domingo, 26 de janeiro de 2020

Astro da NBA , Kobe Bryant, morre em acidente de helicóptero nos Estados Unidos

Foto: Reprodução/Facebook

Morreu na tarde deste domingo, em um acidente de helicóptero, na cidade de Calabasas, na Califórnia, o astro da NBA Kobe Bryant, de 41 anos. De acordo com as informações da polícia, haviam nove pessoas na aeronave e também não sobreviveram à queda. A filha do jogador, Gianna Maria de 13 anos está confirmada entre os mortos

Foto: Departamento de Polícia Los Angeles

De tão imodesta, uma verdade soa a ultraje: Kobe esteve fadado a ser um dos melhores de sua geração desde os primeiros arremessos. Filho de Joe Bryant, jogador de nível mediano na NBA dos anos 70 e 80, Kobe viveu seus anos de formação na Itália, onde o pai decidiu apostar as fichas ao fim da carreira. Foram anos que moldaram seu jogo de maneira única em relação a outros jovens americanos. Enquanto nos Estados Unidos a AAU - Amateur Athletic Union, organização não lucrativa dedicada a promover novos jogadores nos EUA - empurrou os atletas para o desenvolvimento de aspectos físicos como atleticismo, força e explosão, na Itália, Kobe Bryant pôde beber da fonte do "fundamento acima de tudo", um mantra repetido exaustivamente no basquete de base de países como Argentina, Espanha, Lituânia e claro, Itália.

Foram cinco títulos (2000, 2001, 2002, 2009, 2010), um prêmio de MVP (2008), dois troféus de MVP das finais (2009 e 2010), 11 nomeações para a seleção da NBA, nove nomeações para a seleção de defesa, 18 All-Star Games, duas vezes cestinha da temporada, terceiro maior cestinha da história da liga, segunda maior pontuação em um jogo (81 contra o Toronto). Sem falar naquilo que não se mede: a liderança, o caráter, o estilo, a beleza dos movimentos, o papel inegável na popularização do basquete mundo afora.

As informações são do site TNZ e da Globo.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário