Jorge de Altinho e Santanna o Cantador esquentaram a segunda noite do São João de Arcoverde


Nem a chuva que caiu durante o domingo (16), espantou o público que foi a Praça da Bandeira conferir de perto das atrações da segunda noite do São João de Arcoverde. O grupo Amigos Sertanejos abriu a noite e trouxe o seu mais novo trabalho ao palco com a  participação da cantora Vanessa Rios.



O cantor e compositor Jorge de Altinho subiu ao palco e mostrou por que é um dos maiores ícones da nossa música. Jorge começou cantando "Chamego Proibido" e depois disso, desfilou um sucesso, atrás do outro como Devagar, Petrolina-Juazeiro, Linda, Fazenda Santo Antônio, Sou Feliz, Vivência, Não lhe solto mais, Nem Ligue, Viola viola, Amor Sincero, Lembranças, Foi bom te amar. O público na Praça da Bandeira cantou todo o repertório em grande coro, esquentando a noite chuvosa.


O cearence mais pernambucano que eu conheço; Santanna o Cantador, encerrou a segunda noite do São João de Arcoverde com um repertório do mais autêntico forró e com sucessos bem conhecidos Parte da Minha Vida de Accioly Neto, Ana Maria, Tamborete de Forró, Doidim por Você e A Natureza Das Coisas. 

No show e nos bastidores Santanna falou a respeito da polêmica dos últimos dias envolvendo o São João no Nordeste e a inserção de ritmos que não tem nada a ver com a nossa cultura. O que por sinal já vendo chamado a atenção por ele há anos. Shows sertanejos acontecem o tempo todo. Esses artistas podem tocar no aniversário da cidade em eventos públicos na praça ou privados. Mais o São João precisa da tradição para continuar a viver. A beleza das nossas festas juninas está no diferencial que vem da cultura popular, do forró de raiz. Estão querendo deixar a maior festa nordestina igual as outras que acontecem em São Paulo. Vão acabar o São João. É preciso que os gestores tenham compromisso com a cultura.

Amannda Oliveira

Nenhum comentário

Amannda Oliveira. Tecnologia do Blogger.