quarta-feira, 17 de abril de 2019

Terra da Misericórdia promove retiro de Semana Santa

abril 17, 2019

O Santuário da Misericórdia, localizado na zona rural de Arcoverde, realizará, entre os dias 14 e 21 de abril, o Retiro Espiritual de Semana Santa. A programação ofertada promove uma experiência única, voltada para as atividades ortodoxas da Igreja.
Durante o evento, serão realizadas ações como celebrações eucarísticas, momentos de adoração, confissões e pregações. A programação é inteiramente gratuita e não é necessário fazer inscrições previamente.
O Santuário da Divina Misericórdia está localizado no Sítio Mocó, nas Serras das Varas. Mais informações podem ser obtidas por meio do telefone (87) 3822-2828.
Confira a programação completa:
  • 18 de abril – Quinta-Feira Santa
17h – Santa Missa e lava pés
Adoração ao Santíssimo
20h – Reflexão
22h – Recolhimento
  •  19 de abril – Sexta-feira Santa
 5h – Procissão
8h – 1ª Pregação
9h30 – Intervalo
10h – 2ª Pregação
12h – Hora da Paixão
14h – Tempo de silêncio
15h – Liturgia da Paixão
20h – Meditação e silêncio
22h – Repouso
  • 20 de abril – Sábado de Aleluia
7h30 – Despertar
8h – Laudes
9h – 1ª Reflexão
10h – Intervalo
10h30 – Tempo de meditação
11h30 – Sementes de meditação
12h – Angelus
14h – 2ª Reflexão
15h – Terço da Misericórdia
15h30 – Sementes de Meditação
16h – Trilha da Misericórdia
18h – A Hora do Angelus
Tempo de meditação pessoal
22h – Liturgia Pascal
0h – Confraternização
  • 21 de abril – Domingo Santo
8h – Laudes
9h – Reflexão
10h – Intervalo
11h – Santa Missa
12h – Almoço Fraterno
15h – Terço da Misericórdia
15h30 – Benção e Encerramento

Stephanie Sá

Álbum de Pitty traz participações de BaianaSystem, Larissa Luz e Pupillo

abril 17, 2019
Foto: Divulgação

“Matriz” (Deck) é, provavelmente, o disco mais surpreendente de Pitty. Ela o criou de forma bem livre, seguindo sua intuição e acabou fazendo um álbum que contém referências de sua história e aponta novos caminhos por onde sua música pode passar.

Composto e gravado durante a primeira parte da turnê "Matriz", o disco partiu dessa ideia de revisitar suas origens, chegar na matriz sonora e perceber como isso se comporta nos dias de hoje, como através do rock ela dialoga com novas influências e toda sua trajetória até aqui.

O álbum foi gravado parte no Rio, no Estúdio Tambor, parte em São Paulo e parte em Salvador, onde Pitty nasceu e viveu até os 23 anos quando foi para o Rio gravar o primeiro disco. Na busca por suas origens acabou trazendo algumas referências da Bahia, que ela nem imaginava. Assim, participam do álbum os baianos: Lazzo Matumbi ("Noite Inteira" e "Sol Quadrado"), Larissa Luz ("Sol Quadrado"), Nancy Viegas ("Noite Inteira") e BaianaSystem ("Roda"). Entre as 13 faixas há duas releituras, de "Motor" (Teago Oliveira), da banda Maglore e "Para o Grande Amor", de Peu Souza. Todas as faixas foram produzidas por Rafael Ramos, com exceção de "Redimir", produzida pelo pernambucano Pupillo, que também tocou percussão, bateria e programação eletrônica.

“Matriz” será lançado dia 26 de abril nas plataformas digitais e, em seguida, em CD, vinil e cassete. 

ASCOM

Senadores pedirão impeachment de Toffoli e Moraes por inquérito do STF

abril 17, 2019
Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado
O senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) anunciou que apresentará na manhã desta quarta (17) uma denúncia de crime de responsabilidade contra os ministros Alexandre de Moraes e Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal (STF). Ele alega que os ministros incorreram em abuso de poder ao instaurarem um inquérito e executarem medidas judiciais por conta própria, sem a participação do Ministério Público.
O pedido também será subscrito por outros senadores. Já estão confirmados os apoios de Randolfe Rodrigues (Rede-AP), Lasier Martins (Pode-RS), Jorge Kajuru (PSB-GO) e Reguffe (sem partido-DF). A denúncia pode levar ao impeachment de Toffoli, que é presidente do STF, e de Moraes.
— O desrespeito desses dois ministros ao básico do direito brasileiro exige uma reação. Eles avançaram qualquer linha razoável na democracia. Abusaram flagrantemente do poder que têm para constranger denunciantes e críticos — afirmou o senador.
No fim do mês de março, Dias Toffoli instaurou um inquérito para investigar injúrias e ameaças virtuais contra ministros do STF. Nomeado relator do inquérito, Alexandre de Moraes expediu mandados de busca e apreensão contra sete cidadãos e determinou o bloqueio das suas redes sociais. Moraes também ordenou que uma revista retirasse do ar uma reportagem que citava Toffoli, mencionado em um depoimento no âmbito da Operação Lava-Jato.
Alessandro citou ainda um ofício da procuradora-geral da República, Raquel Dodge, enviado ao tribunal nesta terça-feira, que sugere o arquivamento do inquérito. No documento, Dodge afirma que as decisões de Toffoli e Moraes configuram “afronta” a princípios do ordenamento jurídico, ao excluir o Ministério Público do papel de promotor de ações penais e ao concentrar todas as etapas do processo na figura do juiz.
A procuradora-geral acrescenta, ainda, que o inquérito contraria o devido processo legal ao não delimitar a investigação, pois não estabelecer, de partida, quais fatos devem ser apurados.
— Seguramente este é o primeiro pedido de impeachment que tem como lastro a manifestação da procuradora-geral da República, apontando os fatos concretos de abuso de autoridade por parte dos ministros — destacou Alessandro Vieira.
O pedido de impeachment segue para a Mesa Diretora e o presidente do Senado, Davi Alcolumbre, deve decidir se ele será arquivado ou se terá prosseguimento. Caso seja aceito, será instalada uma comissão de 21 senadores para emitir parecer. A decisão final caberá ao Plenário. O quórum para o impeachment de um ministro do STF é de dois terços da Casa, ou 54 senadores.
Agência Senado

Dirimbó apresenta amadurecimento musical com lançamento do disco Tempo Covarde em São Paulo

abril 17, 2019
Produzido por Guilherme Assis (Barro), lançamento do álbum terá uma turnê com seis datas: 18/04, em Limeira; 19/04, em Piracicaba; 20/04, no Sesc Santo Amaro; 24/04, em São Paulo/Vila Madalena; 26/04, em Campinas; e 27/04, em São Paulo/Sumaré.

Foto: Rafael Cavalcanti

Com o acúmulo das experiências e inspirações vivenciadas nas turnês que fez até aqui, rodando o Brasil com dois EPs ("Dirimbó" - 2015 e"Deixar Tu Loks" - 2017), a banda Dirimbó (PE) apresenta seu amadurecimento musical trazendo seu primeiro disco autoral, batizado "Tempo Covarde". Para marcar o lançamento deste álbum, a Dirimbó vai realizar neste mês de abril, uma turnê com seis datas pelo estado de São Paulo: (1) Casa Laranja (Limeira), no dia 18; (2) Dolores (Piracicaba), no dia 19; (3) Sesc Santo Amaro (São Paulo), no dia 20; (4) Freak Estúdio (São Paulo); (4) Alma Coliving (Campinas), no dia 26; e Casa Híbrida (São Paulo), no dia 27. Depois, volta ao Recife para um lançamento na tua terra-natal, ainda sem data confirmada.


O título do disco, que também dá nome a uma faixa, é uma crítica aos tempos de covardias diárias que o povo brasileiro tem vivenciado dia-a-dia. “Tempo Covarde” conta com sete canções e tem a proposta de provocar um desprendimento das pesquisas de carimbó tradicional, integrando a musicalidade da banda a ritmos como cadence lypso, zouk, afrobeat, rock psicodélico, brega-funk (ritmo em ascenção capital pernambucana), batidas eletrônicas e experimentações de grooves. Em breve ele estará disponível para audição nas principais plataformas de streaming. 

Quem assina a produção musical é Guilherme Assis (Zelo Estúdio), que também co-produziu o último EP da Dirimbó e outros trabalhos como o mais recente disco de Barro (Somos - 2018), além de nomes como Mariana Aydar, Julia Konrad e Projeto Sal.

Durante seus quatro anos de existência, a Dirimbó teve a oportunidade de se desenvolver e amadurecer como banda independente, ao pegar a estrada e realizar turnês em outras regiões além de Pernambuco. Apenas de 2017 a 2018, o grupo fez mais de 35 shows em 25 cidades do País, permitindo aos integrantes um contato direto com outras referências da música brasileira e mundial. A vida na estrada, agregada à trajetória de cada integrante, trouxe resultados que ultrapassam o campo da pesquisa e experimentação, e hoje, passam a compor a identidade sonora do grupo.

Dentre tantas apresentações da Dirimbó nos últimos quatro anos, algumas merecem destaque: a presença da banda no Coquetel Molotov, no Festival de Inverno de Garanhuns, Circuito Sesc SP, no Meca Brennand e no Festival Lambateria, em Belém (PA). Quem já foi a um show dos meninos do Recife - que têm um pé no Pará - conhece bem a explosão rítmica e a catarse coletiva que é estar nesse ambiente impregnado de dança, suor, corpos em agito e celebração da liberdade. A energia devolvida da pista para os integrantes nutre e caracteriza o som da banda.

“O que eu percebo de maduro na Dirimbó é ver como a estrada influencia na forma de fazer música. Ela traz muita liga para o grupo, o que pra mim é um processo bem parecido com o que o artista Barro vivenciou, no quesito da troca de experiências com o público e diferentes lugares. Entender como a música funciona nesses espaços e fazer o disco pensando no show, buscando uma sonoridade contemporânea, que flerte com batidas eletrônicas, e, ao mesmo tempo, troque com ritmos regionais e latinos, tanto novos quanto antigos”, ressalta o produtor Guilherme Assis.

“O contato com a Dirimbó começou em 2017, no começo do Zelo Estúdio, e é algo que tem tudo a ver com minha pesquisa. O Zelo surgiu quando percebi que uma turma estava valorizando uma identidade minha na produção musical. A Dirimbó, por exemplo, foi uma das primeiras bandas que gravaram no estúdio e acompanhou esse processo desde o começo”, revela.

Segundo Rafa Lira, vocalista e guitarrista da banda, a Dirimbó teve o cuidado em apresentar neste disco um amadurecimento musical e o encontro com nosso jeito próprio de tocar. “Bebemos de várias fontes nesses anos e internalizamos diversas influências até chegarmos numa sonoridade expressiva. Nós somos a Dirimbó. Não nos preocupamos tanto com rótulo. Quando produzimos esse álbum, nos preocupamos em trazer influências da nossa trajetória pessoal, e trabalhá-las dentro da pegada do conjunto, que é fazer uma música para que as pessoas dancem e se expressem através do nosso swing e das nossas letras.”

“Tem música que estava na gaveta e foi refeita; que homenageiam pessoas especiais na história da banda, seja no comecinho ou nessa fase atual; histórias reais que nos contaram no caminho. Tudo isso misturado às nossas bagagens musicais pessoais. Vejo esse novo trabalho como um disco pra botar a banda definitivamente na estrada e dialogar ainda mais com novas culturas e outros sons”, explica Bruno Negromonte, baterista do grupo.

Deixa ela remexer, por exemplo, primeiro single do disco a ser lançado, nas palavras do guitarrista Vítor Pequeno, “é uma cumbia meio brega-funk recifense, e a gente flerta com umas coisas de reggaeton. Testamos uns timbres eletrônicos e texturas, algo que começamos a fazer no Deixar Tu Loks e agora estamos fazendo com mais coragem. A letra fala sobre duas coisas muito importantes: a primeira é algo muito expressivo pra gente que é da terra do Carnaval, que é a privatização do Carnaval de rua. E a segunda é ainda batendo na tecla da naturalização do assédio contra as mulheres ou qualquer minoria”.

Na opinião do baixista Mário Zappa, o que determinou esse mergulho na estética da Dirimbó, foi pegar a estrada Brasil afora. “Pessoas, paisagens, culturas, temperos e principalmente muitos sons que conhecemos no caminho, influenciaram esse novo trabalho. Tentamos encaixar tudo nesse material. As letras contam histórias e convidam todo mundo a vir conhecer Pernambuco. Cada lugar que a banda passou também é representado de alguma forma nesse novo álbum”.

Além disso, Vítor Pequeno conta que quem gosta da Dirimbó “pode, esperar um disco bailante, um show novo, turnê por várias cidades que a banda já passou e outras que não chegamos ainda, banquinha da banda, merchan e outras novidades”.

A Dirimbó é formada por Bruno Negromonte (baterista), Mário Zappa (baixista), Rafa Lira (vocalista e guitarrista) e Vítor Pequeno (guitarrista). O disco teve captações nos Estúdios Carranca e Zelo por Guilherme Assis e Vinicius Barros, que fez a mixagem das músicas. Para as gravações, Guilherme Assis assumiu os samples e beats e o músico Carlos Amarelo (Banda Marsa) as percussões.

CONFIRA A AGENDA DA TURNÊ TEMPO COVARDE, DA DIRIMBÓ:

17/04 - Entrevista pgm hora do rango. Radio Brasil Atual
18/04 - Casa Laranja (Limeira)
19/04 - Dolores (Piracicaba)
20/04 - Sesc Santo Amaro
24/04 - Freak Estúdio (São Paulo/Vila Madalena)
26/04 - Alma Coliving (Campinas)
27/04 - Casa Híbrida (São Paulo/Sumaré)

Rafa Lira

terça-feira, 16 de abril de 2019

Geraldinho Lins realiza " Arraiá" na Casa Rosada

abril 16, 2019

O cantor e compositor Geraldinho Lins realiza no próximo dia 18 de maio, na Casa Rosada, no Rosarinho o "Arraiá de Geraldinho". O evento terá 3h de muito forró com Open Bar e Open Food (com comidas típicas juninas).

Ingressos custam R$ 150,00 e serão vendidos no local a partir do dia 10 de abril.

Maiores informações através do telefone (81) 9.8693-4907.

Amannda Oliveira


Prefeitura, Governo do Estado e Chicourel Arquitetura assinam ordem de serviço para o projeto do Compaz em Arcoverde

abril 16, 2019

Foto: Divulgação
Na manhã desta terça-feira, 16 de abril, a prefeita de Arcoverde, Madalena Britto, esteve com o secretário-executivo do Gabinete de Projetos Estratégicos do Governo de Pernambuco, Nelson Holanda, o diretor estratégico da Chicourel Arquitetura Studio de Projetos Ltda, Roberto Filho, entre outros representantes da empresa vencedora da licitação, para a assinatura da Ordem de Serviço do Centro Comunitário da Paz – Compaz. A ocasião também contou com o vice-prefeito Wellington Araújo e os secretários municipais Aildo Biserra (Planejamento), Patrícia Padilha (Assistência Social) e Zulmira Cavalcanti (Educação e Esportes).
Antes da assinatura do termo, foram apresentados slides envolvendo dados do município nos segmentos que farão parte da unidade em Arcoverde, que será a primeira cidade do interior de Pernambuco a contar com o referido centro. “O Compaz é o lugar de encontros e de fortalecimento comunitário, integrando cultura, esportes e lazer como eixos prioritários para a transformação social”, destacou o secretário-executivo Nelson Holanda, explanando posteriormente as ações já desenvolvidas em unidades do centro na capital pernambucana.
Para a prefeita Madalena Britto, o momento também foi oportuno para planejar quais iniciativas irão compor o modelo que atenderá o bairro do São Cristóvão, juntamente com a Praça da Juventude Otacílio Cassiano da Silva, possibilitando um conglomerado de ações envolvendo cidadania e inclusão social. “Através desta reunião, já podemos visualizar como o Compaz vai atender demandas da nossa população. Estamos estudando a melhor forma de adequá-lo às necessidades de Arcoverde, para em breve anunciarmos o que ele trará de benefícios em ações comunitárias”, explicou a gestora municipal.
O projeto está orçado em R$ 125 mil e o Compaz estará intensificando ações contínuas de redução aos índices de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs), em parcerias com iniciativas de políticas públicas do Estado, a exemplo dos programas Governo Presente, ATITUDE e Juventude Presente.

ASCOM

Arcoverde atinge máximo Nível de Transparência Pública exigido pelo TCE/PE em 2018

abril 16, 2019

O Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco - TCE/PE divulgou nesta terça-feira, 16 de abril, o resultado da apuração do Índice de Transparência dos Municípios Pernambucanos – ITMPE, relativo ao ano de 2018, a partir da fiscalização realizada nos Sítios Oficiais e Portais de Transparência das prefeituras pernambucanas.
O município de Arcoverde passou de Moderado, resultado referente ao ano de 2017, para Desejado no ano de 2018. A elevação significa que o município atingiu o Nível de Transparência Pública máximo exigido pelo TCE/PE, demonstrando a preocupação e o empenho da gestão no item transparência, além de oportunizar aos cidadãos o acesso às informações da Administração Pública Municipal.
“É nítida a evolução da transparência pública de Arcoverde, no sentido de continuar aprimorando todos os canais de transparência no município, oportunizando o acesso pleno ao Controle Social das informações desta gestão”, destacou a prefeita Madalena Britto.
Todas as informações sobre o ITMPE estão disponíveis no link: https://www.tce.pe.gov.br/internet/index.php/resultado/prefeitura/exercicio-2018.
ASCOM

Itaíba: Prefeita Regina tem mais de 75% de aprovação ao seu governo

abril 16, 2019
Pesquisa do Instituto Múltipla atesta que o governo da prefeita de Itaíba, Regina Cunha (PTB), é aprovado por 75,92% dos itaibenses, segundo dados levantados na cidade e distritos do município. Apenas 18,18% desaprovam e outros 5,90% não opinou. Se somarem os números de ótimo, bom e regular o governo da prefeita Regina é avaliado positivamente por 85,93% dos entrevistados. Ruim e péssimo somam apenas 11,8%. Não sabe, não opinaram 2,27%. 

O levantamento também quis saber como a população de Itaíba classifica o governo da prefeita Regina da Saúde e Valdo do Pipa até o presente momento. Para 11,84% dos entrevistados o governo é ótimo. Outros 40% consideram o governo bom e 34,09% regular. Ruim apenas 5,9%, o mesmo para péssimo e outros 2,27% não opinaram. 

Para 69,10% dos itaibenses o município está no caminho certo com a gestão atual. Apenas 24,09% discorda e outros 6,81% não quiseram opinar. 

A Pesquisa do Instituto Múltipla também fez um levantamento sobre a avaliação que a população faz de algumas secretarias municipais. Pelos dados levantados, a Secretaria de Educação, comandada pelo professor Júnior Brandão, lidera os índices de aprovação com 70,93% de ótimo e bom. É seguida pela Secretaria de Saúde com 61,40% de aprovação. E em terceiro vem a Secretaria de Ação Social e Cidadania com 58,20%.

A pesquisa Múltipla ouviu 220 pessoas acima dos 16 anos que possuem domicílio eleitoral no município de Itaíba, no final de fevereiro. O intervalo de confiança estimado é de 95%, ou seja, as chances dos números estarem corretos é de 95%.

Os números da Múltipla consolidam a liderança da prefeita Regina Cunha que, em 2020, ao lado do seu vice, Valdo do Pipa, deverá buscar a reeleição sedimentada no trabalho bem aprovado pelos dois e no sentimento da população de que Itaíba está no caminho certo. 

Paulo Edson

Paixão de Cristo e festival de vinho atraem turistas a Triunfo

abril 16, 2019
Foto: Francisco Andrade

A Semana Santa de Triunfo será cheia de atrações para o público da cidade. Encenada entre os dias 17 e 19 de abril, a Paixão de Cristo do município ocorre na Via Verde, localizada no Parque Iaiá Gastão, sempre às 20h. No local, palcos fixos, construídos pelo município, abrigam a encenação e funcionam como ponto de visitação de turistas ao longo do ano.

O evento que marca o calendário religioso ganhará este ano um tempero especial com a realização do "Festival do Vinho, Queijo e Delícias de Triunfo", nos dias 18, 19 e 20 de abril, sempre a partir das 18h, no Pátio de Eventos Maestro Madureira.

Atrações culturais, exposição de vinhos, degustação e uma palestra com sommelier estão entre as atividades do festival, que contará com a participação de 15 expositores.
Além da celebração da Semana Santa, as ações realizadas na cidade têm o intuito de desenvolver o turismo gastronômico e de vinhos na região.

“A fé do povo pernambucano possibilita que não tenhamos apenas a realização de um espetáculo da Paixão de Cristo, mas diversos deles espalhados por cada região do Estado. Triunfo se notabiliza como um destino turístico de grande relevância no Vale do Pajeú, prova disso é que a expectativa de média de ocupação no município está em 95%”, ressaltou o secretário de Turismo e Lazer de Pernambuco, Rodrigo Novaes.

Conhecido como Oásis do Sertão, o município de Triunfo está localizado na região do Vale do Pajeú e, além das alternativas turísticas promovidas durante a Semana Santa, possui belas opções naturais, como o Pico do Papagaio, ponto mais elevado de Pernambuco, com 1.260m de altura. Um teleférico, que passa  por sobre o Lago Antônio Sitônio, é outro passeio imperdível na região.

ASCOM/Setur/PE

Instagram