sexta-feira, 27 de abril de 2018

Velório Público de Arcoverde mais perto de se tornar realidade

abril 27, 2018

Uma necessidade antiga da população arcoverdense está mais perto de se tornar realidade. A prefeita de Arcoverde, Madalena Britto, esteve na quarta-feira (25), com o superintendente do Departamento Nacional de Transportes Infraestrutura – DNIT, Cacildo de Medeiros Brito Cavalcante para conversar a respeito da doação do terreno da instituição a Prefeitura de Arcoverde para a construção do Velório Público, às margens da BR- 232. O superintendente não só confirmou essa doação específica, como também ofereceu mais um espaço para a readequação da Feira do São Miguel.
“Ficamos muito felizes com a doação e, principalmente, com a generosidade do Dr. Cacildo. O Velório Público é uma reivindicação antiga do nosso povo e será executado graças a esse apoio de parceiros como o DNIT e o deputado estadual Eduíno Brito, que já carimbou uma emenda para esta finalidade. E agora, temos a possibilidade de organização da feira, outro sonho que vai virar realidade”, destacou a prefeita Madalena Britto.
O projeto do Velório Público foi entregue em mãos ao superintendente do DNIT e a prefeita Madalena se comprometeu em providenciar em caráter de urgência o projeto de requalificação da feira. Na ocasião, também estiveram presentes o diretor da Arcotrans, Vlademir Cavalcanti e o controlador do município, Aldênio Ferro.
ASCOM/PMA

Lucas Veloso com novo stand-up no Recife

abril 27, 2018

Sucesso consagrado do cenário humorístico nacional, o irreverente ator e comediante paraibano, Lucas Veloso, filho do humorista Shaolin, traz para o Teatro Boa Vista, no próximo sábado (5), seu novo stand-up “Tudo de Novo”. Com produção da Cia do Riso, a apresentação, que terá início às 20h30, está com lote de ingressos promocionais até o dia 30/04.
O show de humor “Tudo de Novo” desembarca na capital pernambucana com novas imitações, piadas, histórias, sátiras e cenário. Do riso à emoção, em 1h20 de espetáculo, a plateia irá conferir uma apresentação inédita, indicado para pessoas em caso de mau humor, dívida, chifre, dor de cotovelo e qualquer outro problema que lhe tire do sério.
Entre suas experiências profissionais, Lucas Veloso passou pela novela Velho Chico, em 2016, e em 2017, a convite de Renato Aragão, deu vida ao personagem Didi, na nova geração de “Os Trapalhões”. Além disso, também em 2017, se consagrou como vencedor do Troféu Melhores do Ano, na categoria “Comédia.
Como referência de suas produções, já esteve à frente dos palcos com o show de humor “Cócegas no Cérebro”, rico em imitações icônicas e piadas sobre o cotidiano, que recebeu a direção experiente e irreverente de seu pai, o humorista Shaolin. 
SERVIÇO:
Lucas Veloso – Stand-up Tudo de Novo.
Quando: 05 de maio – 20h30 – Teatro Boa Vista
Classificação 12 anos
Ingressos: Promocional até 30/04 - R$ 30,00
Pontos de vendas: Bilheteria do Teatro Boa Vista; Quiosque Ticketfolia Shopping RECIFE 
Informações: (81)2129-5961 / 4101-3910

Angélica Souza

Curta metragem pernambucano que discute homofobia é exibido em Brasília neste sábado

abril 27, 2018

Curta metragem de ficção dirigido por Daniel Ortega, do coletivo pernambucano LA Sangre Mamute Produções, Antes do Sol Nascer será exibido na Mostra Competitiva Diversidade do II Festival de Cinema do Paranoá, em Brasília, neste sábado (28). O filme conta a estória de Henrique (Danilo Castro) e Silva (Fernando Martins), que são amigos de infância e compartilham o interesse por esportes e pela vida noturna. Numa rotineira ida a um bar da cidade os dois deparam-se com Sarah (Ariel Pimenta), uma transexual.
A princípio, a sexualidade de Sarah não é percebida por Henrique, que se mostra interessado nela. Os três, então, decidem ir ao lago para continuar a noite. Silva resolve descer ao lago para aproveitar a paisagem, enquanto Henrique e Sarah permanecem no carro, trocando carícias. Quando Henrique percebe que Sarah é uma transexual, ele a mata violentamente.
Assim, o filme contribui para refletir sobre discursos de ódio e preconceitos. É importante ressaltar que, segundo relatório divulgado em 2014 pelo Grupo Gay da Bahia, uma morte LGBT acontece a cada 28 horas motivada por homofobia. O Brasil continua sendo o campeão mundial de crimes homo- transfóbicos: segundo agências internacionais, 40% dos assassinatos de transexuais e travestis no ano passado foram cometidos no Brasil, diz o relatório.
O filme é uma produção independente realizado pela Magma Produções (Brasília), em coprodução com o LA Sangre Mamute Produções, coletivo de artistas independentes, além da Cia Teatro dos Ventos.
Túlio Vasconcelos

Ana Araujo lança fotolivro sobre as loiceiras tradicionais de Tacaratu

abril 27, 2018
Foto: Ana Araujo

A fotojornalista pernambucana Ana Araujo lança, nesta sexta-feira (27), em quatro escolas de Tacaratu, o fotolivro As Loiceiras de Tacaratu – A arte milenar das mulheres do meu Sertão. A obra é resultado de uma pesquisa visual realizada nos últimos 30 anos pela autora, que conta a história da loiça, a cerâmica utilitária de tradição indígena Pankararu, no cotidiano das mulheres dessa região do Sertão de Itaparica de Pernambuco.
O objetivo da publicação, que contou com incentivo do Governo de Pernambuco, através do Funcultura, é servir de conteúdo atualizado para pesquisas de professores e alunos que queiram conhecer mais sobre o tema. Um dos campos é o da fotografia, por representar um importante registro histórico, feito durante a transição dos séculos 20 e 21, quando houve a revolução tecnológica do sistema analógico para o digital.
Outra possibilidade é o estudo da Antropologia Visual, por conta da abordagem etnográfica que o livro traz. Embora esteja em processo de extinção, a arte milenar das loiceiras vem se mantendo viva graças à resistência cultural dos rituais do povo Pankararu.
O livro As Loiceiras de Tacaratu tem 112 páginas em papel couchê, capa dura e 67 fotografias coloridas e em preto e branco. O texto e a edição de fotos são da jornalista e crítica de Fotografia Simonetta Persichetti e a pesquisa histórica assinada por Bartira Ferraz Barbosa, docente da UFPE – Universidade Federal de Pernambuco.
O design e a produção gráfica do livro são de Isabela Faria e o projeto contou com a produção executiva de Bianca Pimentel. A edição bilíngue (português/inglês) tem tradução de Sarah Bailey. A fotógrafa e jornalista Ana Araujo, que também fez a coordenação editorial, escreve no livro sobre a experiência conterrânea com as loiceiras e o testemunho imagético da importância do ofício para a cultura Pankararu e para o patrimônio imaterial dos povos que habitam o semiárido brasileiro.
Dos mil exemplares desta primeira tiragem, metade será doada a escolas e universidades públicas, bibliotecas e pontos de cultura, principalmente do Sertão de Pernambuco. Em maio, no dia 26, às 15h, o lançamento será no Recife, no Museu Cais do Sertão, e nos meses seguintes, nas cidades de São Paulo e Brasília.
Confira a programação do lançamento do fotolivro As Loiceiras de Tacaratu – A arte milenar das mulheres do meu Sertão:
Tacaratu
9h – Escola Santa Luzia, Sítio Altinho
10h30 – Erem João Batista
14h – Escola Sérgio Magalhães
15h30 – Escola Indígena Ezequiel, na Terra Indígena (TI) Pankararu, Aldeia Brejo dos Padres.
Recife
Museu Cais do Sertão
26 de maio | 15h
Mais informações: @fotoanaraujo
Fundarpe

quinta-feira, 26 de abril de 2018

Calendário do Edital do São João 2018 de Arcoverde sofre alterações

abril 26, 2018

A Prefeitura de Arcoverde, através das secretarias de Cultura e Comunicação, e de Turismo e Eventos, informa nesta quinta-feira, 26 de abril, que o cronograma do Edital para o São João 2018 do município sofreu alterações. O período de Análise Documental, assim como outros prazos contidos no item 6 do Edital, foram adiados, em virtude da grande demanda de inscrições recebidas pela comissão de avaliação dos documentos.
Neste ano, aproximadamente 300 participantes submeteram suas propostas à Convocatória do ciclo junino promovido em Arcoverde. A  Errata sobre as novas datas se encontra disponível no site da prefeitura.
A Análise Documental das inscrições segue até o próximo dia 02 de maio. Confira abaixo o novo cronograma e as próximas etapas do processo de seleção das atrações que irão compor a grade artística e cultural do evento.
Análise Documental – 24/04 à 02/05
Divulgação/resultado da Análise Documental - 03/05
Recursos ao resultado da Análise Documental - 04 à 08/05
Divulgação do resultado dos Recursos - 10/05
Divulgação dos Classificados - 11/05
Composição da programação pela comissão de seleção das propostas - 14/05 à 18/05
Envio de contraproposta termo de aceite - 21/05 à 25/05
Contratação - 28/05 à 08/06 

ASCOM/PMA

Programação do São João de Caruaru 2018

abril 26, 2018


A Prefeitura de Caruaru divulgou na noite desta quarta-feira, 26 de abril, a programação do São João 2018 da cidade. O evento acontece no período de 1 a 30 de junho e contará com nomes como Geraldinho Lins, Maciel Melo, Santanna o Cantador, Petrúcio Amorim, Benil, Flávio José, Azulão e Azulinho, Wesley Safadão, entre outros. 

A abertura da festa no dia 1.º de junho no Pátio de Eventos Luiz Lua Gonzaga será comandada por Elba Ramalho, Orquestra de Pífanos, Fulô de Mandacaru e Jonas Esticado.

A abertura oficial será no dia 2 de junho, a partir das 19h, na Estação Ferroviária. Mas quem chegar à cidade no dia 1º de junho já pode desfrutar de uma prévia do São João 2018, com apresentações nos polos da Estação e no Sítio Pau Santo, na zona rural, que recebe a primeira apresentação do São João na Roça.

Serão homenageados Nelson Barbalho (em memória), o colunista social Jotta Lagos (em memória), o organizador de eventos Zé Lucía do Palhoção (em memória), a compositora e poetisa Fátima Marcolino e a boleira Maria do Bolo.

Confira a programação completa do Pátio do Forró:

Sábado ( Dia 2 de junho
Orquestra de Pífanos, 
Elba Ramalho, 
Fulô de Mandacaru e 
Jonas Esticado

Domingo (Dia 3 de junho) 
Chambinho do Arcodeon, 
Geraldo Azevedo e,
 Alcymar Monteiro

Quinta-feira (Dia 7 de junho) 
Noite Gospel

Sexta-feira ( Dia 8 de junho) 
Adelmário Coelho, 
Cavaleiros do Forró, 
Avine Vinny e,
Flávio José

Sábado (Dia 9 de junho) 
Geraldo Cardoso, 
Aviões, 
Azulão ,
Azulinho e,
Jorge de Altinho

Domingo (Dia 10 de junho) 
Alok,
Magníficos e,
Santana

Terça-feira - (Dia 12 de junho )
Luan Estilizado, 
Capim com Mel e, 
Lucy Alves 

Quinta-feira - (Dia 14 de junho)
Comemoração dos 70 anos da Diocese de Caruaru/ Show com Thiago Brado 

Sexta-feira - (Dia 15 de junho)
Elifas Jr.,
Batista Lima, 
Luan Santana e , 
Geraldinho Lins

Sábado - ( Dia 16 de junho )
Caruaru Forró, 
Gustavo Mioto, 
Israel Novaes e, 
Gabriel Diniz 

Domingo - ( Dia 17 de junho) 
Wesley Safadão, 
Novinho da Paraíba e
Tayrone 

Quinta-feira - ( Dia 21 de junho)
Jucélio Vilela, 
Marlene Vilela, 
Marlene do Forró, 
Joana Angélica, 
Banda Cheiro da Terra, 
Maciel Melo e, 
Maiara e Maraísa 

Sexta-feira - ( Dia 22 de junho )
Lucas Costa, 
John Geração, 
Matheus e Kauan e ,
Petrúcio Amorim 

Sábado - ( Dia 23 de junho )
Irah Caldeira, 
Valdir Santos, 
Pedrinho Pegação 

Domingo - ( Dia 24 de junho) 
Gleydson & Henrique, 
Cistina Amaral, 
Michel Teló e, 
Saia Rodada 

Quinta-feira - ( Dia 28 de junho )
Dorgival Dantas,
Mano Walter e, 
Léo Santana 

Sexta-feira - ( Dia 29 de junho )
Brasas do Forró, 
Alceu Valença e, 
Solteirões

Sábado -  ( Dia 30 de junho )
Benil, 
Eliane e, 
Forró do Muído

Amannda Oliveira

Sesc promove Projeto Colmeia em Caruaru

abril 26, 2018
Serviços de saúde e cidadania serão oferecidos gratuitamente na Praça do Marco Zero, das 8h às 15h, nesta sexta-feira (27/4)


O Sesc Pernambuco realiza em Caruaru, nesta sexta-feira (27/04), a 12ª edição do Projeto Colmeia – Feira de Saúde e Cidadania, que oferecerá gratuitamente testes rápidos de saúde, orientações, palestras, oficinas e emissão de documentos para a população. A iniciativa acontece na Praça do Marco Zero, no Centro, e conta com a mobilização de uma rede com mais de 25 parceiros. A expectativa é de que sejam atendidas mais de 3 mil pessoas.

Quem passar pelo local poderá usufruir de serviços nas áreas de saúde, bem-estar e beleza, cidadania, cultura e empreendedorismo por meio do projeto, que é referência em saúde do Sesc e que une ações educativas e preventivas a serviço da comunidade.

SAÚDE, BEM-ESTAR E BELEZA – O Senac estará presente realizando testes rápidos e fornecendo orientações sobre a prevenção e o tratamento do diabetes e do colesterol alto, além de oferecer corte de cabelo e dicas sobre como cuidar do couro cabeludo.

A Secretaria de Saúde de Caruaru dará orientações sobre a importância da saúde bucal, da prevenção ao câncer de boca e realizará escovação supervisionada com a utilização do escovódromo, equipamento destinado à higiene bucal. O Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF) irá demonstrar como funciona a técnica de estimulação dos pontos reflexo, chamada de auriculoacupuntura e passará orientações gerais. Já a Vigilância Ambiental irá instruir os presentes sobre as arboviroses, transmitidas pelo Aedes Aegypt, como a Dengue, Zika e Chikungunya, e demais doenças transmitidas por animais. A Vigilância Sanitária aborda o controle de qualidade da água para o consumo humano e distribui hipoclorito de sódio para população. Haverá também vacinação.

Já o Centro de Testagem e Aconselhamento em DST/HIV/AIDS (COAS/CTA) e a Secretaria Estadual de Saúde participam com orientações sobre a prevenção às infecções sexualmente transmissíveis (IST), oferecendo testes rápidos, informações sobre o assunto e distribuição de preservativos. A empresa Óticas Diniz orienta e avalia sobre doenças da visão, enquanto a Racco fornece dicas de beleza e orientações sobre os cuidados com a saúde da pele.

O curso de Nutrição do Centro Universitário Unifavip/Wyden contribui com orientações sobre alimentação saudável e realização de avaliação nutricional, enquanto que a graduação em Psicologia participa com plantão psicológico. Já a Faculdade Maurício de Nassau participa com os cursos de Biomedicina, com teste rápido para verificação do tipo sanguíneo; de Educação Física, com orientações sobre a importância da atividade física para saúde e realização de alongamentos e aula de ginástica; de Farmácia, com teste rápido para identificação de dermatomicoses (pano branco); de Fisioterapia, com avaliação postural e aplicação do TENS; de Enfermagem, com prevenção à hipertensão, orientações e aferição de pressão arterial; e de Odontologia, com prevenção ao câncer de boca, orientações e avaliação.

E o Centro Universitário Tabosa de Almeida Asces/Unita traz os cursos de Enfermagem, com aferição de pressão arterial e de medidas antropométicas e orientações sobre doenças negligenciadas; de Nutrição, com avaliação do estado nutricional; de Farmácia, com prevenção e detecção de doenças infectocontagiosas e orientações sobre a utilização dos fitoterápicos; de Fisioterapia, com avaliação cardiorrespiratória; de Educação Física, com avaliação corporal e orientações para prática saudável de atividades físicas; e de Biomedicina, com teste rápido para o diagnóstico de anemia.

O Programa Banco de Alimentos / Mesa Brasil do Sesc também estará presente com orientações sobre alimentação saudável, técnicas para o aproveitamento integral dos alimentos e combate ao desperdício.

CIDADANIA – O 1º e o 2º Cartórios de Registro Civil farão emissão de 2ª via de certidão de nascimento, casamento e óbito e da habilitação para casamento civil. Já o Cartório de Registro Civil da Vila de Carapotós vai emitir 2ª via de certidão de nascimento, casamento e óbito. Para as pessoas que precisarem da 2ª via da carteira de identidade, a Secretaria de Defesa Social (SDS) também vai emitir o documento. Neste caso, é necessário apresentar original, e cópia, da certidão de nascimento ou casamento e duas fotos 3 x 4.

A Celpe estará participando com orientações sobre eficiência energética, uso responsável e seguro da energia elétrica e atendimento comercial. Com a Compesa, será possível solicitar serviços em geral, obter orientações sobre consumo responsável da água, fazer o cadastro na Tarifa Social, solicitar parcelamentos de faturas e emitir 2ª via da contas de água. E o INSS dará orientações sobre benefícios previdenciários e assistenciais.

O público ainda terá orientações sobre os direitos do consumidor com o Procon. Informações jurídicas serão dadas pelo curso de Direito da Asces/Unita. A Secretaria Estadual de Saúde também participa com a Operação Lei Seca, orientando sobre direção responsável e a importância da utilização dos equipamentos de segurança.

A Prefeitura de Caruaru estará no projeto com outras secretarias. A Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos com orientações e encaminhamentos sobre o Programa Bolsa Família e o Benefício de Prestação Continuada (BPC) e a Secretaria de Políticas para as Mulheres com orientações sociais e encaminhamentos.

EMPREENDEDORISMO – Sesc levará um trabalho de empreendedorismo e sustentabilidade, realizado pelo Grupo de Idosos da Unidade, oferecendo oficinas de artesanato e peças decorativas, confeccionadas a partir do reaproveitamento de resíduos sólidos. O Sebrae estará no local dando orientações sobre empreendedorismo e fazendo atendimento ao Microempreendedor Individual (MEI). 

CULTURA – Haverá também apresentações artísticas dos grupos de artes e cultura do Sesc Caruaru.

Informações: Jornalismo Oficina Comum

“Sai de Baixo” vai virar filme

abril 26, 2018
Foto: Globo/Eduardo França

Um dos programas de humor de maior sucesso no Brasil, “Sai de Baixo” vai virar filme! 
A série, que foi ao ar entre 1996 e 2002 e chegou a ter novos episódios em 2013, no Canal Viva, vai para as telonas com todo o elenco da primeira temporada: Miguel Falabella (que também é o autor da série), Marisa Orth, Aracy Balabanian, Luis Gustavo e Tom Cavalcante e Claudia Jimenez.

A trama vai mostrar Caco Antibes pós cadeia, fazendo alusão à Operação Lava Jato.

Programas como o Sai de Baixo fazem uma falta imensa na televisão brasileira por que não havia apelação exacerbada e nem tão pouco humor sem graça como se vê hoje em dia em programas que estão no ar.
Rever o humorístico e ainda por cima com elenco original é um presente.

Amannda Oliveira

Exposição "1817 – Revolução Republicana” chega a Caruaru

abril 26, 2018

G&M Comunicação

A exposição “1817 – Revolução Republicana”, que marcou os 200 anos do movimento libertário que fez de Pernambuco uma república independente da Coroa Portuguesa, chega a Caruaru, no Agreste do Estado. Uma versão itinerante da mostra promovida pelo Museu da Cidade do Recife será exibida a partir desta quinta-feira (26) – e segue até 5 de junho – na galeria Zé Galdino, no Sesc da região, localizado na Rua Limeira Rosal, s/n, no bairro de Petrópolis.

Essa é a segunda parada da mostra, a primeira foi em Petrolina, em janeiro deste ano. Após Caruaru, a exposição itinerante segue para Vicência, na Zona da Mata do Estado, e depois Campina Grande, na Paraíba. A entrada é gratuita. 

Em um momento da exposição dedicado às bandeiras - a bandeira da revolução pernambucana e outras que inspiraram o processo republicano -, o visitante é convidado a criar e expor a sua própria bandeira. No local, há cartolina e lápis de cor para a empreitada e um varal para que a obra seja colocada. "A ideia é que cada um faça sua bandeira e exponha suas ideias revolucionárias", explica a diretora do museu, Betânia Corrêa de Araújo.

A exposição

Há 200 anos, Pernambuco viveu um momento único na história do Brasil, quando fez uma revolução e, durante 75 dias, viveu uma república à parte, livre da Coroa portuguesa. Para lembrar o bicentenário histórico e revisitar o processo libertário, o Museu da Cidade do Recife (MCR), em parceria com o Instituto Arqueológico, Histórico e Geográfico Pernambucano (IAHGP), inaugurou em 2017 a exposição "1817 - Revolução Republicana". A exposição ficou em cartaz durante um ano no museu, localizado no Forte das Cinco Pontas, um dos locais emblemáticos da própria revolução.

A exposição é dividida em cinco eixos e possui mediadores para receber escolas e espectadores em geral. Abrindo a visitação, a sala "Revoluções" mostra, através de textos e imagens históricas, o cenário que fez ebulir os ideais revolucionários. O ponto de partida é uma projeção com os nomes dos 150 homens presos no Forte de São Tiago das Cinco Pontas. A pesquisa aborda os ideais que moveram as revoluções em vários cantos do mundo, como a Revolução Francesa, a independência dos Estados Unidos e outras ações libertárias na América. "É uma exposição de ideias", define a diretora do MCR e organizadora da exposição, Betânia Corrêa de Araújo. 

"A revolução foi a ideia e também a concretização, única, da separação da coroa portuguesa. O movimento teve a ideia de romper o status quo vigente", afirma o historiador e professor Sandro Vasconcelos, um dos autores da narrativa histórica da exposição ao lado do também professor e historiador Marcus Carvalho e do pesquisador e historiador Mateus Samico. 

Serviço

1817 – Revolução Republicana
Quando: De 26 de abril a 5 de junho
Onde: Galeria Zé Galdino, no Sesc
Entrada gratuita.

G&M Comunicação

Quem quer a Eletrobrás privatizada

abril 26, 2018


Heitor Scalambrini Costa
Professor aposentado da Universidade Federal de Pernambuco

Parodiando recente artigo publicado no jornal Estado de São Paulo intitulado “Quem não quer a Eletrobras privatizada”, escrito pelo jornalista Celso Ming, resolvi escrever algumas linhas sobre o que considero um crime lesa-pátria, a venda da Eletrobras.
Ao longo do referido texto, o jornalista, conhecido defensor do mercado, assevera sua crença no mercado como guardião da ética e da eficiência, ao defender a privatização da maior empresa do setor elétrico da America Latina, que atua em todas as três faixas da cadeia produtiva do setor: geração, transmissão e distribuição.
Convenientemente esquece, só para dar um exemplo, da irresponsabilidade corporativa, da conduta anti-ética, e da incompetêcia técnica das empresas envolvidas no flagelo causado pelo maior desastre do gênero da história mundial nos últimos 100 anos, o desastre evitável em Mariana/MG. É uma falácia dizer que o setor privado é mais responsável, eficiente e ético. A ética do mercado é muito particular: o lucro vem em primeiro, e acima de tudo.
Na história recente, o “modus operandi” usado para justificar a privatização de setores estratégico para a soberania de um país, é o mesmo. Procura-se descredibilizar a empresa estatal junto a população, e isto é algumas vezes, conseguido de várias maneiras. Provocar uma diminuição na qualidade dos serviços prestados faz parte desta estratégia, assim como desmoralizar com acusações levianas seus funcionários. Assim, esperam os detratores,  virá o apoio e a aceitação popular para a privatização. Situação esta, que tem desmonstrado na prática, que nem os serviços melhoram, nem as tarifas abaixam, e que geralmente trazem a reboque a demissão em larga escala de funcionários, que no caso do setor elétrico são altamente qualificados, e patrimônio da nação.
O que tem acontecido é que as empresas estatais, lamentavelmente, são tratadas como pertencentes aos governos, e não como empresas do Estado. E assim, interesses econômicos e políticos partidários acabam prevalecendo, dependendo do governo de plantão. O caso da Eletrobras é um caso emblemático de como interesses econômicos se sobrepõem a questões da própria soberania nacional. Vender a Eletrobrás pelo (des)governo ilegítimo para arrecadar míseros 12,2 bilhões (ou 20 bilhões) de reais, e assim amortizar o déficit fiscal de 180 bilhões de reais, previsto até o final de 2018, é uma piada de péssimo gosto. O nobre missivista em seu artigo, vai além afirmando de maneira inconsequente, que  somente com dinheiro privado será possivel fazer os investimentos que a Eletrobras precisa. Será um tipo de neoterrorismo?
Ora, ora!!! O tesouro não está na “pindaíba” como o jornalista quer nos fazer crer. São opções e prioridades de uma politica econômica que sacrifica a maioria da população em prol de setores que levam vantagens, e estão muito bem, obrigado. Vide o setor bancário que comanda, através de seus representantes diretos, de dentro do governo, a política econômica e fiscal. Seus lucros estratosféricos, seus juros siderais, que não são mencionados, e nem questionados pelo jornalista. Também outro dado relevante que demonstra que o país é (des)governado para uma elite, é que o número de milionários brasileiros continuam a crescer, aumentando cada vez mais o fosso da desigualdade social em nosso país. Crise? Somente para os de sempre.
Fazer caixa, como afirma o professor da USP, Paulo Feldman em recente artigo “Sem a previdência, só taxando grandes fortunas”, bastaria somente aumentar a alíquota efetiva para os mais ricos do país, taxando suas grandes fortunas, de 6% para 9%, e a arrecadação do tesouro seria de 186 bilhões de reais a mais por ano. Sem falar de uma discussão necessária, e urgente, de como somos escravos de uma fatura impagável, a da dívida externa, que drena nossos recursos com a complacência de setores entreguistas da sociedade brasileira. Isto é omitido da discussão.
Outra maledicência do senhor Ming é afirmar que quem defende a não privatização,  são os funcionários destas empresas, pelo corporativismo. Privilégios não existem somente nas empresas do setor elétrico, mas em toda estrutura da sociedade brasileira, e devem ser eliminados. Defender interesses faz parte do jogo democrático. Os banqueiros o fazem, os empresários da comunicação, as empresas privadas de energia elétrica, as corporações, etc, etc. Cabe o Estado impor regras, regular, e a sociedade estar vigilante e organizada, para que interesses corporativistas não acabem se impondo, e prejudicando outros setores menos organizados, o conjunto da sociedade, enfim o país. Salários e benefícios exorbitantes, através de penduricalhos  não é prerrogativa dos funcionários do setor elétrico, como nos quer fazer crer, o jornalista em seu artigo. Lamentavelmente tais privilégios existem em várias instituições, inclusive no setor elétrico. Mais recentemente ficou claro para a sociedade brasileira a discussão sobre a farsa do auxílio moradia dos juízes, desembargadores que há mais de 4 décadas recebem este famigerado benefício, permitindo superar o teto de salário. O senhor Ming tomou posição a respeito? Qual foi?
Infelizmente há muito o Estado brasileiro foi privatizado. Hoje na verdade quem quer a Eletrobras privatizada são grandes corporações, fundos de pensão estrangeiros,  ávidos por aumentar seus ganhos em um setor altamente rentável, e estratégico. Além daqueles que naturalmente se beneficiariam da privatização como autoridades governamentais, técnicos, consultores, lobistas, jornalistas/palestrantes, entre outros. Todos comprometidos com os futuros compradores da estatal.
Deixo aqui, como mensagem, toda minha indignação e repulsa aos vendilhões. Que defendem por míseros tostões (em poucos casos por ideologia) a venda do patrimônio público. Que por sua vez só tem contribuido para a miséria e sofrimento de nosso povo. É inadmissível o que constata a respeitável ONG Oxfam, que 82% da riqueza gerada entre 2016 e 2017 ficou com o 1%  dos mais ricos em nosso país. Está concentração de riquezas é intolerável, é ofensiva, e a venda da Eletrobras somente irá agravar esta situação.
Como toda mentira tem pernas curtas não adianta os golpistas de dentro e de fora do governo inventarem justificativas para a venda desta fundamental, essencial e estratégica estatal brasileira. A população já está  convencida de que esta iniciativa vai  deixar vidas ainda mais difíceis e onerosas. O político que apoiar a privatização da Eletrobras não será eleito. E o cidadão, de qualquer atividade profissional, que apoiar esta medida, merece toda repugnância daqueles que almejam viver em um país mais justo, solidário, soberano, sem tamanha desigualdade social. NÃO A PRIVATIZAÇÃO DA ELETROBRAS.

Comissão de Cultura debate registro profissional de artistas e técnicos de arte

abril 26, 2018
 Foto: Sthefane Felipa/Assessoria

O papel do registro profissional para artistas e técnicos de espetáculos foi tema de seminário na tarde desta quarta-feira (25), na Comissão de Cultura da Câmara dos Deputados. O debate aconteceu por iniciativa da deputada Luciana Santos e reuniu artistas e produtores de todo o país.
“Esse debate foi pensado no sentido de trazer à luz a dimensão e o patamar que o tema merece e seu significado para o interesse nacional. Quando a gente fala que um dos grandes desafios do Brasil é a soberania nacional, é a afirmação do nosso país e fazer com que esse país sirva à grande maioria do nosso povo, àqueles que fazem a riqueza do país, estamos tratando de Nação, de identidade cultural, de história, comportamento, jeito de ser. Questões intrínsecas à arte, à cultura e ao fazer artístico-cultural. Não existe um valor maior que o da identidade de um povo e por isso é preciso tratar a questão da profissão artista com o valor político que ela reclama”, disse Luciana, que também é presidente da Frente em Defesa da Cultura.
Na primeira mesa do seminário o ator e diretor Sergio Mamberti fez um histórico das lutas pelo reconhecimento da profissão. “Para nós é absolutamente chocante precisar fazer a defesa de uma luta [pelo reconhecimento profissional] que dura mais de 100 anos. Essa defesa que fazemos aqui não é luta corporativa, mas a defesa da diversidade brasileira, da cultura, do que ela significa e da importância que ela tem para o desenvolvimento nacional”.
Os argumentos da ADPF
A presidente do Sindicato dos Artistas e Técnicos de Pernambuco (SATED/PE), Ivonete Melo, fez um resgate do processo da ADPF. A profissão de artistas e de técnicos está regulamentada pela Lei n° 6.533/78, de maio de 1978 e a profissão de músico foi reconhecida pela Lei 3.857/60.  Atualmente o tema está na pauta do STF a partir de uma alegação da Procuradoria-Geral da República de que estas leis seriam inconstitucionais, à medida que exigem "diploma ou atestado para a profissionalização de artistas e técnicos" e estariam em discordância os artigos 5, inciso IX e 215, que dizem respeito, respectivamente, da "liberdade de expressão artística" e dos "direitos culturais" de todos os cidadãos.
“A aprovação da ADPF também vai atingir diretamente o ensino da arte, já tão desprestigiado no meio acadêmico”, avisou Ivonete, que também leu uma carta dos artistas pernambucanos para que conste nos anais da comissão sua opinião sobre os prejuízos trabalhistas que acarretam o tema.
Por sua vez, Dorberto Carvalho, presidente do SATED/SP, lembrou que ironicamente a ADPF usa o tema da censura para argumentar pela desregulamentação da profissão de artistas. “Talvez haja um desconhecimento de que a luta contra a censura é muito cara para os artistas do Brasil. É uma luta histórica para os artistas do Brasil. Como usar essa luta para infringir aos artistas uma condição precária da sua profissão?”.
Ele também contrapôs a ADPF sobre os riscos que o trabalho de técnicos oferecem a si e a terceiros, demonstrando a exigência da qualificação — “Basta lembrar o caso da Boate Kiss ou o incêndio do Memorial da América Latina” — e exemplificou situações que são trabalhos profissionais e não exercício da liberdade artística como a participação em publicidade ou o trabalho de dublagem. “Não queremos privilégio, queremos a condição de qualquer trabalhador brasileiro e que é pago por esse trabalho. Como qualquer trabalhador que luta contra o sucateamento da profissão e das condições de trabalho”.
 Foto: Sthefane Felipa/Assessoria

Relações de trabalho na cultura e na arte
O diretor teatral e pesquisador Gustavo Guenzburger, também debatendo na primeira mesa do seminário, reforçou o papel dos artistas no mundo do trabalho e citou exemplos de países que regulam a entrada de artistas no mercado. “Esse é um mercado que movimenta dinheiro e que explora comercialmente uma mão de obra. [Desregulamentar] é ruim para o trabalhador e é ruim para o mercado porque o futuro desse sistema capitalista é a inteligência e a criatividade, isso está posto, e nós precisamos saber se o Brasil quer apostar em inteligência, em criatividade ou se vamos nos deter em vender soja e minério”.    
 O debate foi presidido pela deputada Jandira Feghali (PCdoB/RJ), sucedida pela presidente da Comissão, Raquel Muniz (PSD/MG) e, posteriormente, pelo deputado Celso Pansera (PT/RJ), co-autor do requerimento. Participaram Paulo de castro, da Associação dos Produtores de Artes Cênicas de Pernambuco, Manoel Constantino; Thiago Vasconcelos, da Cooperativa Paulista de Teatro  e Sandro Borelli, presidente da Cooperativa Paulista de Dança.
Artistas também se mobilizaram no Recife
No Recife, artistas se reuniram na tarde de hoje (25), na sede da Companhia Fiandeiros de Teatro, localizada no Centro da Cidade, para acompanhar a Comissão pela regulamentação da profissão.
“Nós já tínhamos o costume de nos reunirmos para discutir várias questões que são comuns às artes cênicas aqui no Recife. Vindo de um desses encontros, surgiu justamente a ideia de nos juntarmos a esse ato, em favor da regulamentação da profissão do artista”, disse o diretor teatral, Paulo de Pontes.   A atriz Hilda Torres, também esteve presente e denunciou a ação como “o silenciamento de uma categoria.
No dia 7 de abril, Luciana Santos havia participado de uma manifestação no Teatro Santa Isabel, no Recife, onde ouviu as reivindicações do setor. Daí surgiu a perspectiva do debate em Brasília. Para os artistas, a ação que tramita no STF confunde liberdade de expressão artística com o exercício profissional de artistas e técnicos, e por isso é preciso respeitar as situações em que a atividade artística envolve relações patronais e a utilização de mão de obra para fins comerciais, justamente para não vulnerabilizar os profissionais do setor.
ASCOM

Coletivo Riso da Terra realiza "QUINTA CULTURAL" em Arcoverde

abril 26, 2018


O Coletivo " Riso da Terra" realiza nesta quinta-feira, 26 de abril, a 1.ª edição da QUINTA CULTURAL. O evento acontece como forma de resistência e opressão aos tempos atuais e vai reunir artistas e amantes das artes. O evento terá arte , cultura e é claro, o brechó do Quintal Cultural.
O evento terá como atrações o Samba de Coco das Irmãs Lopes lançando o disco " Meus Canário Cantadô",  "Solo para Benedita" com GABI CAVALCANTI, Exposição de Fotos com Ítalo Henrique e a apresentação Circense com São Cocho.

O evento terá MICROFONE ABERTO para qualquer expressão artística espontânea. 

Todo dinheiro é destinado à manutenção e melhorias do coletivo.

SERVIÇO:

RISO DA TERRA
Quando: 26 de abril
Onde: Avenida Pinto de Campos, 1248 - São Miguel - Arcoverde/PE
Próximo ao Clube do Subtenente.
Horário: À partir das 19h
Gratuito

Amannda Oliveira

quarta-feira, 25 de abril de 2018

Madalena autoriza na Cohab II obras de nova Unidade Básica de Saúde da Família

abril 25, 2018

Na manhã desta quarta-feira, 25 de abril, a prefeita de Arcoverde, Madalena Britto, autorizou o início da construção de mais uma Unidade Básica de Saúde da Família – UBSF no município. Contando com a participação de diversas lideranças comunitárias da Cohab II, além de representantes da sociedade civil, vereadores, secretários e servidores municipais, a assinatura da ordem de serviço também foi marcada por anúncio de novas obras que darão continuidade ao desenvolvimento da cidade.

Abrindo a solenidade, a secretária de Saúde de Arcoverde, Andreia Karla, ressaltou o trabalho que vem sendo realizado para que novas UBSFs descentralizem os serviços de saúde oferecidos à população. “Esta unidade vai seguir os padrões das que já estão sendo construídas e a gente possui mais duas para serem inauguradas. Provavelmente, no mês de maio, estaremos inaugurando a UBSF da Cidade Jardim. E aqui anuncio em primeira mão, que saiu a portaria da UBSF no Residencial Maria de Fátima Freire”, registrou a secretária municipal em seu discurso.

Entre os demais participantes, a cerimônia contou com o vice-prefeito de Arcoverde, Wellington Araújo, a secretária de Obras e Projetos Especiais, Pollyana Monteiro, e dos vereadores Siqueirinha, Cleriane Medeiros e Luiza Margarida. “Hoje temos aqui na Praça da Cohab II, que foi construída pela prefeita Madalena e sua gestão, três grandes anúncios: o Prefeitura nos Bairros, programa que o governo municipal já beneficiou em muitos bairros e ainda irá promover em outras localidades, porque é a forma mais concreta da gestão chegar e mostrar seus serviços de uma só vez; e além desta ordem de serviço da UBSF, que a Cohab II possuía grande necessidade neste formato, aproveito para ressaltar que a gestão da prefeita Madalena Britto concretizou ontem, com o governador Paulo Câmara e o vice Raul Henry, o Distrito Industrial de Arcoverde”, adiantou Wellington Araújo.
“A ordem de serviço do Distrito Industrial, mesmo que não seja assinada amanhã pelo governador, caso ele não esteja em Arcoverde, mas o presidente da AD Dipper determinou a empresa para assinar a ordem de serviço na própria sede da AD Dipper e começar os trabalhos de imediato”, informou o vice-prefeito.

Posteriormente, a prefeita Madalena Britto falou um pouco sobre os desafios em tempos de crise para que a sua segunda gestão municipal prossiga com todos os compromissos assumidos nas diversas áreas de atuação. “O nosso objetivo com certeza será alcançado até 2020. Estamos fazendo o possível para cumprir todo o nosso plano de governo na íntegra. Já inauguramos cinco UBSFs em Arcoverde e a nossa primeira ação ainda na primeira gestão, graças ao então governador Eduardo Campos, foi a construção do Centro de Especialidade Odontológica (CEO). Ele é o único que funciona na região, da forma que temos em nossa cidade, sendo um dos avanços na saúde pública”, recordou a gestora municipal. “Hoje nós temos orgulho de dizer que Arcoverde tem sim saúde. E saúde com qualidade”, destacou Madalena Britto.
Ao final do seu discurso, a prefeita aproveitou para anunciar que no próximo dia 8 de maio será lançado o Edital para o Shopping de Arcoverde. “Vamos construir o mesmo na localidade onde eram realizadas as exposições de animais do nosso município. E a partir dele, vamos possibilitar mais empregos, aquecendo a economia local e fazendo o nosso dever de casa bem feito, que é possibilitar renda própria para a cidade”, garantiu Madalena Britto.
UBSF da Cohab II – A unidade está orçada no valor total de R$ 409.651,25, no qual a maior parte dos recursos financiados pelo Governo Federal, através do Ministério da Saúde, e contará com estrutura semelhante a da UBSF CAGEP, em fase de construção no bairro do Tamboril. O projeto prevê dois consultórios indiferenciados para acolhimento, uma farmácia, WCs feminino e masculino, uma sala de imunização, uma sala de curativo, uma sala de inalação, uma sala de procedimento e coleta com WC, uma gerência, um consultório com WC, uma sala de atividades coletivas/ACS, uma sala de esterilização, um expurgo, um WC para funcionários, uma copa, um almoxarifado, um depósito para material de limpeza (DML) e três depósitos de resíduos contaminados.
ASCOM/PMA

UPAE Garanhuns abre vaga para Médico Alergologista

abril 25, 2018

A UPAE Garanhuns, no Agreste de Pernambuco, Gestão IMIP, e integrante da Rede SUS do Governo do Estado de Pernambuco, está contratando médico especialista na área de alergologia. 
É necessário que os candidatos à vaga tenham residência médica na área de atuação ou especialização em cursos reconhecidos pelo Ministério da Educação, pelas Sociedades Médicas ou Título de Especialista concedido pelo respectivo Conselho de Classe.
Os interessados devem cadastrar seus dados no campo “Trabalhe Conosco” no site do IMIP, e clicar no mesmo site, no link de inscrição do Processo Seletivo da UPAE Garanhuns. A confirmação será por e-mail, e os selecionados serão convidados para as etapas seguintes, após análise curricular.
A UPAE Garanhuns e a Gestão IMIP mantém contínuo processo seletivo para contratações, e os interessados devem inserir seus currículos para cadastro de reservas, que serão analisados e selecionados à medida que surjam vagas na Unidade de Saúde.
Para saber mais:
UPAE Prof. Antônio Simão dos Santos Figueira
Rodovia BR 423 km 96,8 - Magano - Garanhuns - PE
Coordenação Geral: Dr. Gustavo Amorim
Fone: (87) 3764.9000

Ronaldo César