sexta-feira, 13 de julho de 2012

Homenagem a Luiz Gonzaga marca abertura do Festival de Inverno de Garanhuns

A noite começou com muita chuva em Garanhuns, mas isso não impediu que o público lotasse a Praça da Guadalajara para ver de perto uma noite que ficará para a história no Festival de Inverno da Garanhuns. Em uma noite dedicada ao  Rei do Baião, o cantor Mourinha do Forró de Garanhuns abriu a noite tocando muito forró pé de serra . em seguida quem subiu ao palco foi a família Gonzaga que liderada por Joquinha Gonzaga, sobrinho do Rei do Baião desfilou os sucessos de Luiz Gonzaga. A banda é formada por Sérgio Gonzaga, Maria Lafayete e Daniel Gonzaga, filho de Gonzaguinha.


Joquinha começou a se aproximar da sanfona incentivado pelo tio aos 13 anos. Gonzaga o presentou com o instrumento e o ensinou a tocar sendo muito exigente para que a tradição da família não morresse com ele. 

A Família Gonzaga apresentou sucessos de vários períodos da carreira do Rei do Baião, como “Que nem Jiló”, “Vida de Viajante”, “Amei à toa” , “Riacho do Navio” e ‘Asa Branca’”música que não pode faltar ao repértório.

Após a Família Gonzaga a cantora Elba Ramalho subiu e abriu o show cantando  Aquela Sanfona Branca, aquele chapéu de couro, é quem meu povo problama , Luis Gonzaga de Ouro, trecinho da música Sanfona Branca depois vieram músicas como O Fole Roncou, Xote das Meninas , Olha pro céu meu amor , A Vida do Viajante, Numa Sala de Reboco e Pagode Russo e a oração de São Francisco.
O mestre Dominguinho que filho de Garanhuns e que recebeu na tarde de ontem uma homenagem da Câmara de Dirigentes Lojistas subiu ao palco com o show Forró e baião no Solo Brasileiro e cantou Pedras que Cantam, Doidinho Doidinho, Lamento Sertanejo,Isso Aqui tá bom de mais e músicas bem familiares do público que emocionado cantava junto em meio a chuva que não cansava de cair na Guadalajara.


A noite foi encerrada pelo Projeto da Sociedade dos Forrozeiros Pé-de-serra e Ai, intitulado Viva Gonzagão. O show foi aberto com a poesia de Antonio Marinho que subiu ao palco acompanhado do Grupo Encante Poesia. Depois uma verdadeira profusão de forrozeiros desfilou pelo palco do festival.
Bia Marinho, André Macambira, Cezzinha do Acordeon, Nádia Maia, Andrezza Formiga, Petrúcio Amorim, Rogério Rangel, Genaro, Terezinha do Acordeon, Josildo Sá, Roberto Cruz, Herbert Lucena, Cristina Amaral e o garanhuense Ronaldo César e a Tropicana.


As canções foram sugeridas pelos próprios artistas, e variam entre os sucessos do Rei do Baião a músicas menos conhecidas pelo público.


Nos bastidores os artistas como Petrúcio Amorim falavam da importância de se trazer para o palco uma homenagem como esta:"Gonzaga pode não estar mais conosco, mas nós estaremos para levá-lo ao nosso povo". Os cantores também falavam sobre as músicas que cantariam, escolhidas não apenas pelas que o público gosta de ouvir, mas também pelo fato de terem em algum momento marcado suas vidas.

Confiram algumas imagens do show: 










Logo mais na Praça Guadalajara sobem ao palco Escravo, Deolinda, Bixiga 70, Zélia Duncan e Zizi Possi. Já no palco do forró que começa a meia noite, localizado no Parque Euclides Dourado, se apresentam Zezinho da Garanhuns, Família Gonzaga, Quinteto Violado e Genival Lacerda que terá uma participação do filho João Lacerda no show.

Amannda Oliveira

Nenhum comentário:

Postar um comentário