terça-feira, 18 de maio de 2021

Secult-PE lança Programa Estadual de Fomento aos Equipamentos Culturais nesta quarta-feira


A Secult-PE lança nesta quarta-feira (19), marcando o Dia Internacional dos Museus, comemorado em 18 de maio, o Jirau Cultural, programa de fomento e promoção dos equipamentos culturais do estado. A iniciativa será apresentada no webinário “O futuro dos museus: recuperar e reimaginar”, que será transmitido no canal youtube.com/secultpe, a partir das 15h. A proposta é garantir ações de caráter estratégico e operacional nos espaços de memória através de três eixos: Formação; Mentoria de gestão e acompanhamento; e Estratégias para geração de receita: turismo e redes colaborativas. Os detalhes do programa serão mostrados na apresentação do projeto, durante o webinário.

“O programa tem a intenção de dar suporte e apoio técnico para equipamentos culturais em funcionamento em Pernambuco, sejam privados, comunitários, públicos. Entre aqueles que precisam melhorar seu desempenho de alguma forma haverá uma seleção e os escolhidos passarão pelos três estágios de ação”, explicou Priscilla Marques.

Entre os objetivos do Jirau Cultural, estão a qualificação dos agentes culturais, inserção e fortalecimento dos equipamentos culturais em gestão, patrimônio e turismo, orientação sobre a legalização dos espaços, fortalecimento das identidades locais. Quem concluir todas as etapas do programa receberá um selo de certificação. Poderão participar pontos de cultura, pontos de memórias, museus municipais e de iniciativas privadas, espaços culturais sem fins lucrativos e sedes dos patrimônios vivos. Nesta primeira edição, serão escolhidos dois espaços por macrorregião.

“Nossa experiência mostra que o público é ávido por espaços culturais e queremos tornar ainda mais atraentes esses equipamentos já existentes em Pernambuco. A inserção digital desses espaços vai proporcionar que esses efeitos sejam percebidos apesar do isolamento social provocado pela pandemia”, afirmou o secretário Gilberto Freyre Neto.

WEBINÁRIO

Antes da apresentação do Jirau Cultural, haverá uma roda de conversa entre gestores de espaços museais e de memória das quatro macrorregiões do Estado. A discussão será sobre os desafios e o processo de ressignificação enfrentados por essas instituições diante do cenário de pandemia. Com mediação da museóloga Rosélia Adriana Rocha, participam Cleonice Maria (Museu do Cangaço, Serra Talhada), Tiago Delácio (Museu Cinema de Animação Lula Gonzaga, Gravatá), Joana D’arc Ribeiro (Museu Poço Comprido, Vicência), e Ivan Marinho (Museu Olimpio Bonald do Bacamarte, Cabo de Santo Agostinho).

SEMANA DOS MUSEUS
Promovida pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), em comemoração ao Dia Internacional dos Museus, a Semana Nacional dos Museus provoca a participação de equipamentos culturais de todo o Brasil. Em Pernambuco, espaços culturais gerenciados pela Fundarpe terão programação especial on-line, em respeito ao distanciamento social provocado pela pandemia do Covid-19.

O Museu do Trem vai integrar a ação “Museus ferroviários: Políticas públicas, patrimônio e museologia”, organizado coletivamente por museus ferroviários de todo o país. Os debates terão o objetivo de definir o conteúdo para a elaboração de uma Carta dos Museus Ferroviários, de forma colaborativa entre as instituições que se debruçam sobre essa temática. A participação do Museu do Trem se dará no dia 19 de maio (quarta-feira), através de André Cardoso e Diogo Milfont, ambos do setor educativo do equipamento, para falar sobre o tema “Plano Museológico e os museus ferroviários: formalidades, aplicabilidades, experiências”. A inscrição pode ser feita aqui: forms.gle/cFSFN1y29fP3GDzo6.

O Museu do Barro de Caruaru vai promover a exposição virtual “Alma de Mulher”, reunindo xilogravuras do artista Edilson Oliveira. A mostra, que recebeu apoio da Lei Aldir Blanc em Pernambuco, foi escolhida por proporcionar reflexão sobre o momento atual de reclusão e o papel da mulher nesse processo. As obras podem ser conferidas e acessadas aqui: almademulher2021.wixsite.com/almademulher.

No Museu de Arte Sacra de Pernambuco (Maspe), serão duas atividades. A primeira, “Arte e transformação”, será uma transmissão ao vivo com a ceramista Jacira Lucena Santana de Carvalho. Professores, estudantes e demais pessoas interessadas em apreender mais sobre a arte em cerâmica estão convidados para o encontro, no dia 20 de maio (quinta-feira), às 14h, no link que será divulgado no perfil do Instragram: @museuartesacrape.

A segunda atividade tem o tema “Arte, Criatividade e Sustentabilidade: a Metarreciclagem de Olho no Movimento” e vai acontecer pelo Google Meet, no dia 21 de maio (sexta-feira), às 9h. A participação na ação é mediante inscrição pelo e-mail educativomaspe@hotmail.com. No encontro, a professora Djanice Leonardo, do Centro de Educação, Tecnologia e Cidadania do Recife, vai apresentar a metarreciclagem como potência inspiradora para o desenvolvimento artístico e humano de crianças e adolescentes. O público-alvo são professores, estudantes e pessoas interessadas em apreender mais sobre o tema e práticas artísticas sustentáveis.

O Museu do Estado de Pernambuco (Mepe) preparou duas lives em seu perfil no Instagram: @museudoestadope. A primeira nesta terça-feira (18), às 16h, com o tema “Povos Indígenas e Museus do Estado de Pernambuco – Memória e Museus Virtuais”. Falam sobre o assunto Renato Athias, coordenador do Núcleo de Estudos e Pesquisas sobre Etnicidade da UFPE, e Ronaldo Kapinawá, coordenador da Rede Pernambucana de Museus Indígenas. Na sexta-feira (21), às 15h, André Soares, historiador do Mepe, e Rinaldo Carvalho, assessor do Mepe, se encontram em torno do tema “Hoje, Amanhã e Depois – Perspectivas para o Centenário do Mepe”. O acesso é livre e gratuito.

Serviço:

WEBINÁRIO “O FUTURO DOS MUSEUS: RECUPERAR E REIMAGINAR”
19 de maio (quarta-feira), a partir das 15h

Programação
1. Mesa de debates: O futuro dos museus: recuperar e reimaginar
Mediação: Rosélia Adriana Rocha
Convidados: Cleonice Maria (Museu do Cangaço, Serra Talhada), Tiago Delácio (Museu Cinema de Animação Lula Gonzaga, Gravatá), Joana D’arc Ribeiro (Museu Poço Comprido, Vicência), e Ivan Marinho (Museu Olimpio Bonald do Bacamarte, Cabo de Santo Agostinho).

2. Lançamento do Programa Jirau Cultural

Informações: Secult/PE

Nenhum comentário:

Postar um comentário