Featured

8/Arcoverde/custom

" Louvação" primeiro álbum de Gilberto Gil é relançado para comemorar 50 anos

março 30, 2017

Primeiro álbum de Gilberto Gil, " Louvação", lançado em 1967 está sendo relançado em edição comemorativa aos seus 50 anos. O disco chega ao mercado neste mês de abril e conta com 12 músicas autorais, além de parcerias com nomes como Caetano Veloso, Geraldo Vandré,  e Torquato Neto. 

Confira o Check list do disco:

1. Louvação (Gilberto Gil e Torquato Neto)

2. Beira mar (Gilberto Gil e Caetano Veloso)
3. Lunik 9 (Gilberto Gil)
4. Ensaio geral (Gilberto Gil)
5. Maria (Gilberto Gil)
6. A rua (Gilberto Gil e Torquato Neto)
7. Roda (Gilberto Gil e João Augusto)
8. Rancho da rosa encarnada (Gilberto Gil, Torquato Neto e Geraldo Vandré)
9. Viramundo (Gilberto Gil e Capinan)
10. Mancada (Gilberto Gil)
11. Água de Meninos (Gilberto Gil e José Carlos Capinan)
12. Procissão (Gilberto Gil e Edy Star)

Amannda Oliveira

PMI divulga Ranking de Presença Feminina no Parlamento 2017 nesta quinta-feira

março 30, 2017

O Projeto Mulheres Inspiradoras divulga nesta quinta-feira (30/03/2017) o Ranking de presença feminina no Parlamento 2017, estudo que quantifica a participação da mulher no legislativo de 1990 a 2017.
Para a ativista da causa feminina há 20 anos e diretora-executiva do PMI Marlene Campos Machado, "apesar de ser notório que a participação feminina no parlamento brasileiro ainda é pequena, chama-nos atenção o fato de mais de 90% das mulheres que se candidataram não terem sido eleitas e em algumas regiões, em algumas regiões mais de 40% delas tiveram apenas 10 votos nominais" [...] buscamos analisar e quantificar isso regionalmente.
Dividido em duas partes: Mundo e Nacional, o estudo coloca como o Brasil está em relação a demais outros países, o quanto o país evoluiu nesse quesito, a influência das cotas ou cláusulas de gênero como estão as regiões e estados do país no quesito candidatas, eleitas e não eleitas com zero ou poucos votos.

Marlene é empresária e também coordena todos os partidos políticos na campanha Nacional por Mais Mulheres na Política que resultou na PEC 98/2015, aprovada em primeira instância no Senado Federal.

PMI- Projeto Mulheres Inspiradoras

É um Projeto apartidário e sem fins lucrativos que desenvolve eventos, palestras e divulga informações e produz análises sobre temas relativos ao empreendedorismo, participação feminina nos espaços de poder, motivação e superação.

Marlene Campos Machado

Agrestina realiza lançamento do guia da Rota 104

março 30, 2017
Na próxima segunda-feira (3), a Prefeitura de Agrestina por meio da Secretaria de Cultura e Turismo e da Associação das Secretarias Municipais de Turismo de Pernambuco – Astur/PE realizam o lançamento oficial do guia da Rota 104. A solenidade acontece na Câmara Municipal de Vereadores de Agrestina às 19h. O evento também será realizado em outros municípios. No dia 30 de março, o lançamento será realizado durante a reunião do Conselho Estadual de Turismo de Pernambuco – Contur/PE. No dia 6 de abril é a vez da cidade de São Benedito do Sul. Já no dia 25 de abril o evento acontece na cidade de São José da Coroa Grande onde ocorre, também, o 1º Encontro de Secretários e Dirigentes Municipais de Turismo de Pernambuco de 2017 da Astur/PE.

O Rota 104 é um projeto de turismo com roteiro de cultura e lazer que recebeu a chancela do Governo de Pernambuco através da Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer – Seturel, da Empresa de Turismo de Pernambuco - Empetur e da Associação de Secretários de Turismo de Pernambuco – Astur / PE. 

O Governo do Estado disponibiliza aos turistas que visitam Pernambuco diferentes rotas que tem como objetivo promover as peculiaridades de cada município, oferecendo aos visitantes opções de cultura e lazer. A mais nova delas é a Rota 104 que contempla os municípios de Agrestina, Cupira, Panelas, Lagoa dos Gatos, São Benedito do Sul e Quipapá.

Em Agrestina é possível conhecer de perto a fabricação dos chocalhos na vila de Santa Teresa e conferir a riqueza do artesanato local feito em madeira e em ferro. No roteiro, não pode faltar degustação das deliciosas castanhas assadas pelas comunidades quilombolas e do famoso alfenim, moldado com ícones do agreste de Pernambuco. Além disso, o visitante pode conhecer o tradicional ritmo da Mazurca. Pra quem gosta de aventura e velocidade uma boa pedida é Cupira, cidade que sedia eventos como motocross e enduro das águas.

A Rota 104 reserva também paisagens belíssimas, cachoeiras e muita história em Lagoa dos Gatos. A cidade que possui uma lagoa bem no centro é destino certo de pesquisadores que estudam as particularidades de espécies raras de pássaros. Em Panelas o visitante é convidado a tomar um delicioso banho de bica. Na terra do festival de jericos, é possível acompanhar todo o processo de criação da rapadura e da cachaça artesanal, direto no engenho.

Para quem quer conviver com a natureza e praticar o ecoturismo, uma ótima opção é o município de São Benedito do Sul. Lá, a fauna e a flora da Mata Atlântica são preservadas, um convite a realização de trilhas. O município é o maior potencial hídrico de Pernambuco, sendo conhecido como a terra das águas e das cachoeiras. Por último, em Quipapá, também rica em nascentes e cachoeiras, o visitante é convidado a realizar um turismo rural sustentável com foco principalmente na história da exploração da cana de açúcar no estado de Pernambuco.

ASCOM

Serra Talhada promove Seminário de Educação Inclusiva sobre Síndrome de Down

março 30, 2017
A Prefeitura de Serra Talhada realiza na próxima sexta-feira, 31 de março, o “1º Seminário de Educação Inclusiva: Diga Não ao Preconceito, Ser Diferente é Normal”, promovido pelo Centro de Atendimento Especializado da Educação, da Secretaria Municipal de Educação. O foco do seminário é discutir a inclusão escolar das crianças com Síndrome de Down, em virtude do Dia Internacional da Síndrome de Down, 21 de março.
“Nós vamos discutir junto com as famílias a inclusão escolar, principalmente das crianças portadoras de síndrome de Down. Um momento onde essas famílias poderão compartilhar suas experiências de inclusão, discutir os desafios e compartilhar aprendizados”, explica Núbia Sampaio, coordenadora do Centro de Atendimento Especializado da Educação.
O seminário vai acontecer no CEU das Artes, na Caxixola, a partir das 08h, e será aberto ao público. Haverá palestra sobre a inclusão das crianças com Síndrome de Down, apresentações, exibição do filme “Filho Eterno”, recreação e produção de um documentário com as famílias participantes.
ASCOM

Conservatório Pernambucano de Música realiza concerto em homenagem ao Bicentenário da Revolução de 1817

março 30, 2017
Em homenagem ao Bicentenário da Revolução Pernambucana de 1817, o Conservatório Pernambucano de Música (CPM), em parceria com o Consulado Geral da França no Recife, realizará uma noite marcada pelos ideais franceses de “igualdade, fraternidade e liberdade” que inspiraram os pernambucanos no sonho de independência de 1817. O concerto, que acontece nesta quinta-feira (30.03), às 20h, no Teatro de Santa Isabel, trará um repertório de música vocal francesa e pernambucana.

O evento terá a participação do Coro de Câmara do Conservatório Pernambucano de Música e da Orquestra de Câmara de Pernambuco sob a regência do maestro José Renato Accioly. Os músicos apresentarão o resultado de uma capacitação com cantores líricos do Recife, fruto de uma cooperação entre o CPM e o Governo francês, sob orientação do professor de canto Jasmin Martorell.

No repertório, extratos de duas famosas óperas francesas - Carmem e Os Contos d’Hoffmann -, além da Grande Missa Nordestina, composta pelo compositor caruaruense Clóvis Pereira, que, na ocasião, será homenageado pelos seus 85 anos. A entrada no evento é gratuita, porém o público terá que retirar o ingresso uma hora antes do evento, na bilheteria do Teatro, localizado na Praça da República, s/n, no bairro de Santo Antônio.

ASCOM

População de Gravatá recebe serviços gratuitos do Projeto Colmeia nesta sexta-feira

março 30, 2017

A feira de saúde e cidadania do Sesc reúne serviços no Caic Gravatá, das 9h às 16h

Aferição de pressão arterial, teste rápido de colesterol, avaliação física funcional, agendamento de exames, aplicação de flúor, atividades recreativas, orientações nutricionais e corte de cabelo estão entre os serviços que serão oferecidos, gratuitamente, à população de Gravatá, nesta sexta-feira (31). A ação no Agreste pernambucano faz parte do Projeto Colmeia – Feira de Saúde e Cidadania do Sesc, que realizará atendimentos das 9h às 16h, no Centro de Atenção Integral à Criança (Caic) de Gravatá.

O Projeto Colmeia vai oferecer serviços nas áreas de: educação, saúde, nutrição, esportes e recreação. Quem for ao Caic será beneficiado, ainda, com atividades de incentivo à leitura – através da unidade móvel da BiblioSesc; agendamento para exame citológico e mamografia – através da unidade móvel de Saúde da Mulher; recomendações nutricionais e oficina de aproveitamento integral dos alimentos.

Parceira do projeto, a Prefeitura de Gravatá vai ter uma equipe para prestar orientações aos moradores sobre saúde da mulher, arboviroses e febre amarela, atendimento jurídico, instruções sobre ação de alimentos, reconhecimento de paternidade, retificação, ação de divórcio e de reconhecimento de união estável. Além disso, haverá teste rápido de HIV, cadastro e atualização do cartão do SUS, palestras sobre a importância da vegetação para a saúde da população e sobre o lixo na saúde ambiental da comunidade e atividades de resgate às brincadeiras populares.

O Núcleo de Apoio aos Portadores de Hepatite (Naphe) participará com testes de hepatite B e C e a Faculdade Estácio disponibilizará aos presentes orientações jurídicas. Já a empresa Hinode oferecerá limpeza de pele. A Celpe participará com a realização de cadastros de baixa renda, parcelamento de contas, troca de titularidade, solicitação de segunda via da fatura e agendamento para ligações novas. A Secretaria de Saúde do Estado fará o teste do bafômetro e fornecerá orientações sobre Hanseníase, além do teste de pele para diagnóstico da doença.

O corte de cabelo masculino e feminino e de barba ficará por conta dos profissionais do Senac. A unidade móvel do Detran vai fornecer histórico nada consta de multas, informações de pontuação na CNH, emissão de taxas, consulta de gravame e de débitos, além de atualização de endereço cadastral. O Hemope disponibilizará informações sobre o processo de doação de sangue e de medula óssea, bem como do seu funcionamento e atuação.

Serviço:
Projeto Colmeia – Feira de Saúde e Cidadania
Dia: 31/3 (sexta-feira)
Horário: 9h às 16h
Local: Caic Gravatá – Rua Alto do Querino, bairro Novo, 258 – 330

ASCOM

Arcoverde terá Escolinha de Futebol

março 30, 2017
Foto: Olavo Bandeira

Arcoverde terá uma Escolinha de Futebol. A excelente notícia foi dada pelo Presidente do Flamengo, Olavo Bandeira através das redes sociais. Segundo ele, o Flamengo de Arcoverde fez uma parceria com o Porto de Caruaru para trazer um núcleo do Porto para a cidade. A escolinha de futebol do Flamengo de Arcoverde irá funcionar no campo do Pueirao no Bairro da Boa Vista e atenderá atletas de 08 à 17 anos de idade.

Um projeto lindo que vai revelar craques, socializar crianças e jovens e livrar do mundo das drogas através da disciplina e oportunidades geradas.

Parabéns!

Amannda Oliveira

Crianças vítimas de violência terão garantias especiais no curso dos processos

março 30, 2017
Jefferson Rudy/Agência Senado
Crianças e adolescentes vítimas de violência poderão contar com novas garantias nos inquéritos e no curso dos processos. O Senado aprovou, nesta quarta-feira (29), proposta que normatiza mecanismos para prevenir a violência contra menores, assim como estabelece medidas de proteção e procedimentos para tomada de depoimentos. O Projeto de Lei da Câmara (PLC) 21/2017, da deputada Maria do Rosário (PT-RS), segue para sanção presidencial.
O texto altera o Estatuto da Criança e do Adolescente (Lei 8.069/1990), prevendo dois procedimentos possíveis para ouvir as crianças ou adolescentes vítimas ou testemunhas de violência.
O primeiro procedimento é a escuta especializada, que deve ser realizada perante órgão da rede de proteção e limitado estritamente ao necessário para o cumprimento de sua atribuição.
O segundo é o depoimento especial, quando a criança é ouvida perante a autoridade judicial ou policial. Esse depoimento será intermediado por profissionais especializados que esclarecerão à criança os seus direitos e como será conduzida a entrevista, que será gravada em vídeo e áudio, com preservação da intimidade e da privacidade da vítima ou testemunha. A oitiva tramitará em segredo de justiça.

Violência sexual

No caso de criança com menos de sete anos ou no caso de violência sexual em qualquer idade, o depoimento especial seguirá o rito cautelar de antecipação de prova e um novo depoimento somente poderá ocorrer se considerado imprescindível pela autoridade competente e com a concordância da vítima ou da testemunha.
O projeto garante também que a vítima ou testemunha será resguardada de qualquer contato, ainda que visual, com o suposto autor ou acusado ou com outras pessoas que representem ameaça, coação ou constrangimento. Além disso, o depoimento deve ocorrer em local “apropriado e acolhedor”, com infraestrutura e espaços físicos que garantam a privacidade da criança ou adolescente.
Permitir pessoa estranha ao processo, sem autorização judicial e sem o consentimento do depoente ou de seu representante legal, será considerado crime de violação de sigilo processual, punido com reclusão de 1 a 4 anos e multa.

Garantia da dignidade

A senadora Marta Suplicy (PMDB-SP), relatora da matéria na Comissão de Assuntos Sociais (CAS), ressaltou que, no Brasil, a violência contra crianças e contra adolescente, ainda, é tolerada e considerada “normal”. Segundo ela, a formalização legal dos institutos da escuta especializada e do depoimento especial permitirá a garantia da dignidade e a não continuidade da violação da dignidade do menor que se encontra em situação de gigantesca fragilidade emocional.
— Não se pode deixar de mencionar, ainda, a importante preocupação do projeto em evitar a revitimização. Portanto, o PLC mostra-se altamente meritório, razão pela qual merece prosperar em favor da proteção aos menores que são vítimas, direta ou indiretamente, de violência — disse.

Atendimento integral

Pelo texto aprovado, qualquer pessoa que tiver conhecimento ou presencie ação ou omissão que constitua violência contra criança ou adolescente tem o dever de comunicar o fato imediatamente ao serviço de recebimento e monitoramento de denúncias, ao Conselho Tutelar ou à autoridade policial. Está previsto ainda que os sistemas de justiça, segurança pública, assistência social, educação e saúde deverão adotar ações articuladas para o atendimento integral às vítimas de violência.
Marta Suplicy destacou que os agressores de crianças e adolescentes podem ser desde outras crianças até babás, pais, professores, familiares e conhecidos. Em 2015, cita a senadora, foram registrados 17.588 denúncias de violência sexual contra crianças e adolescentes no país, o equivalente a duas denúncias por hora.

O poder público poderá criar programas e serviços relacionados ao atendimento integral às vítimas e testemunhas, assim como delegacias e varas especializadas.

Sofrimento diminuído

A senadora Lídice da Mata (PSB-BA), relatora na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), ressaltou que o projeto normatizará importantes mecanismos que previnem a violência contra criança e adolescente e estabelecem medidas de proteção e procedimentos para tomada de depoimentos dessa população. De acordo com a senadora, um dos objetivos do PLC é diminuir o número de vezes em que as crianças precisam depor.
— Estamos oferecendo condições para que o sofrimento seja diminuído e que a justiça tenha a possibilidade de melhor avaliar os casos e cumprir seu papel. Como militante incansável na defesa dos direitos da criança e do adolescente, sinto-me honrada em relatar a presente matéria aqui — disse.

Violência institucional

A senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) ressaltou que a proposta irá evitar, sobretudo, a violência institucional. Segundo ela, instituições sem formação adequada para tratar as vítimas fazem com que crianças e adolescentes sejam submetidos a uma nova condição de violência.
Já o senador Antonio Carlos Valadares (PSB-SE) destacou que a violência contra crianças e adolescentes provoca traumas por toda a vida. Ele destacou que a proposta visa conscientizar a nação de que a criança é o futuro do nosso país.
Agência Senado

Câmara rejeita PEC que autorizava universidade pública a cobrar por curso lato sensu

março 30, 2017

O Plenário da Câmara dos Deputados rejeitou na noite de ontem (29), a proposta de emenda à Constituição (PEC) 395/14, que autoriza universidades públicas e institutos federais a cobrar por cursos de extensão e pós-graduação lato sensu (especializações). Foram 304 votos favoráveis e 139 contrários, mas eram necessários 308 votos “sim” para aprovar a proposta, que agora será arquivada.
O texto tinha sido aprovado em primeiro turno em fevereiro de 2016, com 318 votos favoráveis e 129 contrários. A proposta autorizava a cobrança pelos cursos a critério de cada universidade. Pelo texto, programas de residência e formação de profissionais da área de ensino não poderiam ser cobrados.
Algumas universidades públicas já cobram por cursos de especialização, mas a cobrança foi questionada na Justiça com base no princípio constitucional da educação pública gratuita. A PEC tinha o objetivo de encerrar a disputa judicial para autorizar as universidades a cobrar pelos cursos de extensão e especialização.
Ensino gratuito
O líder do Psol, deputado Glauber Braga (RJ), criticou a proposta por considerá-la o primeiro passo para o fim do ensino público gratuito. Ele lembrou que a secretária-executiva do Ministério da Educação, Maria Helena Guimarães de Castro, defendeu nesta semana a cobrança de mensalidades nas universidades e nos institutos federais.

“Uma PEC para flexibilizar o princípio de que educação pública tem de ser gratuita na mesma semana da fala da secretária-executiva do MEC, que dá a entender que a graduação pode passar por cobrança. Onde a gente vai parar?", questionou. Para Glauber Braga, a proposta abriria um precedente para o fim da gratuidade também na graduação e na educação básica.
A líder do PCdoB, deputada Alice Portugal (BA), também avaliou que a ressalva aos cursos de pós-graduação poderia significar uma ruptura do sistema de ensino superior gratuito. "Estaríamos abrindo a janela da gratuidade. É temerário”, alertou.
Para o deputado Vicentinho Júnior (PR-TO), os alunos que precisam do ensino gratuito sairiam prejudicados caso a proposta fosse aprovada. “A PEC não faz bem à saúde da educação pública brasileira. A República não pode se esvaziar dos seus poderes, terceirizando para quem pode pagar por um curso”, afirmou.

Investimentos
Autor da proposta, o deputado Alex Canziani (PTB-PR) afirmou que o dinheiro arrecadado com os cursos seria investido nas instituições. “As universidades públicas, ao longo de todos esses anos, têm se utilizado desses recursos para melhorar a graduação. Esses recursos significam melhores laboratórios, ar-condicionado na sala de aula, melhores estruturas para as universidades”, declarou.

Canziani explicou que, depois de várias ações judiciais questionando o pagamento, algumas universidades decidiram cancelar os seus cursos de especialização. “E quem perdeu com isso foram os alunos e a sociedade”, disse.
O deputado Pedro Paulo (PMDB-RJ) lembrou que muitas universidades públicas estão em situação orçamentária crítica. “Esses cursos de pós-graduação criam um mecanismo de arrecadação”, disse.
O líder do PT, deputado Carlos Zarattini (SP), defendeu a proposta, mas disse que as declarações da secretária-executiva do MEC defendendo a cobrança de mensalidades na graduação levaram o partido a liberar a bancada. “Essa declaração turva as águas e consideramos que não é o melhor momento para votar esta proposta devido a esta confusão”, disse.
Agência Câmara de Notícias
Amannda Oliveira. Tecnologia do Blogger.