quarta-feira, 28 de outubro de 2020

Os vencedores do 43º Festival Guarnicê de Cinema



Foram anunciados na última segunda-feira (26), os vencedores da 43ª edição do Festival Guarnicê de Cinema, que este ano aconteceu em formato híbrido, por conta da pandemia de Covid-19, com transmissão on-line pelas redes sociais. 

Entre os vencedores do festival está o cantor, compositor e ator arcoverdense Vertin Moura pelo papel do Jagunçu Antão, no filme Sertânia. O filme, aliás, venceu o prêmio de melhor longa-metragem, melhor direção para Geraldo Sarno e melhor ator coadjuvante para Lourinelson Vladimir.

O júri da Mostra Nacional Competitiva contou com José Fernando Peixoto de Azevedo, Carol Benjamin e Sabrina Fidalgo; já a Mostra Maranhense teve Dida Maranhão, Stella Lindoso e Taciano Brito no júri. O Troféu ABD, da Associação Brasileira de Documentaristas, ABD-MA, contou com Rose Panet, Monica Rodrigues de Farias, Naýra Albuquerque e Fábio Azevêdo no júri. O Prêmio Assembleia Legislativa foi entregue para o melhor filme realizado por maranhenses com premiação em dinheiro, no valor de dez salários mínimos dedutíveis de impostos.

Conheça os vencedores do 43º Festival Guarnicê de Cinema:

MOSTRA COMPETITIVA NACIONAL | LONGAS

Melhor FilmeSertânia, de Geraldo Sarno (CE)
Melhor Filme | Júri PopularVidas Barradas, de Cid Faria (DF)
Melhor DireçãoGeraldo Sarno, por Sertânia
Melhor RoteiroSoldados da Borracha, escrito por Wolney Oliveira
Melhor AtrizHelena Ignez, por A Mulher da Luz Própria
Melhor Atriz CoadjuvanteTieta Macau, por Terminal Praia Grande
Melhor AtorVertin Moura, por Sertânia
Melhor Ator CoadjuvanteLourinelson Vladmir, por Sertânia
Melhor Direção de FotografiaSertânia, por Miguel Vassy
Melhor Montagem/EdiçãoTerminal Praia Grande, por Lucas Sá
Melhor Trilha Sonora OriginalSoldados da Borracha, por DJ Dolores
Melhor Desenho de SomA Mulher da Luz Própria, por Jesse Marmo e Vinícius Leal
Melhor Direção de ArteTerminal Praia Grande, por Cris Quaresma
Menção HonrosaA Mulher da Luz Própria, de Sinai Sganzerla; pelo projeto, realização e qualidade técnica e artística do filme, além do resgate da trajetória e obra de suma importância no cenário artístico e cinematográfico brasileiro da figura de Helena Ignez, que é também a artista homenageada por essa menção.

MOSTRA COMPETITIVA NACIONAL | CURTAS

Melhor FilmeQuanto Pesa, de Breno Nina (MA)
Melhor Filme | Júri PopularAçaí, de André Cantuária (AP)
Melhor DireçãoMarçal Viana, por Neguinho
Melhor RoteiroTerceiro Andar, escrito por Deuilton B. Júnior
Melhor AtrizJuliana França, por Neguinho
Melhor Atriz CoadjuvanteAisha Jambo, por Neguinho
Melhor AtorHerberth Vital, por Amanhã
Melhor Ator CoadjuvanteGuilherme Rodio, por A Volta para Casa
Melhor Direção de FotografiaNo Oco do Tempo, por Antonio Fargoni e Tiago A. Neves
Melhor Montagem/EdiçãoTeoria Sobre um Planeta Estranho, por Marco Antônio Pereira
Melhor Trilha Sonora OriginalAçaí, por Manoel Cordeiro e O Sósia
Melhor Desenho de SomTeoria Sobre um Planeta Estranho, por Marco Antônio Pereira
Melhor Direção de ArteO Balido Interno, por Monique Oliveira

MOSTRA COMPETITIVA | CURTAS MARANHENSES

Melhor Filme3x Melhor, de Andriolli Araújo
Melhor Filme | Júri PopularQuerida!, de Geovane Camargo
Melhor DireçãoAndriolli Araújo, por 3x Melhor
Melhor RoteiroQuerida!, escrito por Livia Lima
Melhor AtrizAllane Demétrio, por O Devaneio
Melhor Atriz CoadjuvanteLúcia Reis, por Querida!
Melhor AtorWenderson Abreu, por Vítor
Melhor Ator CoadjuvanteMatheus Kristian, por Vítor
Melhor Direção de FotografiaPrincesa do Meu Lugar, por Pablo Monteiro
Melhor Montagem/Edição3x Melhor, por Andriolli Araújo
Melhor Trilha Sonora Original3x Melhor, por Gláucio Alves
Melhor Desenho de SomVítor, por João Victor Carvalho e Josh Baconi
Melhor Direção de ArteÉramos Três, por Carlos Maranhão
Menção HonrosaCicatrizes, de Nadson Paixão e Jhonnzzy e Esperança 1770, de Carmen Kemoly

VIDEOCLIPES MARANHENSES

Melhor VideoclipeBatidão, de Enme; Direção: Jessica Laune/Produtora: Clock Work Filmes
Menção HonrosaIntelecto de Quebrada, de Carmen Kemoly; Direção: Cleiton Santos/Produtora: Rua 2 Filmes e Brooklyn Filmes

PRÊMIOS ASSEMBLEIA LEGISLATIVA

Prêmio Mauro Bezerra | melhor curta-metragem maranhense3x Melhor, de Andriolli Araújo
Prêmio Bernardo Almeida | melhor longa-metragem maranhense: não foi concedido em virtude de não apresentar um quantitativo de trabalhos que justificasse uma competição
Prêmio Erasmo Dias | melhor longa ou curta-metragem pelo júri popularQuerida!, de Geovane Camargo

TROFÉU ABD

Melhor curta-metragem maranhense3x Melhor, de Andriolli Araújo (MA)
Menção HonrosaÉramos Três, de Fernando BragaQuanto Pesa, de Breno Nina; e Esperança 1770, de Carmen Kemoly

Melhor longa metragemA Nossa Bandeira Jamais Será Vermelha, de Pablo Guelli (SP)
Menção HonrosaNegro em Mim, de Macca Ramos (SP)

Fonte: Cinevitor

Nenhum comentário:

Postar um comentário