Madalena, eu Madalena é o primeiro espetáculo de Mateus Abel, construído a partir de sua história de amor por um fusca 76. O seu palhaço, Abelardo Cabelim, narra a epopeia desde o primeiro encontro com Madalena, um fusca branco abandonado no depósito de uma loja de cerâmica, passando pela tensão de ficar devendo a um valentão até a solução inusitada do imbróglio. Para isso, utiliza-se do seu talento de brincante popular, misturando prosa e versos, máscaras e mamulengos, para construir uma terna e divertida aventura.

Com dramaturgia e encenação de Djaelton Quirino, pesquisador da linguagem das máscaras e do palhaço desde 2012, o espetáculo estreia em uma versão de vídeo-teatro neste dia 07 de abril, às 19h, no canal no YouTube do Teatro de Retalhos, grupo parceiro da pesquisa e do projeto.

Madalena, eu, Madalena é produzido pela Toró de Ideias, com apoio da Pajeú Filmes, e
tem incentivo da Lei Aldir Blanc no estado de Pernambuco. A estreia em versão presencial acontecerá em maio, na cidade de Afogados da Ingazeira, no Sertão do Pajeú. 
Sinopse
Eu vou contar uma história, uma história diferente. Quem tiver correndo, pare! Quem tiver em pé, se sente. Uma história de amor, de um coração e um motor, e um fusca que é quase gente!

Serviço
| Madalena, eu, Madalena
De Mateus Abel, com direção de Djaelton Quirino
Live de estreia - Quinta-feira, 07 de abril de 2022, às 19h
No canal no YouTube do Teatro de Retalhos:

Ilustração: Hévilla de França
Programação visual: Sérgio de Sá
Fotografia: Thiago Oliveira

Informações: Assessoria de Comunicação