quinta-feira, 12 de dezembro de 2019

Promulgada PEC que permite transferência direta de verbas de emendas a estados e municípios

dezembro 12, 2019
O Congresso Nacional promulgou nesta quinta-feira (12) a Emenda Constitucional 105/19, que permite a transferência direta de recursos de emendas parlamentares a estados, Distrito Federal e municípios sem vinculação a uma finalidade específica.
A emenda resulta da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 48/19, de autoria da deputada Gleisi Hoffmann (PT-PR), aprovada em ambas as Casas na forma do texto do relator na Câmara, deputado Aécio Neves (PSDB-MG).
A Constituição federal determina que as emendas individuais dos parlamentares serão obrigatoriamente executadas, embora sujeitas a bloqueios por falta de receita no mesmo percentual aplicado a outras despesas (contingenciamento)
. Metade do valor das emendas deve ser destinado a programações da área de saúde.
Com a nova regra, o parlamentar poderá escolher se o dinheiro será transferido com vinculação a um objeto específico (transferência com finalidade definida) ou para uso livre (transferência especial) sob certas condições.
Nas duas situações, os recursos não poderão ser usados para despesas com pessoal (ativos, inativos ou pensionistas) e para pagar encargos sociais. Além disso, não poderão ser usados para pagar juros da dívida.
Municípios, Distrito Federal e estados também poderão deixar esses recursos de fora de cálculos de limites com despesas de pessoal, de endividamento e para repartição (no caso dos estados, para com os municípios em seu território).
Pacto federativo
Para o deputado Aécio Neves, os parlamentares chegaram à conclusão “de que é preciso ousar e mudar a estrutura de transferência de recursos da União para estados e municípios”.

Ele elogiou a rapidez com que a matéria foi votada em ambas as Casas e atenuou a preocupação dos contrários à regra. “É natural que mudanças tão transformadoras gerem cautela em alguns e reações em outros, mas o tempo dirá, o tempo nos permitirá, quando olharmos no retrovisor da história, lembrarmos desta sessão”, afirmou.
Já o deputado Célio Moura (PT-TO) representou a autora da proposta e destacou que a nova regra permite uma desburocratização do uso dos recursos das emendas parlamentares e atende às demandas da sociedade brasileira. “O Bolda Família", o Luz para Todos e o Minha Casa, Minha Vida também foram programas que injetaram dinheiro diretamente nos municípios em benefício da população nos governos petistas”, lembrou.

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre, ressaltou que a emenda é “mais um passo para que o pacto federativo possa acontecer de verdade”.
Investimentos
Com a transferência especial, o dinheiro será repassado diretamente, sem necessidade de convênio ou qualquer outro instrumento e pertencerá ao ente federado após concluído o repasse.

Uma vez incorporado à receita do beneficiado, o recurso deverá ser aplicado em programações finalísticas das áreas de competência do Poder Executivo, respeitado o mínimo de 70% para despesas de capital, exceto encargos da dívida. Assim, 30% podem ser usados para despesas de custeio (insumos, materiais de consumo, contas de serviços públicos e outras despesas).
Segundo a lei de direito financeiro para os orçamentos públicos (Lei 4.320/64), as despesas de capital podem ser investimentos (planejamento e execução de obras, inclusive a compra de imóveis para isso, equipamentos e material permanente) ou inversões financeiras (compra de imóveis ou constituição ou aumento do capital de entidades ou empresas, inclusive operações bancárias ou de seguros).
O texto prevê que 60% dos recursos desse tipo de transferência deverão ocorrer no primeiro semestre de 2020, ano de eleições municipais.
Cooperação técnica
Para viabilizar o uso dos recursos, principalmente por municípios pequenos, o município beneficiado poderá firmar contratos de cooperação técnica relacionados ao acompanhamento da execução orçamentária.

Atualmente, a Caixa Econômica Federal presta esse serviço, mas demoras na execução do trabalho também motivaram as mudanças na Constituição. 
Fiscalização
Quando da votação do texto no Senado, foram excluídos dois trechos que definiam a qual órgão caberia a fiscalização dos recursos da União conforme o tipo de repasse.

Segundo o parecer do senador Antonio Anastasia (PSDB-MG), a PEC “não é o melhor instrumento para inovar nas normas de controle e de fiscalização da execução orçamentária”.
O texto excluído previa que, quando os recursos das emendas fossem repassados por meio de transferência especial, a fiscalização de seu uso caberia aos órgãos de controle interno e aos tribunais de contas dos estados, do Distrito Federal e dos municípios.
E, quando fosse com finalidade definida, seria de competência do órgão de controle interno federal e do Tribunal de Contas da União.

Informações: Agência Câmara de Notícias

Senado aprova pacote anticrime, que vai para sanção presidencial

dezembro 12, 2019

O Plenário do Senado aprovou na noite desta quarta-feira (11) o “pacote anticrime”, o projeto de lei (PL) 6.341/2019), que modifica a legislação penal e processual penal para torná-la mais rigorosa. O texto final é resultado de um grupo de trabalho da Câmara dos Deputados que fez várias alterações na versão original proposta pelo ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro. O projeto não foi modificado pelos senadores e segue agora para a sanção presidencial.
Da forma como aprovado pelos deputados, o projeto contém medidas com objetivo de combater o crime organizado, o tráfico de drogas e armas, a atuação de milícias privadas, os crimes cometidos com violência ou grave ameaça e os crimes hediondos. Também agiliza e moderniza a investigação criminal e a persecução penal.
Ficaram fora do texto final itens como a ampliação da chamada "excludente de ilicitude" — que isentaria de punição policiais que viessem a matar “sob medo, surpresa ou violenta emoção”. Também foram suprimidas a possibilidade de que audiências com presos fossem realizadas por videoconferência e a instituição do plea bargain (um acordo entre acusação e defesa para encerrar o processo em troca de redução de pena).

Juiz de garantias

Por outro lado, o pacote ganhou o acréscimo da figura do juiz de garantias, que é um magistrado responsável pela supervisão de uma investigação criminal, diverso daquele que decidirá sobre o caso.

O PL 6.341/2019 teve uma tramitação rápida, tendo sido aprovado pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) na terça-feira (10), mesmo dia em que chegou ao Senado. Pouco mais de 24 horas depois, o texto recebeu o aval do Plenário. Essa rapidez foi destacada pela presidente da CCJ, senadora Simone Tebet (MDB-MS), como sinal do comprometimento de todos os parlamentares com o tema.
— Se hoje conseguimos entregar [o projeto] à sociedade em tempo recorde é graças ao esforço de todos os líderes para costurar um acordo unânime. Encerramos o ano com chave de ouro. Esse pacote vai ao encontro dos anseios da sociedade.
O relator do pacote anticrime foi o senador Marcos do Val (Podemos-ES). Ele negou que o texto tenha sido “desidratado” na sua passagem pelo Congresso, e disse que a maior parte das medidas fundamentais foi preservada.
— A segurança pública passou a ser a principal preocupação do cidadão. Não é verdade que virou um 'pacotinho'. Algumas propostas ficaram até mais rígidas e conseguimos avançar bastante — disse o relator.

Acordo

Marcos do Val anunciou um acordo com o senador Weverton (PDT-MA), que apresentou uma emenda ao texto no Plenário. A ideia era ajustar a tipificação dos processos administrativos contra agentes públicos que instauram investigação contra indivíduos "sabidamente inocentes". A proposta de Weverton é que esses processos sejam disciplinares, podendo gerar punições efetivas. O tema será tratado em um projeto de lei futuro, e a emenda foi retirada.
O líder do MDB, senador Eduardo Braga (AM), classificou a aprovação do projeto como uma “vitória da democracia” em função do processo de aperfeiçoamento pelo qual ele passou desde a sua apresentação ao Congresso. Além do grupo de trabalho, Braga lembrou que o texto recebeu influências de uma proposta anterior, de autoria do ex-ministro da Justiça Alexandre de Moraes.
— Ninguém encaminha uma obra acabada. O Congresso precisa se debruçar sobre os projetos e contribuir.
Para o líder do PSL, senador Major Olimpio (SP), uma postura de intransigência do governo diante das mudanças poderia comprometer o espírito do pacote. Por isso, disse ele, o partido apoiaria integralmente a versão final, mas não abrirá mão de rever alguns pontos futuramente.
— O Senado está de parabéns por terminar o ano entregando o pacote de medidas mais robusto dos últimos anos como ferramenta para a diminuição da criminalidade.
Olimpio destacou, entre os itens a serem questionados, o dispositivo que permite ao Ministério Público celebrar acordo de não-persecução cível em casos de improbidade administrativa, contanto que o acusado pague uma multa e faça o ressarcimento integral do dano. Segundo o senador, essa medida foi um “jabuti” introduzido pelo Congresso que abre brecha para a não-aplicação da Lei da Ficha Limpa (Lei Complementar 135, de 2010).


A oposição também declarou voto favorável ao pacote anticrime, devido ao acordo firmado em cima do texto do grupo de trabalho da Câmara. Apesar disso, eles destacaram que era necessário fazer uma “retrospectiva” das origens do projeto. O líder do PT, senador Humberto Costa (PE), avaliou que a intenções iniciais eram de “redução de direitos e garantias”
— [O pacote] trazia como eixo o endurecimento da legislação penal e a adoção de um conjunto de instrumentos estranhos à nossa legislação, que foram felizmente retirados. Ainda questionamos algumas medidas, mas está bem melhor do que a [versão] original. Se não aprovarmos o desenho que temos, estaremos sujeitos a retrocessos maiores.

Prisão em segunda instância

Durante a discussão do pacote anticrime, o líder do governo, senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), adiantou que apresentará requerimento para levar ao Plenário o projeto de lei que permite a prisão de condenados após a condenação em segunda instância (PLS 166/2018).

O projeto foi aprovado pela CCJ, em caráter terminativo — o que significa que poderia seguir diretamente para a Câmara dos Deputados —, mas há um prazo de cinco dias úteis para que senadores requeiram a sua análise adicional pelo Plenário.
Fernando Bezerra afirmou que possui assinaturas de 50 senadores para que isso aconteça (são necessárias apenas nove), mas só apresentará o requerimento na próxima terça-feira (17), pois há mais senadores dispostos a apoiar.

A posição do presidente do Senado, Davi Alcolumbre, é que o Congresso privilegie tratar do tema da prisão após segunda instância através de uma proposta de emenda constitucional que está na Câmara (PEC 199/2019). Segundo ele, essa ferramenta estaria menos sujeita a contestações judiciais do que um projeto de lei ordinária.
O líder do Podemos, senador Alvaro Dias (PR), lamentou que, mesmo com a decisão da CCJ, o PLS 166/2018 não possa seguir caminho ainda em 2019. Ele é presidente da Frente Parlamentar Mista em Defesa da Prisão em Segunda Instância, e o projeto é de autoria de um senador do seu partido, Lasier Martins (RS).
— O Senado poderia ter oferecido esse presente ao Brasil. O recurso retarda e empurra o debate para o próximo ano. 


Fonte: Agência Senado

“Bacurau” terá sessão com acessibilidade comunicacional durante o 21º FestCine

dezembro 12, 2019
Cinema São Luiz recebe neste sábado (14), às 17h, exibição do longa com os três recursos de acessibilidade comunicacional (Libras, LSE e audiodescrição)

Foto: Fernando Fiqueiroa

Uma sessão especial do premiado filme “Bacuraru”, de Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles, será realizada durante a programação do 21º Festival de Curtas de Pernambuco (FestCine), no próximo sábado (14), às 17h, no Cinema São Luiz. Esta será a primeira vez que o filme será exibido com os três recursos de acessibilidade comunicacional (Libras - língua brasileira de sinais, LSE - legenda para surdos e ensurdecidos, e audiodescrição), numa parceria com a COM Acessibilidade Comunicacional. A exibição é gratuita e será aberta para todo o público, mas a sessão é sujeira à lotação do cinema.

“É com muita satisfação que levamos “Bacurau” ao Cinema São Luiz, durante o 21º FestCine, para pessoas com ou sem deficiência. Essa sessão é também uma forma de ampliarmos o debate sobre a acessibilidade em espaços e eventos culturais”, celebra Gilberto Freyre Neto, secretário de Cultura de Pernambuco.

No senso realizado em 2010, o Instituto Brasileiro de Geografia Estatística (IBGE) constatou que 23,9% da população brasileira apresenta algum tipo de deficiência, o que, em números absolutos, são mais de 45 milhões de brasileiros. Já em Pernambuco, cerca de 2,5 milhões dos residentes apresentam algum tipo de deficiência, o que representa 27,58% da população do estado.

“A ideia da sessão aberta é que as pessoas em geral possam perceber que cinema é para todo mundo, mesmo para quem não enxerga ou não ouve”, ressalta Luciana Poncioni, coordenadora do 21º FestCine.

Liliana Tavares, coordenadora da COM Acessibilidade Comunicacional, “a produção das acessibilidades precisa ser feita por pessoas da região, profissionais entendidos do audiovisual. É importante lembrar que a COM Acessibilidade Comunicacional sempre tem a consultoria de pessoas com deficiência. Elas revisam os roteiros, são co-autoras, e isso faz toda a diferença na qualidade do serviço”, explica.

Ela opina que a audiodescrição será um recurso que será incorporado na rotina de todas as pessoas. “Pessoas que enxergam, por exemplo, quando ouvem a audiodescrição, entram em contato com outra narrativa do filme. Tanto que acreditamos que no futuro e os cinemas irão oferecer a audiodescrição aberta como opção”, destaca.

Produzido com incentivo do Governo de Pernambuco, por meio do Funcultura Audiovisual, “Bacurau” já foi visto por mais de 700 mil pessoas ao redor do mundo. Dentre várias premiações, o longa recentemente foi escolhido pela Associação Paulista de Críticos de Artes (APCA), como o melhor filme de 2019. Outros títulos importantes foram o Prêmio do Júri, no festival internacional de Cannes (França).

21º FestCine – O Festival de Curtas de Pernambuco acontece até o próximo  sábado (14), no Cinema São Luiz e entrada gratuita. Ao todo, 152 trabalhos de várias cidades do estado participaram do processo de inscrição. O FestCine é realizado pelo Governo de Pernambuco e a Prefeitura do Recife, e tem o objetivo de incentivar a produção audiovisual pernambucana. 

Este ano, o festival homenageia o cineasta Alexandre Figueirôa e a atriz Conceição Camarotti. Clique AQUI e confira a programação completa.

Fundarpe

Cantata Natalina encantou grande público na Praça do São Cristóvão

dezembro 12, 2019
Foto:Israel Leão
Na noite de quarta-feira, 11 de dezembro, a Praça do São Cristóvão recebeu a 1ª edição da Cantata Natalina, integrando as celebrações do Natal de Coração 2019. O evento, promovido pela Prefeitura de Arcoverde, Associação de Músicos de Sopro (Amusa) e o Sesc local, contou com as presenças da prefeita Madalena Britto, das secretárias municipais Andreia Britto (Saúde) e Patrícia Padilha (Assistência Social), entre diversos representantes da sociedade civil e servidores públicos.
Abrindo a programação, a Filarmônica Joaquim Belarmino Duarte proporcionou um repertório especial para a ocasião, acompanhando em seguida o Grupo Viver Mais, da Fundação Terra, o qual prestou uma homenagem ao cantor Roberto Carlos, interpretando alguns dos seus conhecidos sucessos. Na ocasião, o espaço público também recebeu ornamentação promovida pela Prefeitura de Arcoverde, com uma árvore de natal gigante, nos tons prata e azul, além de decoração nos jardins e canteiros.
Posteriormente, o público foi contemplado com show da cantora Alana Karla e do Maestro Zezinho, apresentando clássicos da MPB, além de participação do Grupo Novo Horizonte, do Sesc Arcoverde, completando as atrações artísticas de uma noite de alegria e confraternização para todos os presentes.
O ciclo em Arcoverde continua na Praça Winston Siqueira, onde na próxima sexta-feira, 13 de dezembro, às 19h, estará e se apresentando o Projeto Músicos do Futuro. Confira abaixo a continuação da programação e aproveite!
Natal de Coração 2019 na Praça Winston Siqueira:
- Sexta-feira, 13/12          
19h - Grande Noite do Projeto Músicos do Futuro

Sábado, 14/12  
19h - Noite alusiva ao Dia da Bíblia – Livro de Deus, com exposição da palavra, cânticos, poesias, declamações e evangelismo. Através da Igreja Evangélica Assembleia de Deus, sob a liderança do Pastor Manuel Firmo de Moura.

Domingo, 15/12              
18h - Reisado do SCFV de Caraíbas
- Espetáculo Infantil FROZEN & Amigos em 3D

- De 21 a 28/12   
20h - 56ª Festa do Comércio

Domingo, 29/12              
19h - Missa Campal alusiva ao encerramento do Natal de coração, com o Pe. Adeildo Ferreira

ASCOM

quarta-feira, 11 de dezembro de 2019

Exposição ‘Olhares do Cecora’ segue até o próximo dia 26 de dezembro, no centro de compras

dezembro 11, 2019
Foto: Amannda Oliveira

O Centro Comercial Regional Vereador Ulisses de Britto Cavalcante – Cecora, está até o dia 26 de dezembro com a exposição ‘Olhares do Cecora’, da fotógrafa Amannda Oliveira. “A exposição é fruto de um trabalho de 06 anos e promete mexer com os sentidos dos seus visitantes, bem como, com a sua memória afetiva. As imagens retratam a feira e personagens que fazem parte da nossa história tanto quanto o Centro Comercial”, destaca a fotógrafa.
Para Paulo Sérgio, diretor do Cecora e feiras da cidade, “essa exposição completa o calendário de eventos do Centro de Compras, pensado lá em 2014 por nossa gestão. Com o objetivo de sempre elevarmos o nome desse tão importante local para a cidade de Arcoverde e região, a exposição ‘Olhares do Cecora’ retrata o cotidiano da nossa gente, pessoas fortes e batalhadoras, que vencem um dia por vez. Muitos de nossos feirantes e permissionários estarão retratados através das lentes da fotógrafa apaixonada por este lugar, Amannda Oliveira", comentou o administrador do centro de compras.
A mostra, que tem a curadoria de Ney Mendes e Amannda Oliveira, fica disponível ao público até o dia 26 de dezembro, de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 14h às 17h. Já aos sábados, no horário das 8h às 13h.
ASCOM

Arcoverde realiza Audiência Pública do 2° Quadrimestre de 2019, nesta quinta-feira

dezembro 11, 2019
 Arte: Robson Lima
A Prefeitura de Arcoverde vai promover nesta quinta-feira, 12 de dezembro, a Audiência Pública de Prestação de Contas do município, referente ao segundo quadrimestre de 2019. A iniciativa acontece a partir das 9h, na Câmara de Vereadores de Arcoverde.
Serão apresentados os relatórios da gestão fiscal e contábil, demonstrando também o cumprimento das metas fiscais durante o período, de acordo com a Lei Complementar Federal nº 101/2000 Lei de Responsabilidade Fiscal - LRF, a qual determina que a cada quadrimestre os gestores públicos devem mostrar de forma transparente, todas as receitas e despesas executadas no município.
Na ocasião, o público presente também contará com a prestação de contas dos Fundos Municipais de Saúde, Assistência Social e Educação, e da Secretaria de Obras, referentes ao mesmo período, abrangendo comportamentos das receitas, despesas e índices constitucionais de aplicação.
ASCOM

Mestre Ciço Gomes visita o Projeto SerTão Artista e Cultural na Fundação Terra

dezembro 11, 2019
Foto: SerTão Artista

Os participantes do projeto SerTão Artista Cultural tiveram a oportunidade de conhecer o mestre do Samba de Coco Trupé de Arcoverde, Cícero Gomes, popularmente conhecido como Ciço Gomes. Como parte do calendário de atividades do projeto da Fundação Terra, a roda de conversa aconteceu na Biblioteca Notre Dame, na última segunda-feira (9), na sede da instituição, em Arcoverde.

Com mediação de Marcelo Cavalcanti, oficineiro de Samba de Coco no projeto e mestre do Coco Fulô de Barro, do bairro São Cristóvão, Ciço Gomes contou aos participantes sobre o começo de sua trajetória na cultura popular, aos 8 anos de idade. Hoje, aos 64, lidera um grupo de coco formado pela esposa, filhos e netos o qual encanta fãs mundo afora. “A gente vai dando continuidade nesse trabalho, passando de geração para geração. E a gente faz por amor”, explica às crianças.

Foto: SerTão Artista

O mestre contou um pouco sobre as suas principais composições, como “A vida tava tão boa”, feita quando tinha apenas 13 anos. Segundo ele, “esse coco surgiu de uma história, mas eu não imaginava que ele fosse expandir.” Intercalando a conversa com a demonstração de algumas canções, acompanhado de pandeiro, Ciço Gomes contou que todo artista, Luiz Gonzaga, Dominguinhos e ele próprio, começaram de baixo. E disse que se eles insistissem poderiam também ser o que quisessem. “Depende de vocês quererem ser bons médicos, boas médicas, bons alunos ou bons artistas.” 

O oficineiro Marcelo celebrou a presença do mestre, contando que “trabalha as suas canções para que cada vez mais elas possam se popularizar na boca de cada criança dessa. Meu papel como arte-educador é esse: enaltecer e fortalecer todos os mestres que têm na cidade”. A conversa terminou com alguns participantes tocando e dançando ao lado do mestre em um momento de muita felicidade para todos. Ciço Gomes ficou encantado com o talento dos jovens e crianças e finalizou dizendo que eles “já estão praticamente prontos. Com alguns pequenos ajustes, podem formar um grupo.” 

Fonte: TVLW



terça-feira, 10 de dezembro de 2019

Whatsapp é principal fonte de informação do brasileiro, diz pesquisa

dezembro 10, 2019

Uma pesquisa realizada pela Câmara dos Deputados e pelo Senado mostrou o Whatsapp como principal fonte de informação dos entrevistados: 79% disseram receber notícias sempre pela rede social.
O ambiente possui mais de 136 milhões de usuários no Brasil, sendo a plataforma mais popular juntamente com o Facebook.

Depois do Whatsapp, outras fontes foram citadas, misturando redes sociais e veículos tradicionais na lista dos locais onde os brasileiros buscam se atualizar. Apareceram canais de televisão (50%), a plataforma de vídeos Youtube (49%), o Facebook (44%), sites de notícias (38%), a rede social Instagram (30%) e emissoras de rádio (22%). O jornal impresso também foi citado por 8% dos participantes da sondagem e o Twitter, por 7%.

No caso da televisão, o percentual foi maior entre os mais velhos: 67% dos consultados com mais de 60 anos disseram se informar sempre por esse meio, contra 40% na faixa entre 16 a 29 anos.

Já o Youtube apareceu como mais popular entre os mais jovens. Os que afirmaram ver vídeos sempre na plataforma chegaram a 55% na faixa de 16 a 29 anos, contra 31% entre os com 60 anos ou mais.

No caso do Instagram, a diferença é ainda maior. Entre os jovens, 41% relataram buscar informações sempre na rede social. Já na faixa dos 60 anos ou mais, o índice caiu para apenas 9%.

A pesquisa também avaliou os hábitos dos entrevistados nas redes sociais. O tipo de ação mais comum foi a curtida de publicações, ato realizado sempre por 41% dos participantes da sondagem. Em seguida, vieram compartilhamento de posts (20%), publicar conteúdos (19%) e comentar mensagens de outros (15%).

Método
A pesquisa ouviu 2.400 pessoas com acesso à internet em todos os estados e no Distrito Federal. As entrevistas foram realizadas por telefone no mês de outubro.

A amostra foi composta de modo a buscar reproduzir as proporções da população, como as de gênero, raça, região, renda e escolaridade. Segundo os autores, o nível de confiança é de 95%, com margem de erro de dois para mais ou para menos.

Fonte: Diário de Pernambuco

Morre Marie Fredriksson, vocalista do Roxette

dezembro 10, 2019

A sueca Marie Fredriksson, vocalista do Roxette, morreu nesta terça-feira (10) após uma longa batalha contra um câncer no cérebro. Marie, de 61 anos, foi diagnosticada em 2002 com um grave tumor e após tratamentos, chegou a voltar aos palcos em 2010. Em 2012 a banda se apresentou no Recife. 
 
No entanto, em 2016, Marie decidiu parar de se apresentar por causa dos problemas de saúde. Na época, o guitarrista Per Gessle explicou que era possível que o Roxette não voltasse mais aos palcos. 
 
Na virada dos anos 1980 para os 90, Marie Fredrikssone Per Gessle cravaram inacreditáveis 19 hits nas listas dos discos mais vendidos de todo o  planeta – uma megaplatinada seleção que ainda alçou as músicas Listen to your heart, The look, Joyride e It must have been love e ao primeiro lugar da disputadíssima Billboard norte-americana.  

Uma banda que mudou a cena do Pop no mundo.

Informações: Diário de Pernambuco

Instagram