alvo de editais emergenciais específicos. Enquanto que as linguagens de Artesanato, Artes Visuais, Dança, Design/Moda, Fotografia, Gastronomia, Literatura,  Música, Ópera, Patrimônio e Teatro ficarão, cada uma, com 7,1% do valor dos editais. O edital prevê remanejamento de valores caso uma determinada região ou linguagem não alcance o teto do que a ela está destinado. 


  1. EDITAL FORMAÇÃO E PESQUISA LAB PE


No valor total de R$ 4,5 milhões, o edital contempla também todos os segmentos da cultura que apresentem propostas de ações formativas e de pesquisa nas áreas artísticas, culturais, técnicas e demais atividades de apoio das cadeias produtivas das artes e da cultura, que deverão ser publicadas/transmitidas pela internet ou disponibilizadas por meio de redes sociais ou demais plataformas digitais, em uma das Faixas de Valores descritas a seguir: projetos de R$ 7 mil (Faixa 1), de R$ 15 mil (Faixa 2) e 23 mil (Faixa 3)


As inscrições vão de 21 de outubro a 06 de novembro de 2020. Também haverá recorte de percentuais para garantir tanto a diversidade das expressões artísticas, quando a desconcentração pelo território de Pernambuco, nos mesmos moldes do edital geral de Criação, Fruição e Difusão.


  1. PRÊMIO SUSTENTABILIDADE EMERGENCIAL DOS CIRCOS ITINERANTES LAB PE


Este edital tem como diretriz geral possibilitar a continuidade das atividades culturais incentivando a sustentabilidade dos Circos Itinerantes atuantes e com lonas instaladas no estado de Pernambuco por meio do reconhecimento de suas trajetórias, da valorização das suas práticas artísticas de criação e fruição assim como, da transmissão de saberes, fazeres e conhecimentos artísticos-culturais. Serão premiadas propostas de reconhecimento da trajetória profissional de Circos Itinerantes que tenham tido suas atividades impedidas de continuidade por conta da Pandemia Covid-19.

No valor total de R$ 375 mil, o edital concederá 25 prêmios de R$ 15 mil aos circos  itinerantes selecionados. As inscrições acontecerão no período de  21 de outubro a 06 de novembro de 2020. No ato da inscrição o/a proponente poderá escolher a forma de preenchimento, se por escrito, gravação oral ou por meio de gravação em vídeo, respondendo às perguntas e campos do Formulário de Inscrição. 

A comprovação da trajetória profissional do Circo Itinerante poderá ser realizada por meio  de fotografias, certificados, matérias de jornais e de sites, impressos, revistas, cartazes, arquivos  de vídeos ou links, livros (formato PDF), relatos escritos, folders, recortes de jornal, folhetos,  material audiovisual (arquivos ou links da internet), links da internet (clipping), depoimentos  orais, entre outros. Documentos como Autos de Vistoria do Corpo de  Bombeiros - AVCB, Anotações de Responsabilidade Técnica - ARTs, alvarás ou declarações de  Prefeituras ou de órgãos públicos, entidades, associações comunitárias ou culturais, entre  outros materiais a serem anexados no formulário de inscrição. 

  1. EDITAL FESTIVAIS LAB PE

Este edital - cujas inscrições também vão de 21 de outubro a 6 de novembro - é destinado à manutenção de festivais e mostras de arte e cultura pernambucanos, em seus diversos segmentos e expressões, transmitidas pela internet, ou disponibilizadas por  meio de redes sociais, ou outras plataformas digitais. Serão aceitas propostas de categoria local, regional, nacional e/ou internacional, que atendam às seguintes exigências: serem festivais e/ou mostras realizados em Pernambuco; a última edição ter se dado no máximo há 24 meses anteriores à publicação da Lei Aldir Blanc; destinar, no mínimo, 80% do orçamento da proposta para contratação de profissionais e/ou  serviços das cadeias produtivas de arte e cultura pernambucanas; ter na programação ações de difusão/exibição, formação e reflexão para profissionais e/ou  público do segmento do Festival. 

Serão destinados o valor total de R$ 2.5 milhões para o edital, distribuídos em quatro faixas de valor. Na primeira faixa poderão ser premiados até 4 festivais, no valor de R$ 150 mil para cada (totalizando R$ 600 mil). Na segunda faixa poderão ser aprovados até 6 festivais, no valor de R$ 100 mil cada (totalizando R$ 600 mil). Na terceira faixa, até 10 festivais poderão ser contemplados, cada um recebendo R$ 70 mil (totalizando R$ 700 mil). E na quarta e última faixa, até 15 festivais podem ser aprovados, recebendo R$ 40 mil cada (totalizando R$ 600 mil). Assim como nos demais editais, os recursos remanescentes nas faixas deste edital poderão ser transferidos para contemplar  propostas classificadas nas outras faixas de premiação. Bem como, caso os recursos previstos não sejam utilizados em sua totalidade, a Secult-PE  poderá remanejá-los para aplicação em outros editais da Lei Aldir Blanc em Pernambuco.


  1. PRÊMIO DE SALVAGUARDA E REGISTRO AUDIOVISUAL DE SABERES  TRADICIONAIS E DA CULTURA POPULAR - LAB PE 


Este edital visa premiar a trajetória e atividades artísticas e culturais de  mestres e mestras, coletivos, grupos e comunidades relacionados aos Saberes  Tradicionais e da Cultura Popular, bem como o registro em audiovisual dos mestres e  mestras contemplados/as, que deverá ser disponibilizado por meio de diferentes plataformas digitais. Inscrições vão de 21 de outubro a 6 de novembro.

Serão premiadas tanto as trajetórias e atividades artísticas e culturais de mestres e mestras,  coletivos, grupos e comunidades pernambucanos/as ou domiciliados/as no território do  Estado de Pernambuco; bem como propostas de registros audiovisuais sobre mestres e mestras, cujo/a proponente seja pernambucano/a ou domiciliado/a no território do Estado de  Pernambuco.

No valor total de R$ 6.750 milhões, a premiação está dividida em dois Eixos. O primeiro eixo é o de “Trajetórias e atividades artísticas e culturais de Mestres e Mestras, Coletivos, Grupos e Comunidade relacionados aos Saberes Tradicionais e da Cultura Popular”. O segundo, refere-se ao  Registro Audiovisual dos Mestres e Mestras relacionados aos Saberes Tradicionais e da Cultura Popular”.

A junção destes dois segmentos no mesmo edital - cultura popular e audiovisual - foi resultado de um debate com os setores e que identificou a necessidade de garantir o registro das trajetórias de mestres e mestras de nossa cultura, cujo conjunto de saberes e fazeres na maioria dos casos não está devidamente registrado em audiovisual, e cuja transmissão tradicionalmente se faz por meio da transmissão oral. 

O primeiro eixo deste edital - focado na trajetória desses personagens - está dividido em duas faixas. Na primeira, serão distribuídos 150 prêmios de R$ 10 mil cada (totalizando R$ 1,5 milhão); na segunda faixa serão ofertados mais 150 prêmios, de R$ 15 mil cada (totalizando R$ 2,250 milhões). No Eixo II, de Registro Audiovisual dos Mestres e Mestras, serão ofertados 150 prêmios, no valor de R$ 20 mil cada (totalizando R$ 3 milhões)


  1. PROPOSTAS ARTÍSTICAS E CULTURAIS DO ARQUIPÉLAGO DE FERNANDO DE NORONHA LAB PE 

Este edital é específico para premiação de propostas artísticas e culturais relacionadas com a criação, expressão, fruição ou divulgação/difusão de práticas artísticas e culturais a serem desenvolvidas pelos Espaços Culturais sediados no Arquipélago de Fernando de Noronha. Por não ser um município, e sim um distrito, Noronha não se insere entre os territórios que podem apresentar plano de trabalho ao Governo Federal para ser contemplado pelo Inciso II da Lei Aldir Blanc. Os recursos deste inciso destinam-se aos municípios brasileiros, para que possam aplicar no apoio aos seus espaços culturais. Diante deste impedimento, a Secult-PE entendeu a necessidade de um edital específico para o arquipélago, para que seus espaços e coletivos culturais não sejam privados do recebimento dos recursos da LAB-PE. As propostas, com seus devidos orçamentos, deverão ser compatíveis com as atividades já realizadas pelos Espaços Culturais proponentes. No valor total de R$ 50 mil, o prêmio contemplará as atividades com valores de até R$ 5 mil. As inscrições também serão de 21 de outubro a 06 de novembro.


  1. AQUISIÇÃO DE BENS E CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS CULTURAIS LAB PE - 


O objetivo do edital é premiar propostas para o repasse de recursos com a finalidade da aquisição de bens e/ou a contratação de serviços vinculados ao setor cultural, produzidos no Estado de Pernambuco, a partir de inscrições apresentadas por entidades, equipamentos e espaços culturais sediados no estado. O valor previsto é de R$ 2.114.673,60  milhões. As inscrições seguem de 21 de outubro a 08 de novembro de 2020.


São diretrizes deste edital: viabilizar estrutura para grupos, coletivos, espaços e organizações culturais, todas formalizadas; possibilitar a qualificação ou a adaptação de projetos e ações interrompidas durante a pandemia da COVID -19; movimentar a economia por meio das aquisições de bens, equipamentos e materiais; estimular iniciativas culturais que possam adquirir e ofertar bens culturais para a população do Estado; e potencializar iniciativas culturais já desenvolvidas, contribuindo para a superação das desigualdades sociais e econômicas em nosso estado.


Informações: Fundarpe


Garanhuns recebe nesta quinta-feira (22) o projeto EventosLAB

outubro 21, 2020



Recife, 20 de outubro de 2020 - O projeto EventosLAB - Prepara Pernambuco dá procedimento aos treinamentos para as empresas de eventos do Estado. A iniciativa do Sebrae-PE, em parceria com o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Turismo e Lazer e da Empetur, mais a Abeoc/PE, o Recife CVB e o Porto de Galinhas CVB, chega nesta semana a Garanhuns. O evento acontecerá nesta quinta-feira (22), das 14h às 17h, no Sesc de Garanhuns. 


“Garanhuns é o último município do Agreste pernambucano a receber o EventosLAB e acreditamos que será um sucesso, pois a cidade tem uma grande potencial para eventos. Serão apresentados os protocolos para que a retomada do setor ocorra de forma segura, preservando a saúde dos organizadores e do público”, comenta o presidente da Empetur, Antonio Neves Baptista.


O EventosLAB acontece sempre das 14h às 17h e os interessados podem realizar as inscrições gratuitamente pelo site www.even3.com.br/eventoslab Depois da Cidade das Flores, a próxima edição será no dia 27 de outubro, no Sest Senat em Serra Talhada.

ASCOM

Lô Borges lança novo single em parceria com Márcio Borges

outubro 21, 2020

Principal parceiro de Lô Borges, seu irmão Márcio Borges volta a compor com ele depois de 10 anos e “Muito Além do Fim” é o primeiro fruto dessa nova safra da parceria que já rendeu pérolas como “Um Girassol da Cor de Seu Cabelo”, “Clube da Esquina” e “Quem Sabe Isso Quer Dizer Amor”, entre outros sucessos. “Para mim está sendo maravilhoso, foi com ele que aprendi a compor quando tinha 14 anos, é um cara fundamental na minha vida” – comentou Lô Borges.

“Muito Além do Fim” é o primeiro single de um disco que ainda está em produção e traz a participação do cantor e compositor Paulinho Moska. “Sou fã do Paulinho Moska e desde que compus essa música, mesmo antes dela ter uma letra, já pensava em chamá-lo para tocar violão e cantar comigo. Paulinho estava na gênese da canção” – conta Lô. Além deles, participaram da gravação do novo single Henrique Matheus (guitarra), Thiago Corrêa (contrabaixo, teclado e percussão) e Robinson Matos (bateria).

“Muito Além do Fim” estará disponível em todos os aplicativos de música, na próxima sexta (23), pela Deck.

Marcus Cesar

I Encontro Nacional de Cidadania Digital debate o mundo virtual dos jovens

outubro 21, 2020



Com o objetivo de ampliar a discussão sobre a função da escola e o acesso com segurança as mídias sociais, a primeira edição do encontro discutirá vários aspectos, entre eles: consulta a informação, saúde das crianças/jovens que estão conectadas, além da postura das pessoas entre o mundo analógico x digital.

Estão sendo esperados mais de 30 mil pessoas, entre mantenedores, gestores e diretores de escolas públicas e privadas, que terão a oportunidade de ouvir e compartilhar experiências com autoridades no assunto durante os painéis.

O evento tem como proposta debater sobre a Cidadania Digital e ir muito além da questão de segurança. "Em um momento em que a sociedade tem se comunicado e se desenvolvido por meio do mundo virtual, é preciso entender e respeitar as normas, e os deveres estabelecidos pela constituição", destacou Marcelo Lopes, diretor pedagógico da Foreducation EdTech.

Para o Coordenador de Programas da Foreducation EdTech, Ricardo Nunes, é preciso compreender que no ambiente digital todos possuem identidade, direitos, deveres e convivem com outras pessoas, que possuem pontos de vista convergentes e divergentes. "Nesse universo, exercemos nossos direitos civis e políticos, por isso, surge a necessidade das instituições de ensino também educarem o aluno para a Cidadania Digital".

O assunto do evento é emergente e amplo, e muitos professores já trabalham com os alunos em sala de aula. No entanto, o tema ainda não está institucionalizado. "Isso significa que não está entre as principais pautas que permeiam o cotidiano da escola, por isso decidimos abrir este espaço para todas as escolas do país", enfatiza Eduardo Gomide, CEO da Foreducation EdTech.

Além de cumprir com sua responsabilidade educacional e social, a escola que aderir à proposta atenderá diversos pontos das legislações e regulamentações sobre o tema.


Jovem e a Internet

Segundo dados divulgados pelo Comitê Gestor da Internet no Brasil, até setembro do ano passado, cerca de 86% das pessoas entre nove e 17 anos utilizavam a internet. Esse percentual é maior que a quantidade de brasileiros conectados à internet, que chega a 70% da população.

Este ano, uma pesquisa da TIC KIds Online Brasil 2019, divulgada em junho, apontou que o uso da internet por crianças e adolescentes é crescente no Brasil. Sua rotina inclui, muitas vezes, auxiliar os pais em atividades on-line - 29% dos usuários de internet de nove a 17 anos ajudaram seus pais ou responsáveis a fazer algo na rede todos os dias ou quase todos os dias, enquanto outros 28% oferecem apoio pelo menos uma vez por semana.

Entre os pais ou responsáveis das crianças e adolescentes de nove a 17 anos, 80% reportaram conversar com os filhos sobre atividades on-line, 77% ensinam como usar a internet com segurança e 55% ajudam a fazer alguma tarefa que a criança não entende.

De forma geral, atividades de orientação são mais direcionadas às faixas etárias mais baixas. O número de pais ou responsáveis que acompanha atividades presencialmente, falando ou participando do que o filho está fazendo, foi de 75% para população de 09 a 10 anos e de 47% para a população de 15 a 17 anos.

Com a pandemia, os números aumentaram ainda mais, já que crianças e jovens passaram a utilizar a internet não apenas como lazer e diversão, mas como instrumento de estudo.

"A Cidadania Digital é a utilização da tecnologia de maneira responsável e adequada. Leva em consideração, principalmente, a ética e a segurança na internet. Estende ao mundo virtual o mesmo cuidado e a mesma responsabilidade que devemos ter conosco e com os outros", conclui Eduardo Gomide, CEO da Foreducation EdTech.


Serviço:
Data: 22 de outubro
Horário: das 17h às 20h
Inscrições até: 21 de outubro
Valor: Gratuito
Público-alvo: Instituições de ensino, professores, alunos e pais.

Palestrantes/Temas:

17h Sessão #1 - Educação Midiática - Mariana Ochs - Educamídia Sessão #2 - Como pensamos e agimos - Grupo de alunos de escolas de várias regiões do país.

18h Sessão #3 - Crianças conectadas e a saúde - Daniel Becker - Pediatra e especialista no bem estar da família.

19h Sessão #4 - Communication channels for digital citizenship - Sue Thotz

Patrícia Ribeiro

Secretaria de Cultura de Pernambuco realiza Coletiva de Imprensa online de lançamento dos editais da Lei Aldir Blanc nesta quarta-feira

outubro 21, 2020

A Secretaria de Cultura de Pernambuco convida para Coletiva de Imprensa online de lançamento dos editais da Lei Aldir Blanc de Emergência Cultural, nesta quarta (21), às 10h30, pelo canal do Youtube da Secretaria de Cultura de Pernambuco (www.youtube.com/secultpe).  O anúncio contará com a presença do secretário de Cultura Gilberto Freyre Neto, da secretária executiva Silvana Meireles, de representantes dos conselhos de cultura do estado e de outros gestores da Secult-PE. 


A participação da imprensa no lançamento se dará por meio de perguntas que poderão ser enviadas no ato do anúncio, pelo whatsapp (81) 9499-2002, para o assessor de imprensa Rodrigo Coutinho, que fará a mediação da coletiva. As informações detalhadas dos editais serão enviadas por meio de release, logo após o término da coletiva.

Informações: Fundarpe

terça-feira, 20 de outubro de 2020

Homologação do Cadastro de Agentes Culturais de Arcoverde é divulgada e cumpre primeira etapa para seleção de editais

outubro 20, 2020

A Secretaria de Cultura e Comunicação de Arcoverde divulgou a Homologação do Cadastro dos Agentes de Cultural de Arcoverde nesta terça-feira, 20 de outubro.

Esta é a primeira etapa para o processo de seleção dos editais publicados pela Chamada Pública n° 001/2020, que implementa o recurso emergencial destinado ao setor cultural previsto pela Lei de Emergência Cultural Aldir Blanc (Lei Federal n° 14.017), em razão das dificuldades trazidas pelo isolamento social, motivado pela pandemia da COVID-19.

A partir desta quarta-feira, 21 de outubro, será dado início a seleção dos projetos por meio de análise das Comissões Avaliativa e Deliberativa. O resultado sai na próxima segunda-feira, 26, com a possibilidade do recurso por mais dois dias. A previsão é que o resultado final seja concluído no dia 29 de outubro.

Confira AQUI a relação.

Informações: ASCOM

MPF denuncia prefeito de Salgueiro por invadir terra, violar área de preservação e furtar água

outubro 20, 2020
Clebel Cordeiro, prefeito de Salgueiro, cidade do Sertão pernambucano, foi denunciado pelo Ministério Público Federal (MPF) à Justiça Federal. O prefeito foi denunciado por invadir terras da União, furtar água de um canal do Rio São Francisco e desmatar área de preservação permanente. 

O prefeito é acusado de substituir cercas e piquetes de demarcação instalados pelo Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), órgão federal que administra as obras da transposição do Rio São Francisco. Segundo o MPF, ele ocupou irregularmente cerca de 2,3 hectares de terras da União. 

O objetivo foi chegar à área em que fica um braço do Reservatório Mangueiras, de onde era captada água para irrigação de plantios na propriedade particular do prefeito. 

A área de preservação permanente, no entorno do reservatório, foi desmatada para possibilitar a irrigação. Com isso, a água que será levada a milhões de pessoas por meio dos canais de transposição do Rio São Francisco agora possui maior risco de contaminação. 

O objetivo foi chegar à área em que fica um braço do Reservatório Mangueiras, de onde era captada água para irrigação de plantios na propriedade particular do prefeito. 

A área de preservação permanente, no entorno do reservatório, foi desmatada para possibilitar a irrigação. Com isso, a água que será levada a milhões de pessoas por meio dos canais de transposição do Rio São Francisco agora possui maior risco de contaminação.

Fonte: Folha de Pernambuco

segunda-feira, 19 de outubro de 2020

RIPA emite nota de repúdio contra municípios que não apresentaram planos de ação para o recebimento da verba da Lei Aldir Blanc

outubro 19, 2020

 


Em Pernambuco, a RIPA (Rede Interiorana de Produtores, Técnicos e Artistas de Pernambuco) que alcança artistas de 24 cidades localizadas no interior do se pronunciou a respeito de quatro municípios de Pernambuco não terem submetido planos de ação para o recebimento da verba da Lei Aldir Blanc, deixando de atender diretamente aos artistas dessas localidades. 

A lei emergencial foi criada para trabalhadores e trabalhadoras da Cultura, bem como à manutenção dos espaços culturais e realização de editais de fomento durante o período da pandemia do Covid‐19. 

O Governo do Estado deu todo o suporte técnico, criou cartilhas, forneceu exemplos de editais publicados, criou grupos de estudos, web conferências, reuniões restritas aos gestores de cultura municipais e mesmo assim, os municípios de Itaquitinga, Santa Terezinha, Primavera e Serrita não encaminharam até a data de hoje, dia 19 de outubro, nenhum plano de ação para a utilização da verba destinada a cultura. 

A RIPA emitiu uma nota de repúdio aos municípios como mostra a imagem a baixo:



Amannda Oliveira

sábado, 17 de outubro de 2020

Secult-PE e Fundarpe divulgam resultado preliminar dos editais do Funcultura Audiovisual

outubro 17, 2020

O Governo do Estado de Pernambuco, por meio da Secult-PE e Fundarpe, divulgam, neste sábado (17), o resultado preliminar dos editais do 12º e 13º Editais do Funcultura Audiovisual. Confira os detalhes abaixo:

12º Edital do Funcultura Audiovisual 

O 12º Edital do Funcultura Audiovisual registrou 118 inscrições, de nove municípios pernambucanos, divididos em oito Regiões de Desenvolvimento. Após a habilitação da fase documental, 98 propostas foram analisadas pelas Comissões Técnicas e Temáticas, sendo 51 de Longa-metragem e 47 de Produtos para Televisão.

O processo de seleção consistiu em três fases: análise documental, análise de mérito e a defesa oral dos projetos. A última fase de seleção contemplou a realização de 43 entrevistas, com projetos das duas categorias.

Ao final, 18 projetos foram selecionados, sendo oito de Longa-metragem e dez de Produtos para Televisão.

ACESSIBILIDADE
No tocante à acessibilidade, todos os projetos inscritos no 12º Edital Funcultura Audiovisual preveem em seus orçamentos e cópias finais a inserção das seguintes modalidades de acessibilidade comunicacional: Audiodescrição (AD), Legenda para Surdos e Ensurdecidos (LSE) e Libras.

Além desta exigência, o Edital estabeleceu critério de pontuação específico para projetos que possuem em sua equipe principal profissionais com mobilidade reduzida ou deficientes, em suas múltiplas especificidades, seja auditiva, visual, motora, intelectual ou múltipla.

REGIONALIZAÇÃO
Foram incorporados itens como pontuação diferenciada e reserva de aprovação para proponentes residentes fora da RMR. Dos 118 projetos inscritos, cerca de 94% são da RMR, 2% são do Sertão, 2% do Agreste e 2% da Mata. Mesmo com essa concentração na RMR, dos 18 projetos aprovados, 17% são de proponentes residentes no interior, sendo o Sertão a RD que mais aprovou projetos fora da RMR.

GÊNERO E INCLUSÃO
Sob a atuação da mulher nas obras audiovisuais – nas funções de roteiro e direção – 55% dos 18 projetos de obras audiovisuais serão dirigidos ou roteirizados por mulheres. Ainda, 22% contam com diretores e/ou roteiristas negros/as e indígenas.

Foi estabelecido um percentual mínimo de 50% de aprovação para projetos de obras audiovisuais dirigidos e/ou roteirizados por profissionais mulheres, negros/as e indígenas, porém o resultado superou o estabelecido e atingiu o percentual de 61% dos projetos aprovados dirigidos e/ou roteirizados por profissionais mulheres, negros/as e indígenas.

COMISSÕES TÉCNICAS E TEMÁTICAS
As comissões de assessoramento técnico e temático foram compostas por profissionais indicados pelo Conselho Consultivo do Audiovisual de Pernambuco. Confira os pareceristas que realizaram as análises de mérito dos projetos inscritos, clicando aqui.

SUMÚLAS DE ANÁLISE E RECURSOS
Os proponentes de projetos não aprovados poderão solicitar as súmulas de análise através do e-mail audiovisualpe@gmail.com, informando o nome do projeto e o proponente, pelo período de 90 dias.

Os proponentes poderão recorrer do resultado de 19 a 23 de outubro. Os recursos devem ser enviados exclusivamente para o e-mail funcultura.recursos@gmail.com.

Confira AQUI o Resultado Preliminar.
Baixe o modelo para apresentação de recurso AQUI.
Confira AQUI os documentos relacionados ao processo.

13º Edital Funcultura Audiovisual 2019/2020

O 13º Edital do Funcultura Audiovisual recebeu 470 inscrições, de 42 municípios pernambucanos, divididos nas 12 Regiões de Desenvolvimento. Após a habilitação da fase documental, 410 propostas foram analisadas pelas comissões Técnicas e Temáticas, sendo 150 de Curta ou Média metragem, 13 de Pesquisa e Preservação, 25 de Difusão, 26 de Formação, 24 de Desenvolvimento do Cineclubismo, 45 de Revelando os Pernambucos, 5 de Games, 3 de Websérie/Webcanal, 53 de Desenvolvimento de Longa metragem, 17 de Finalização e Distribuição de Longa metragem, 39 de Desenvolvimento de Produtos para Televisão e 10 de Obra Seriada de Curta Duração.

O processo de seleção consistiu em três fases: análise documental, análise de mérito e a defesa oral dos projetos. A última fase de seleção contemplou a realização de 159 entrevistas com projetos de todas as categorias, com exceção de Desenvolvimento de Cineclubes, Revelando os Pernambucos, Games e Websérie/Webcanal, cuja seleção dispensa essa etapa.

Ao final, 127 projetos foram selecionados, sendo: 25 Curta ou média metragem,16 de Desenvolvimento do cineclubismo, 17 de Difusão, 10 de Formação, 3 de Games, 12 de Desenvolvimento de Longa metragem, 8 de Finalização e Distribuição de Longa metragem, 11 de Desenvolvimento de Produtos para Televisão, 4 de Obra seriada de curta duração, 5 de Pesquisa e preservação, 14 de Revelando os Pernambucos e 2 de Websérie webcanal.

ACESSIBILIDADE
No tocante à acessibilidade, o Funcultura Audiovisual estabeleceu critérios de pontuação específicos, além de se alinhar às regras da Ancine. Nessa 13ª edição, dos 470 projetos inscritos, cerca de 76% contam com recursos de acessibilidade comunicacional e dos 127 projetos aprovados, 78% preveem ações nesta área.

REGIONALIZAÇÃO
Foram incorporados itens como pontuação diferenciada e reserva de aprovação para proponentes residentes fora da RMR. Dos 470 projetos inscritos, cerca de 73% são da RMR, 12% são do Sertão, 11% do Agreste, 3% da Mata e 1% não informaram. Mesmo com essa concentração na RMR, dos 127 projetos aprovados, 47% são de proponentes residentes no interior, sendo o Sertão a RD que mais demandou e aprovou projetos.

GÊNERO E INCLUSÃO
Sob a atuação da mulher nas obras audiovisuais – nas funções de roteiro e direção – 30,7% dos projetos aprovados são compostos por mulheres na direção e/ou roteiro.
Foi destinado um percentual mínimo de 20% de aprovação para projetos de obras audiovisuais dirigidos e/ou roteirizados por profissionais negros/as e indígenas, mantendo ainda a pontuação diferenciada para as demais categorias. Desta forma, dos 127 projetos aprovados de obras audiovisuais, 24,40% contam com diretores e/ou roteiristas negros/as e indígenas.

WEBSÉRIE/WEBCANAL
Novidade nesta edição, a categoria Websérie/Webcanal foi incorporada ao edital com a finalidade de estimular a produção de conteúdos audiovisuais culturais brasileiros veiculados de forma gratuita e com acesso livre na internet, que apresentem temáticas artísticas ou que abordem questões sociais e culturais da atualidade.

COMISSÕES TÉCNICAS E TEMÁTICAS
As comissões de assessoramento técnico e temático foram compostas por profissionais indicados pelo Conselho Consultivo do Audiovisual de Pernambuco. Confira os pareceristas que realizaram as análises de mérito dos projetos inscritos, clicando aqui.

SUMÚLAS DE ANÁLISE E RECURSOS
Os proponentes de projetos não aprovados poderão solicitar as súmulas de análise através do e-mail audiovisualpe@gmail.com, informando o nome do projeto e o proponente, pelo período de 90 dias.

Os proponentes poderão recorrer do resultado de 19 a 23 de outubro. Os recursos devem ser enviados exclusivamente para o e-mail funcultura.recursos@gmail.com.

Confira AQUI o Resultado Preliminar.
Baixe o modelo para apresentação de recurso AQUI.
Confira AQUI os documentos relacionados ao processo.

Fundarpe