Ganhadores do 27.º Prêmio da Música Brasileira

Foram anunciados na noite desta quarta-feira (22), em festa no Theatro Municipal do Rio de Janeiro, os vencedores da 27.º Prêmio da Música Brasileira. Este ano, o evento homenageou Gonzaguinha e, como é de praxe, as músicas do homenageado foram interpretadas ao longo da cerimônia por vários artistas convidados.
Foto: Arquivo Pessoal
Seu Jorge, por exemplo, cantou “É”, Ney Matogrosso interpretou “Explode Coração” e a banda Dônica, “O Lindo Lago do Amor”. Filipe Catto e Simone Mazzer e Luiz Melodia e Angela Ro Ro também fizeram duetos homenageando o compositor. 
Mas o momento mais emocionante da noite foi quando os filhos de Gonzaguinha — Amora Pêra, Daniel Gonzaga, Fernanda Gonzaga e Mariana Gonzaga — subiram ao palco para cantar juntos “Redescobrir”.
Zélia Duncan, Fafá de Belém e Elba Ramalho foram as grandes vitoriosas da noite, com dois troféus cada. O pernambucano Lenine ganhou como melhor cantor pelo trabalho "Carbono".
Confira a relação de ganhadores:
Canção popular
Melhor cantor: Roberto Carlos (“Primeira Fila”’)
Melhor álbum: “Do Tamanho Certo Para o Meu Sorriso”, de Fafá de Belém
Melhor grupo: Jamz (“Insano”)
Melhor cantora: Fafá de Belém
Melhor dupla: Chitãozinho e Xororó (“Tom do Sertão”)

Regional
Melhor cantor: Xangai (“Xangai”)
Melhor cantora: Elba Ramalho
Melhor dupla: Almir Sater e Renato Teixeira (“AR”)
Melhor álbum: “Cordas, Gonzaga e Afins (Sagrama e Encore)”, de Elba Ramalho
Melhor grupo: Ilê Aiyê (“Bonito de se Ver”)

Categoria MPB
Melhor álbum:”Dois Amigos, um Século de Música”, de Caetano Veloso e Gilberto Gil
Melhor cantor: Caetano Veloso
Melhor cantora: Virginia Rodrigues (“Mama Kalunga”)
Melhor grupo: Dônica (“Continuidade dos Parques”)

Categoria samba:
Melhor álbum: “Antes do Mundo Acabar”, de Zélia Duncan
Melhor cantor: Alfredo Del-Penho (“Samba Sujo”)
Melhor cantora: Zélia Duncan
Melhor grupo: Moacyr Luz e Samba do Trabalhador (“Moacyr Luz e Samba do Trabalhador – 10 Anos e Outros Sambas”)

Pop/rock/reggae/hip-hop/funk
Melhor cantor: Lenine (“Carbono”)
Melhor álbum: “A Mulher do Fim do Mundo”, de Elza Soares
Melhor grupo: Titãs (“Nheengatu – Ao Vivo”)
Melhor cantora: Gal Costa (“Estratosférica”)

Instrumental
Melhor álbum: “Tocata à Amizade”, de Tocata à Amizade
Melhor solista: Hamilton de Holanda (“Pelo Brasil”)
Melhor grupo: Tocata à Amizade (“Tocata à Amizade”)

Categoria melhor canção
“Antes do Mundo Acabar”, de Zeca Baleiro e Zélia Duncan, gravada por Zélia Duncan no CD “Antes do Mundo Acabar”);

Categoria revelação
Simone Mazzer (“Férias em Videotape”)

Categoria projeto visual
Tereza Bettinardi por “Dancê”, de Tulipa Ruiz

Categoria arranjador
Guinga por “Porto da Madama”, de Guinga

Álbum em língua estrangeira
“Cauby Sings Nat King Cole”, de Cauby Peixoto

Álbum infantil
“Para Ficar Com Você”, de Palavra Cantada

Álbum eletrônico
“Gaia Musica – Vol. 1”, de Dj Tudo e Sua Gente de Todo Luga

Álbum projeto especial
“Café no Bule”, de Zeca Baleiro, Naná Vasconcelos e Paulo Lepetit

Melhor DVD
“Loucura – Adriana Calcanhotto canta Lupicínio Rodrigues”’, de Adriana Calcanhotto,

Álbum erudito
“Sinfonia nº12, Uirapuru e Mandu-Çarará”, de Villa-Lobos, interpretado pela Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo (Osesp).

 Amannda Oliveira

Nenhum comentário

Amannda Oliveira. Tecnologia do Blogger.