sexta-feira, 26 de agosto de 2016

Ensaios abertos da Nação de Maracatu Almirante do Forte, no Recife Antigo, convidam o público para brincar o baque virado de raiz

Foto: Paula Brasileiro

Em uma ação inédita, a Nação de Maracatu Almirante do Forte - uma das mais tradicionais do Recife, com 84 anos de história - sai de sua sede para ensaiar na rua em meio ao público. Até o Carnaval 2017, será realizado, todo último domingo do mês, um ensaio aberto dos batuqueiros no Marco Zero, Recife Antigo, sempre às 15h. O projeto terá início no próximo domingo (28).

A iniciativa tem como objetivo aproximar a nação do público convidando-o para acompanhar de perto sua preparação para o próximo Carnaval. Esta também é uma oportunidade para recifenses e turistas terem um contato mais próximo com a cultura do baque virado através da tradição e vivência de um maracatu de raiz. Para o vice-presidente e mestre de apito do Almirante, Toinho, o evento vai propiciar diversão aos que participarem além de gerar visibilidade ao grupo: "Queremos que o povo veja de perto o Almirante do Forte e se divirta conosco. Quem sabe a gente também consiga ganhar novos brincantes com a ação".

A concentração dos batuqueiros será a partir das 15h, na Praça do Marco Zero, Recife Antigo. Após o início do batuque, será realizado um arrastão até a Rua da Moeda onde os brincantes darão seguimento ao ensaio aberto.

Nação de Maracatu Almirante do Forte
Com 84 anos de tradição, o Maracatu Almirante do Forte - localizado no Bairro do Bongi, Zona Oeste do Recife, ostenta uma história de dedicação e manutenção da cultura do baque virado com carnavais vitoriosos e passagens por grandes festivais locais e internacionais - como o Festival de Inverno de Garanhuns, Carnaval do Recife e Master Nation, na França.

Comandada pelo Mestre Teté e seu filho, o vice-presidente e mestre de apito, Toinho, a nação conta com mais de 100 brincantes, número que cresce durante o período carnavalesco com a chegada de batuqueiros vindos de outras cidades brasileiras e até européias. Em 2017, o Almirante disputará o campeonato oficial do Carnaval do Recife pelo Grupo Especial, entre as maiores nações de Maracatu de Baque Virado de Pernambuco.

Paula Brasileiro

Jornalistas criam financiamento coletivo para a publicação de livro sobre a guerra na Síria

Livro retrata a guerra na Síria a partir da percepção de refugiados no Brasil
Bruna Dias
O Pangeia – Fragmentos da guerra da Síria no Brasil é um projeto das jornalistas Gabrielle Albiero e Luiza Aguiar. Desenvolvido entre 2015 e 2016, o livro-reportagem retrata a guerra na Síria a partir de relatos de refugiados sírios no Brasil. 

Para tornar o projeto realidade, as jornalistas criaram um financiamento coletivo na plataforma Catarse (www.catarse.me/pt/pangeia).
A guerra da Síria provocou a maior crise humanitária em 70 anos. O número de refugiados já ultrapassou 5 milhões. 

Segundo o CONARE (Comitê Nacional para os Refugiados), o Brasil abriga 2298 refugiados sírios, desde abril de 2016. O livro "Pangeia" é construído a partir da percepção de que os eventos originados pela guerra não se restringem apenas ao seu país de origem, mas ao mundo todo. Assim, o refúgio é colocado como um dos fragmentos da guerra na Síria que está presente no Brasil.

A partir das perspectivas dos refugiados, a obra traça os contextos históricos e individuais da guerra (ressaltando também a forte influência ocidental sobre os conflitos), os processos legais e psicológicos da imigração e refúgio, o choque entre culturas, as políticas brasileiras de refúgio, o processo de adaptação dos refugiados no Brasil e suas dificuldades, entre outros.
Assim, pesquisas históricas e análises geopolíticas se intercalam à narrativa das vidas dos indivíduos, procurando entender como a coletividade interfere nas percepções individuais. O livro é inteiro ilustrado, as aberturas de cada capítulo contam com uma ilustração. Ao todo, doze ilustradores contribuíram com sua percepção estética do assunto, trazendo uma percepção visual e sensível.

As autoras criaram um financiamento coletivo, na plataforma brasileira Catarse, para fazer a publicação independente da obra. O lançamento está previsto para dezembro, caso a meta de arrecadação seja alcançada.
Para mais detalhes e informações sobre o projeto, acesse:



Carolina Prado

quinta-feira, 25 de agosto de 2016

“Cinema na Estrada” leva filmes pernambucanos a 25 municípios do Estado

O cinema pernambucano vai pegar a estrada e emocionar a população de 25 municípios do estado. Um projeto do Governo de Pernambuco, realizado desde 2010 pelo Sistema Secult-PE/Fundarpe e que já envolveu mais de 6.150 pessoas por meio de 123 exibições em 87 cidades e distritos, entra agora em uma fase ainda mais robusta, reafirmado sua importância para a política pública de cultura e contemplando diversas Regiões de Desenvolvimento.
“O Cinema na Estrada é um projeto simples, mas que contribui de maneira efetiva para a difusão dos filmes e o acesso dos pernambucanos às obras realizadas em Pernambuco. Muitas delas, inclusive, que contaram com recursos públicos estaduais alocados no Funcultura”, destaca Marcelino Granja, Secretário Estadual de Cultura.
A partir de segunda-feira, 29/8, e até o dia 19 de novembro, um caminhão adaptado com sistemas de som e projeção digitais vai estacionar em praças, ruas ou terreiros de comunidades tradicionais para exibir recentes curtas-metragens de cineastas pernambucanos, contemplando gêneros como animação, documentário e ficção. “O processo de escolha dos filmes que vão circular pelo Estado considerou aspectos como eixos temáticos, locais de produção das obras e a classificação indicativa, para que todos os públicos sejam bem-vindos às exibições, desde crianças à população idosa”, destaca Milena Evangelista, coordenadora de Audiovisual da Secult-PE.
O cineasta Marlom Meirelles comenta a alegria de ver seu filme (Olhos de Botão) inserido na programação do projeto: “A gente faz filmes para serem vistos, Olhos de Botão foi gravado numa pequena cidade pernambucana (Bezerros), que não tem tradição cinematográfica, então, é fantástico saber que ele vai chegar a tantas cidades, que as pessoas vão se reconhecer no sotaque, na paisagem do interior pernambucano”.
Para a Presidente da Fundarpe, Márcia Souto, “o Cinema na Estrada dá mesmo esta importante contribuição à formação cultural da nossa gente, gera reconhecimento e promove, em muitos casos, a primeira vivência cinematográfica, já que ainda são poucas as cidades no Estado que contam com salas de exibição”.
Foto:Costa Neto/Secult-PE

RECURSOS
A Secult-PE e a Fundarpe realizam a nova fase do projeto Cinema na Estrada com recursos na ordem de R$ 180.000,00, direcionados à política cultural de Pernambucano via emenda parlamentar do deputado estadual Aluísio Lessa.

PROGRAMAÇÃO
Programa 1
Salu e o Cavalo Marinho (Animação, 2014, 14 minutos, PE), de Cecília da Fonte
A Clave dos Pregões (Documentário, 15 minutos, 2015), de Pablo Nóbrega
Olhos de Botão (Ficção, 18 minutos, 2015) de Marlom Meirelles
Psiu! (Documentário, 20 minutos, 2014), de Antônio Carrilho e Juliana Lima
João Heleno dos Brito (Ficção, 20 minutos, 2014), de Neco Tabosa

Programa 2
Sexta Série (Ficção, Digital, 18 minutos, 2014), de Cecília da Fonte
Exília (documentário, 24 minutos, 2015), Renata Claus
Papo amarelo – o primeiro tiro (ficção, 15 minutos, 2015), de Anildomá Willans de Souza
Lua (Ficção, 17 minutos, 2013) de Paulo Caldas
A promessa (Ficção, 13 minutos, 2013), de Marcos Carvalho e Alisson Souza

CRONOGRAMA
Mata Sul
29/08 – Primavera: Praça Marechal Castelo Branco (avenida principal da cidade)
30/08 – Ribeirão: Praça do Surfista (Centro)
31/08 – Palmares: Praça de Santa Luzia (próxima à Fundação de Cultura e à linha férrea)
01/09 – Catende: Praça Coração Eucarístico (em frente ao Colégio Santa Terezinha)
02/09 – Água Preta: Pátio do Mercado Público (Centro)
03/09 – Tamandaré: Praça da Liberdade (Centro)
04/09 – Jaqueira: Pátio de Eventos (entrada da cidade)

Mata Norte
13/09 – Itambé
14/09 – Condado
15/09 – Nazaré da Mata
16/09 – Vicência
17/09 – Paudalho

Agreste Setentrional
23/09 – Limoeiro
24/09 – Bom Jardim

Agreste Central
19/10 – Bezerros
20/10 – Lagoa dos Gatos
21/10 – Belo Jardim
22/10 – São Bento do Una

RMR e Mata Norte
31/10 – Camaragibe
01/11 – Itapissuma
02/11 – Itamaracá (Pilar)
03/11 – Itamaracá (F. Orange)
04/11 – Goiana (Centro)
05/11 – Goiana (Tejucupapo)

Agreste Meridional
16/11 – Saloá
17/11 – Caetés

Sertão Itaparica
18/11 – Tacaratu (Centro)
19/11 – Tacaratu (Povos Indígenas)

Agreste Meridional (já realizadas)
27 a 30 de julho (04 Comunidades tradicionais, durante o FIG 2016)

Fundarpe

Senado aprova MP que prorroga Mais Médicos por três anos


O Plenário do Senado aprovou, nesta quarta-feira (24), a Medida Provisória 723/2016, que prorroga, por três anos, o prazo de atuação dos médicos do Programa Mais Médicos contratados por meio de intercâmbio. A proposta beneficia profissionais brasileiros formados no exterior e estrangeiros que trabalham no programa sem diploma revalidado no país. A matéria foi aprovada na forma do Projeto de Lei de Conversão 16/2016 e segue para sanção presidencial.
A MP, editada pela presidente afastada, Dilma Rousseff, também prorroga por igual período o visto temporário concedido aos médicos intercambistas estrangeiros inscritos no programa do governo federal. De acordo com o Ministério da Saúde, a medida permitirá que 7 mil profissionais permaneçam no país. Os prazos acabariam em outubro de 2016.

Segundo a lei que criou o Mais Médicos (Lei 12.871/13), o contrato de trabalho dos profissionais selecionados dura três anos. Nesse período, o médico recebe um salário chamado de “bolsa-formação”.

O senador Ronaldo Caiado (DEM-GO) considera um absurdo que os médicos estrangeiros que venham para o Brasil não sejam reavaliados. Caiado afirmou que a exigência de uma revalidação do diploma é um respeito aos cidadãos e aos pacientes que, segundo ele, necessitam qualificação na área da saúde.
Já o senador Humberto Costa (PT-PE) ressaltou que os profissionais que participam do programa são bem formados, fiscalizados pelo Ministério da Saúde e acompanhados por tutores vinculados a Universidades. De acordo com o senador, o projeto tem enorme alcance social e é aprovado por 90% dos usuários do Sistema Único de Saúde.
- Esse programa hoje é parte fundamental da vida de milhões e milhões de brasileiros – disse.

Carência

De acordo com o governo, na época da criação do Mais Médicos foi feito um diagnóstico da escassez desses profissionais no país e ele indicava que as áreas e as populações mais pobres e vulneráveis eram as que contavam com menos médicos proporcionalmente.
O programa conta atualmente com cerca de 13 mil médicos estrangeiros devido à baixa procura pelos profissionais formados no Brasil.
A lei que criou o programa prevê a necessidade de exame de revalidação do diploma para o médico estrangeiro poder atuar no Brasil fora do programa e a prorrogação da autorização para exercer medicina no âmbito do Mais Médicos evitará que o profissional deixe o programa para atuar em regiões onde há menos carência se ele optar pelo exame de revalidação do diploma.

Reivindicação

O governo afirmou que a prorrogação do prazo de atuação dos médicos foi pedida Frente Nacional de Prefeitos , pela Associação Brasileira de Municípios e pelo Conselho Nacional de Saúde, que estariam preocupados com a descontinuidade dos serviços prestados pelos médicos intercambistas.
Criado em 2013, o Mais Médicos conta com 18.240 médicos, que atuam em 4.058 municípios e 34 postos de saúde voltados para a população indígena, nos Distritos Sanitários Especiais Indígenas. O governo afirma que os profissionais prestam assistência para cerca de 63 milhões de pessoas.
Agência Câmara de Notícias

Cícero Belmar é um dos nomes confirmados para a TEDXUFPE



A Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) realiza no dia 24 de setembro, no Centro de Ciências Sociais Aplicadas (CCSA). A versão independente do TED contará com palestras que propiciarão a troca de ideias e networking entre os participantes. Neste ano, será a abordada a resiliência, nome dado à capacidade de lidar com dificuldades e superá-las. “Resiliência é um tema que sempre pode ser visto no dia a dia do brasileiro. Discutir a forma de reinventar, se refazer, os desafios enfrentados por várias pessoas, esse é objetivo nesta edição”, explica Carlos Macêdo, organizador do evento.

TED – Seguindo o lema “ideias que merecem ser compartilhadas”, o TEDx é um evento independente apoiado pela TED, organização sem fins lucrativos. 

Um dos nomes confirmados no evento neste ano , é Cícero Belmar, jornalista, romancista, contista e biógrafo, saiu de casa ainda adolescente para estudar jornalismo mesmo que o pai insistisse no curso de medicina. No Recife, para onde foi, começou a superar seus limites através dos estudos e sobretudo da leitura. As dificuldades como estudante pobre eram muitas, mas mesmo assim se formou, conseguiu empregos em grandes jornais e recebeu vários prêmios, inclusive da Academia Pernambucana de Letras. Devido a sua inquietação e ao seu espírito criativo, percebeu de perto as dificuldades do mercado editorial, e por isso formou um grupo que criou a Edições Geni para publicar seus materiais com mais liberdade. A editora se remete a uma música de Chico Buarque de Holanda, que fala da personagem Geni. Ela é a síntese dos excluídos, dos periféricos, dos que lutam. Cícero certamente tem muita história pra contar e sabe fazer isso como ninguém.

Informações: ASCOM

Pernambuco vai sediar encontro nacional de DETRANS

Nos dias 25 e 26 de agosto, a Associação Nacional dos Detrans (AND) realiza no Hotel Grand Mercure Summerville, na Praia de Muro Alto – Ipojuca, o Encontro Nacional dos Departamentos Estaduais de Trânsito – DETRANS. A abertura oficial será realizada pelo secretário Estadual das Cidades, André de Paula e o diretor do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) e presidente do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), Elmer Coelho Vicenzi.
“Esse encontro é muito importante, pois contará com a participação de todos os estados, objetivando discussões nacionais e a elaboração de normativas conjuntas. Insistentemente, temos apontado esses diálogos como a principal forma de reduzir problemas, melhorar processos internos e o atendimento aos usuários”, explica o presidente da Associação e diretor-geral do Detran Paraná, Marcos Traad. 
“Cada Estado tem a sua singularidade, mas erramos menos quando interagimos mais e esta é a grande importância das reuniões da Associação e do trabalho conjunto com os órgãos executivos federais e municipais. Nossa missão é educar, garantir mais segurança no trânsito e, em especial, desburocratizar os serviços, facilitar a vida do cidadão”, completou Traad.
Charles Ribeiro, diretor presidente do DETRAN-PE, destaca que é fundamental a participação dos órgãos estaduais em decisões nacionais. “Precisamos debater a realização e aplicação das leis, normativas e determinações federais, além do atendimento direto ao cidadão nas questões que envolvem habilitação, veículos e infrações. Esse encontro é a oportunidade para isso e vamos fazer o melhor proveito”, disse.
Também estará presente no encontro o diretor substituto do Denatran, Olavo Andrade Lima Neto.
Hoje acontece a abertura do evento, com todos os diretores estaduais. Estão previstas discussões e apresentações sobre as placas do Mercosul, o exame toxicológico obrigatório, o uso dos simuladores de direção, os Conselhos Estaduais de Trânsito e o II Congresso Nacional dos Detrans, que acontece em março de 2017, na Bahia.
Amanha, os diretores debatem o cenário nacional de implantação dos simuladores de direção e recebem um representante do Ministério da Saúde para falar sobre cuidados com o mosquito transmissor da dengue nos pátios de veículos apreendidos.
Serviço: Encontro Nacional dos Detrans em Pernambuco
DATA: 25/08 (quinta-feira) 26/08 (sexta-feira)
HORÁRIO: 9h.
LOCAL: Hotel Grand Mercure Summerville. Estr. Ac. p/ Praia de Muro Alto e Camboa, s/n - Praia de Muro Alto, Ipojuca – PE

ASCOM

quarta-feira, 24 de agosto de 2016

Elis Regina vai ganhar minisérie na Globo

A rede Globo prepara uma minissérie sobre a vida e a carreira da cantora Elis Regina. Segundo a colunista Patricia Kogut, do jornal O Globo, a atração deve ser estrelada por Andreia Horta (atualmente na novela “Liberdade Liberdade”).
O projeto terá 10 capítulos e será escrito por Gilberto Braga e João Ximenes Braga, com direção de Dennis Carvalho. Ou seja, só gente de novela.
Ainda segundo a colunista, a atração, ainda sem título definido, “não vai esconder a personalidade” de Elis Regina, cuja vida foi marcada por polêmicas. A estreia está programada para janeiro de 2018.
Curiosamente, Andreia Horta já vai viver Elis nos cinemas. O filme “Elis” tem direção de Hugo Prata e roteiro do premiado Luiz Bolognesi (“Uma História de Amor e Fúria”), e sua première vai acontecer no Festival de Gramado, que acontece entre 26 de agosto a 3 de setembro (2.016) na Serra Gaúcha. A estreia comercial está prevista para outubro.
Ao contrário do que fez com o bom filme “Tim Maia”, que virou minissérie da Globo, sofrendo cortes, remontagem e inserção de novas cenas e até depoimentos ao estilo de especial televisivo, a minissérie de Elis Regina deve ser um produto diferente do filme, uma vez que Gilberto Braga trabalha nisso desde o final novela “Babilônia”, em 2015.

Fonte: Pipoca Moderna

Recife sedia Seminário Internacional de Iluminação Pública


Renomados especialistas mundiais em iluminação pública estarão, no Recife, em setembro, para discutir a importância de políticas públicas na área. O Seminário Internacional de Iluminação Pública é direcionado a gestores e profissionais engajados com o desenvolvimento das cidades e está com inscrições abertas no site www.iluminacaorecife.com.br.

O encontro será nos dias 19 e 20 de setembro, no auditório da Agência Central do Banco do Brasil, no Bairro do Recife, das 8h30 às 18h30. Entre os palestrantes, os franceses Laurent Fachard, de Lyon; Dany Joly, de Nantes e Thomaz Klug, de Paris. Os locais são considerados referências mundiais na iluminação pública de excelência e na eficiência energética. Também estão confirmados o franco-brasileiro Alain Maître e conferencistas brasileiros, como Plínio Godoy (SP), Anna Maria Hennes (RS), Cláudia Torres e Márcia Chamixaes, ambas de Pernambuco, além de representantes de prefeituras de vários municípios do Nordeste.

A ideia é fortalecer o debate sobre a implantação de políticas públicas no sentido da iluminação, induzindo o desenvolvimento econômico, o turismo de lazer e fomentando a cidadania. Isso porque as intervenções urbanísticas nesta área são uma requalificação estratégica, impactando na melhoria e valorização dos espaços e possibilitando o uso de parques, praças e outros locais com mais segurança e conforto.

Durante o seminário, os participantes vão estruturar propostas de intervenção na iluminação de espaços públicos do Recife, para melhorar a ocupação do espaço urbano e estimular a inovação. O trabalho será uma provocação para a cidade anfitriã do seminário, que em 2037 celebrará seus 500 anos.

Na programação constam, ainda, visitas técnicas feitas pelos palestrantes a espaços urbanos do Recife, como o Morro da Conceição, Sítio da Trindade, Bomba do Hemetério, Parque da Jaqueira, Praia de Boa Viagem e passeio fluvial pelo Rio Capibaribe. Após o seminário, nos dia 22 e 23 de setembro, a equipe de franceses permanece na cidade participando de intercâmbio com técnicos da Prefeitura do Recife.

O evento é promovido pela Unidade de Negócios de Eficiência Energética (UNEE), do Recife, em parceria com o Consulado da França e apoio do Banco do Brasil, Prefeitura do Recife, Consórcio Processo/Fink Engenharia, Philips e Postemax. As inscrições são limitadas e feitas exclusivamente pelo site: www.iluminacaorecife.com.br.

Informações:
Assessoria de Imprensa