Foto: Amannda Oliveira

Começou nesta terça-feira (09), uma consulta pública para atualização do Plano de Salvaguarda do Frevo. A consulta ficará aberta até 9 de fevereiro, data em que, em Pernambuco, se celebra essa manifestação que é Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade. O Plano de Salvaguarda foi lançado em 2011 e o atual processo de revisão é uma oportunidade de reavaliar e aprofundar o debate em torno das demandas e ações necessárias à preservação do Frevo.

Qualquer cidadão poderá participar por meio de formulário a ser disponibilizado no site do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) a partir da 0h00 da terça-feira. O documento apresentará objetivos relacionados a diversos temas, divididos em quatro seções - temas gerais, música, dança e agremiações, e os participantes da consulta poderão concordar, discordar, não opinar e/ou propor sugestões sobre cada um deles.

Como explica a historiadora do Iphan Thamires Oliveira Neves, com a abertura da consulta pública, “espera-se que o debate dos objetivos de salvaguarda seja ampliado na comunidade de detentores, democratizando a participação ao longo do processo. As sugestões de acréscimo ao texto devem refletir demandas não incluídas no texto original”.

Ações preparatórias para o IV Encontro do Plano Integrado de Salvaguarda de Frevo

Os Planos de Salvaguarda de bens culturais são um instrumento de gestão para planejamento estratégico de ações de preservação e promoção a serem desenvolvidas a curto, médio e longo prazo, de acordo com os objetivos e necessidades definidos pelas comunidades detentoras dos bens, em conjunto com os órgãos e instituições parceiras na sua preservação.

A revisão do Plano de Salvaguarda do Frevo é parte de um conjunto de ações desenvolvidas pelo Comitê Gestor da Salvaguarda do Frevo (CGSF) no âmbito do IV Encontro do Plano Integrado de Salvaguarda do Frevo, previsto para ser realizado entre o final de fevereiro e o início de março. Como etapas preparatórias para o evento, nos meses de outubro e novembro de 2023, mestres e mestras da manifestação participaram de quatro encontros, nos quais trocaram experiências e conhecimentos práticos e teóricos, além de conduzirem uma oficina de criação e confecção de adereços carnavalescos e outra de projetos culturais.

Também em novembro do ano passado, o CGSF promoveu escutas presenciais à comunidade do Frevo nos municípios de Recife (PE) e Paudalho (PE), com o objetivo de atualizar as demandas do Plano Integrado de Salvaguarda.

O resultado das escutas à comunidade e a conclusão da revisão do Plano de Salvaguarda devem ser apresentados no IV Encontro do Plano Integrado de Salvaguarda do Frevo, quando também serão indicados os membros da nova gestão do CGSF.


Informações: Iphan