A Banda Cordel do Fogo Encantado anunciou em seu site oficial (www.cordeldofogoencantado.uol.com.br) no dia 24 de fevereiro o encerramento de suas atividades, deixando a cena musical brasileira mais pobre. O anúncio foi motivado pela saída do vocalista e fundador do grupo José Paes de Lira (Lirinha) que postou carta de despedida.
Antônio Gutierrez, produtor da banda , revelou ainda que em decisão conjunta, deverá ser lançado em breve um DVD AO VIVO da apresentação realizada na praça do Marco Zero, Recife, no dia 14 de fevereiro de 2010, considerado por muitos um show histórico.

O grupo também pretende lançar material de arquivo selecionado entre registros realizados ao longo dos seus onze anos de existência.
No ano de 1997 era possível assistir ao espetáculo O Cordel do Fogo Encantado no teatro, escolas e faculdade de Arcoverde. Na sua formação Lirinha, Clayton Barros e Emerson Calado. Foram dois anos de sucesso de público e críticas percorrendo o interior de Pernambuco.
Em 1999, na cidade do Recife, o grupo chamou a atenção e ganhou visibilidade nacional ao somar ao lirismo da poesia a força dos tambores dos percussionistas Rafa Almeida e Nego Henrique que deu nova roupagem ao grupo estourando na sua apresentação no Festival Rec-Beat.

O Cordel cresceu, ganhou o Brasil, depois o mundo, mas o coração sempre inquieto do Lirinha quer mais, quer alçar novos caminhos com a sua sede sempre renovada de crescer, aprender e é claro, ensinar, que seja.
Que aquele adolescente cujos olhos brilhavam declamando poesia no Colégio Cardeal, que fervilhava de idéias o grêmio estudantil, voe, mas não esqueça essa terra do Cardeal que estará sempre aqui torcendo pelo seu sucesso.

Agora cá pra nós, fica a sugestão de um show de despedida no local onde tudo começou: Arcoverde.