sexta-feira, 12 de novembro de 2021

Lia de Itamaracá inaugura 'Embaixada da Ciranda'.

Foto: Amannda Oliveira


O Forte Orange, na Ilha de Itamaracá – Litoral Norte do Estado – vai abrigar a Embaixada da Ciranda, espaço que vai contar com uma exposição permanente sobre a história de vida e trajetória artística de Lia de Itamaracá, responsável por abrir as portas do equipamento cultural neste domingo (14), a partir das 16h.

Considerada a Rainha da Ciranda, Lia, aos 77 anos de vida e pelo menos 60 de dedicação à cultura popular, também esta à frente dos recursos que culminaram na abertura do local.

Lia segue, inclusive, em busca de fomento para manter a sala, que vai funcionar dentro da edificação erguida pelos holandeses em 1631 e que foi cedido pela prefeitura do município e pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

O espaço também vai receber o Memorial Guardião, para contar a a história de Zé Amaro - ilhéu que cuidou da construção durante décadas. Vão funcionar também na Embaixada da Ciranda venda de CD’s, camisetas, canecas e livros que narram a vida de Maria Madalena Correia do Nascimento, nome de batismo da cirandeira Lia de Itamaracá.

No dia da abertura, no domingo – que terá transmissão via YouTube (https://www.youtube.com/c/liadeitamaracaoficial) - a tradicional ciranda de Lia integra a programação, que vai contar também com a participação de outras cirandeiras.

Ainda dentro das festividades, acontece uma tarde de autógrafos do livro “Lia de Itamaracá”, que estará acompanhada do jornalista Marcelo Henrique Andrade, autor da biografia.

A obra será vendida no local. Para a inauguração, serão disponibilizados ingressos com valores a partir de R$ 25 (meia-entrada), via Sympla e na bilheteria do Forte Orange. Para os demais dias, a Embaixada terá acesso gratuito.

Exposição
A Embaixada da Ciranda vai contar com mostra permanente dos vestidos usados por Lia de Itamaracá em apresentações, além de fotos pessoais e memórias de família, com imagens do sub-editor de fotografia da Folha de Pernambuco, Alfeu Tavares.

Um oratório montado por Lia, e monitores que vão exibir vídeos com imagens da cirandeira e depoimentos de músicos, pesquisadores e amigos, também integra o conteúdo da exposição – que será tomada por uma parede que celebra os títulos conquistados por ela, entre eles o de Patrimônio Vivo de Pernambuco e o de Doutora Honoris Causa concedido pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).

Serviço:
Inauguração da “Embaixada da Ciranda”, por Lia de Itamaracá
Domingo (14), às 16h, no Forte Orange (Ilha de Itamaracá)
Ingressos R$ 50 (inteira) e R$ 25 (meia-entrada), no local e no Sympla
Informações: 81 9.9689-7463


Nenhum comentário:

Postar um comentário