Garanhuns acompanha acessibilidade das escolas para estudantes com deficiência

Com o objetivo de acompanhar e monitorar o acesso e a permanência na escola das pessoas com deficiência, que sejam beneficiárias do Benefício de Prestação Continuada (BPC) e tenham até 18 anos de idade, em Garanhuns, a Secretaria de Assistência Social – em parceria com as secretarias de Saúde, Educação e Agricultura – está realizando uma série de capacitações. Os encontros visam também discutir a garantia dos direitos desse público e o acesso destes aos serviços da política pública de saúde.

Ruthe Santana
O programa - que também tem o objetivo de articular as políticas de educação, saúde, assistência social e direitos humanos – acontece em diversas etapas. A primeira consiste nessas capacitações aos aplicadores sobre como realizar o preenchimento dos questionários em visitas domiciliares. A formação aborda temas sobre educação inclusiva, acessibilidade e direitos das pessoas com deficiência. A partir desse questionário, os aplicadores poderão identificar as barreiras que podem estar impedindo a acessibilidade em âmbito escolar, bem como poderão elaborar propostas de políticas públicas para superar essas limitações. 

A pesquisa consiste no preenchimento dos questionários, que será realizado por meio de visitas domiciliares, que iniciarão, em Garanhuns, no próximo mês. A partir disso, as possíveis barreiras que impedem a acessibilidade no ambiente escolar serão identificadas e, assim, os técnicos dos Centros de Referência de Assistência Social (Cras) e os grupos gestores do programa realizarão o acompanhamento dos beneficiários e de suas famílias. A intenção do BPC é criar condições para o desenvolvimento da autonomia, participação social e emancipação da pessoa com deficiência.

Ruthe Santana

Nenhum comentário

Amannda Oliveira. Tecnologia do Blogger.