sexta-feira, 27 de julho de 2018

André Rio celebra 17 anos do Projeto Tour Viva Pernambuco com novo álbum lançado em Portugal

Foto: Angélica Souza
O cantor e compositor André Rio embarcou, no último domingo (22) para mais uma edição do Projeto Viva Pernambuco/Tour Europa. Desde 1998, André vem difundindo a música pernambucana para o continente europeu, durante o verão do continente.
O projeto foi concebido por André Rio, na volta de uma viagem a Lisboa, com o intuito de fortalecer a Cultura Musical da sua terra pelos quatro cantos do planeta. O show passeia por todos os ritmos da música pernambucana e do nordeste brasileiro, contando sempre com diversos convidados, que representam a música verde e amarela.
Ritmo, belas melodias, poesia e força interpretativa. Estes são o cerne do concerto, que promete sacudir o velho continente durante todo o mês de agosto de 2018. Para tanto, o espetáculo se baseia no novo álbum “Tour Viva Pernambuco 2018” que será lançado em Lisboa (Portugal), na Casa do Brasil, nesta quinta-feira (26), o primeiro de uma sequência de 18 shows que serão apresentados em países como Portugal, Espanha, Inglaterra, Alemanha e Áustria.
O álbum será lançado em todas as plataformas musicais ainda no segundo semestre e traz, além de composições de André Rio, canções de grandes poetas e artistas do nordeste brasileiro. Gravado no Recife, o disco traz três canções inéditas, entre elas "Viva Pernambuco”, música de André Rio gravada com a participação de Lilian Raquel, cantora brasileira radicada em Lisboa.  A música é o tema da turnê e foi composta em homenagem aos seus 17 anos de estrada internacional, “Rosa de Cheiro”, música em homenagem a Alceu Valença, um baião estilizado e “As Voltas que o Mundo Dá", um Xote Lusitano, uma parceria de André Rio e Luciano Magno, mistura de xote com fado. No disco que tem 10 faixas, André Rio regravou a música “Procissão”, de Gilberto Gil, com um arranjo especial preparado por Luciano Magno para ser executado durante a turnê.
As apresentações vão da música instrumental até o forró, o xote, as marchinhas, passando pelo samba, pelo maracatu e o centenário frevo. “A gente sempre viaja com pessoas queridas, amigos dos palcos da vida. Que representam em sua trajetória artística o Estado de espírito chamado Pernambuco. É uma comunhão em torno da nossa plural arte. Para estas turnês que fazemos, os artistas precisam se desprender de vaidades, precisamos ser um só, para que juntos possamos abraçar a nossa causa: divulgar a mágica e encantadora Arte Musical de Pernambuco”, afirma André.
Em 17 anos de projeto, André Rio já teve como convidados: Naná Vasconcelos, Elba Ramalho, Alceu Valença, Benil, Cristina Amaral, Alcimar Monteiro, Lula Queiroga, Ed Carlos, Paulinho Leite, Maestro Spok, entre outros grandes nomes.
Para celebrar esta data, André Rio convida o cantor, compositor, exímio instrumentista e arranjador: Luciano Magno. Magno se consagrou pelo rigor, preciosismo dos seus arranjos e marcantes atuações em diversos eventos musicais em que atuou. É um artista múltiplo. Transita desde a música instrumental até a MPB. Tem inúmeros CDS lançados e tem muitas turnês internacionais em seu currículo. Integrará também a turnê, a cantora Pernambucana Lilian Raquel, radicada há vinte anos em Portugal, que tem uma larga bagagem musical em sua linda carreira, discos lançados e é conhecida por sua voz ímpar, interpretações fortes e marcantes da Música Popular Brasileira. André e seus dois convidados dividem o palco e cantam juntos, atuam separadamente e fazem um show dinâmico e empolgante.
O espetáculo é um verdadeiro mosaico de ritmos e tendências que circundam a cena pernambucana e nordestina e traz no seu repertório, músicas de verdadeiros ícones da nossa cultura, como: Luiz Gonzaga, Alceu Valença, Paulo Diniz, Capiba, Getúlio Cavalcanti, Dominguinhos, Jackson do Pandeiro e trabalhos autorais de André Rio, com o intuito de promover e divulgar o grande potencial turístico-cultural da região. “É muito bacana poder tocar a música de Pernambuco e do nordeste brasileiro, que se caracteriza por um ritmo muito forte, muito latente, que mexe com as pessoas por dentro. Toca o coração de todos, inclusive quem não entende nossa língua, como por exemplo, o público alemão, suíço, italiano. É lindo perceber que, ainda assim, existe uma identificação muito grande com a ritmia do nordeste brasileiro com o frevo, o baião, o xote, o maracatu”, conta André. André Rio em Viva Pernambuco é o Brasil cantado em verso, música e ritmo!


BIOGRAFIA - A trajetória do cantor e compositor André Rio começou cedo, aos 09 anos, cantava em festivais estudantis e aos 17 anos já era um intérprete consagrado dos festivais de Pernambuco. O primeiro disco chegou em 1992, com grande influência da MPB e fez muito sucesso nas rádios. O LP “André Rio e a Banda Modelo do Meu
Terno,” trouxe composições próprias e de seus parceiros, revelando, assim, o talento e a veia poética do cantor.
No mesmo ano, também, lançou o compacto “Queimando a Massa” para o carnaval. Em 1994, gravou seu segundo disco: “Presença”, que contou com vários destaques, entre eles a música “Sou teu amor” que virou nome de bloco na semana pré-carnavalesca de 1995, trazendo como atrações André Rio e Daniela Mercury. Neste mesmo ano, surgiu o projeto "Me Leva", que seguiu pelos carnavais fora de época do Nordeste, passando por cidades como João Pessoa, Fortaleza, Teresina, Maceió e Natal. Em 1996 lançou o CD “ Me Leva”. Em 1998, lançou o disco “Tentação”. E foi em plena folia, ao som de sucessos como o frevo: “O bicho vai pegar”, que André Rio recebeu seu primeiro disco de ouro. O CD “Ao vivo” foi gravado num show em Recife, com participação especial de Alceu Valença. A diversidade de seu repertório tem conquistado um público cada vez maior fora do Brasil.
Em 2000, 2001 e 2002, André alçou novos voos. Seguiu para Europa com vários projetos musicais.
E, com Alceu Valença, Elba Ramalho e Naná Vasconcelos, o cantor participou da turnê "Pernambuco em canto" nos festivais: Latino Americano, Festival Ritmos, Festival Viva Afro Brasil em Tübingen, festa da cidade de Zurique, festa da cidade de Geneve, Festival Jazza Vienne, dentre outros. O cantor, também, participou do maior festival de música do mundo apresentando seu show na Sala Stravinsk no original Montreux Jazz Festival. Nos anos seguintes lançou os
CDs: “Farol de Olinda” e na “Levada da embolada” que têm uma linguagem mais moderna, fundindo o regional com o world music. Em 2006 o cantor lançou o CD ”Cem carnavais”, no ano do centenário do frevo. Em 2007, celebrando os 20 anos de carreira, gravou o DVD “Pernambuco sou”, no teatro da UFPE. André sentencia:
“Pernambuco sou”, é o resumo de toda a minha carreira, mas é, sobretudo, uma declaração de amor a Pernambuco.
Em 2009, foi lançado o projeto – “Rapsódia nordestina” resultado da união com o Trio Sotaque esse trabalho é, antes de tudo, uma leitura inovadora e ousada de diferentes trechos das obras musicais e poéticas dos grandes representantes da cultura do nordeste brasileiro. A crítica e o público receberam muito bem o novo CD, que acabou resultando em uma memorável apresentação no Teatro Rival, no Rio de Janeiro, com as participações de Elba Ramalho, Moraes Moreira e Roberto Menescal. Logo depois o Rapsódia seguiu para uma turnê na Europa: Milão, Roma, Lonato del Garda, Torino, Bélgica, Lisboa e no lendário Festival de Montreux, na Suíça. Em Milão, no Festival Latino Americando, André Rio e Olodum se apresentaram para uma platéia de 25 mil pessoas.
Nos anos seguintes percorreu Estados Unidos e Europa em mais três turnês, inclusive no Brazilian Day, de Nova Iorque e no estado da Flórida, apresentando o show do seu CD “Fervo”. Em janeiro de 2015, André lançou o CD “Um Abraço no Frevo”, em homenagem ao compositor Carlos Fernando. Em julho do mesmo ano, o cantor durante mais uma turnê, o cantor lançou o CD “Viva Pernambuco Tour Europa”, com participação de Benil Ramos e Luciano Magno.

LUCIANO MAGNO
Luciano Magno é guitarrista, violonista, compositor, cantor, arranjador e produtor musical. Magno é um virtuose da guitarra e um dos novos nomes da música brasileira. Sua música traz uma representatividade marcante para a guitarra brasileira, transitando com muita influência no universo do frevo, do samba, da bossa, do choro e do baião. Nasceu em Paulo Afonso – BA e é radicado no Recife. Sua carreira musical começou no Recife nos anos 90.
Luciano Magno tem uma vasta experiência internacional com várias passagens por países como: Portugal, Espanha, França, Alemanha, Suíça, Áustria, Holanda, Bélgica, Dinamarca, Itália, Macedônia, Inglaterra, EUA, Chile e Argentina. Recentemente em 2017, Luciano Magno teve participação efetiva no Carnaval do Recife, Fez turnê em Portugal e Espanha, em julho e agosto e estreou e uma programa de entrevistas na ONETV, o Luciano Magno Convida, onde recebe nomes consagrados da música pernambucana e brasileira.

LILIAN RAQUEL
A primeira vez que a pernambucana Lilian Raquel cantou num palco em Portugal foi, em 1999, fazendo backing vocal num show de Elba Ramalho.
No Recife ele participou, na mesma função, de muitos shows, e discos. Ela e o marido, o guitarrista, também pernambucano, Cláudio César Ribeiro, lançam Com todas as cores, um disco de música brasileira com participação especial de Ivan Lins. O casal mora no Porto, Norte do país, desde final dos anos 90. Claudio, mais conhecido no Recife, como Munheca, foi guitarrista solo da Má Companhia, banda que acompanhava a peripécias de Lula Côrtes no palco e em estúdios. Lilian fazia backing vocals, participou do grupo vocal feminino Quarteto Feminino (com Kelly Benevides, Rosana Simpson e Nena Queiroga).

Angélica Souza

Nenhum comentário:

Postar um comentário