quarta-feira, 18 de julho de 2012

A noite em que a reunião de artistas da cultura popular valeu um abraço



A noite de terça-feira (17), no 22.º Festival de Inverno de Garanhuns, reuniu o melhor da cultura popular e como diz a música de Maciel Melo, valeu um abraço. Nem o frio que insistia em castigar o público espantou as pessoas da Praça Guadalajara que se emocionou com as apresentações.
Quem abriu a noite foi a Banda Rogério e os Cabra, que desfilou no palco, coco, ciranda e músicas do Rei do baião fazendo o público dançar. 

 
Maciel Salu apresentou no palco uma mistura de cumbia, samba e afrobeat num show que colocou muita gente para dançar. O artista defendeu a valorização e o respeito à diversidade cultural sendo muito aplaudido pelo público.


Hebert Lucena foi a terceira atração da noite e fez um show que contagiou o público com as músicas do seu novo trabalho “Não me peçam jamais que eu dê de graça tudo aquilo que eu tenho para vender”, que trata com bom-humor as dificuldades financeiras que muitos artistas enfrentam por conta da informalidade e falta de reconhecimento em torno do seu trabalho.
O cantor abriu o show com " Na Pisada Desse Coco", do seu primeiro cd. Depois vieram músicas como " Bate o mancá", de Ari Lobo; "Forró Quentão", de Trio Nordestino; "Dona Tereza", de Azulão , "Noites Brasileiras", de Luiz Gonzaga e " Lágrima", de Chico Buarque. 
O cantor deixou o palco sob os aplausos e pedidos de mais um.

 
Lula Queiroga apresentou o repertório do seu mais novo trabalho intulado "Todo dia é o fim do mundo". Músicas como “Atlantis”, “Os culpados” e “Dias assim" não foram esquecidas.


A noite foi encerrada com chave de ouro pelo encontro de três gênios da música brasileira Renato Teixeira, Xangai e Maciel Melo. No palco, o forró de Maciel se uniu a moda de viola dos companheiros emocionando o público que acompanhava encantado o encontro de sotaques e canções embaixo de forte chuva. Músicas como “Amanheceu, peguei a viola”, “Tocando em frente” , "Isso Vale um Abraço", assim como músicas em homenagem a Gonzaga. 
Os artistas se emocionaram no palco com o encontro que com certeza marcou o festival de inverno.

Amannda Oliveira

Nenhum comentário:

Postar um comentário