terça-feira, 1 de outubro de 2019

Conselheiros Municipais dos Direitos da Pessoa Idosa participam do Congresso Brasileiro da Longevidade Expo + Fórum, em São Paulo


Em um país cada vez mais idoso, falar sobre longevidade e direitos da pessoa idosa são cada vez mais necessário. Pensando nisso, conselheiros representantes do poder público e da sociedade civil, que fazem parte do Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa – CMDPI, da cidade de Arcoverde, estão em São Paulo, participando do Congresso Brasileiro da Longevidade Expo + Fórum que traz propostas inovadoras para o público acima dos 50 anos de idade.

A Presidente do Conselho, Talita Ferreira, conversou com o nosso blog pelo telefone.
Talita como um evento como este pode influenciar as ações voltadas para o idoso na cidade de Arcoverde?
A nossa meta é transformar Arcoverde em uma cidade Amiga da Pessoa Idosa, além de trabalhar a velhice de forma funcional.
O que mais chamou a sua atenção no evento?
A revolução prateada. A forma desse novo olhar para os longevos que não é mais aquele idoso de alguns anos atrás...Quebrando assim paradigmas.
 Os conselheiros tiveram a oportunidade de participar de debates sobre Bem Estar, Lazer e Turismo; Bem Estar e Moradia; Finanças e Tecnologia, além de diversos workshops com temas como: Aposentei... E agora?; Planejamento Financeiro familiar para a longevidade e O que podemos fazer para viver mais e melhor?.
A programação do grupo também inclui visita aos stands disponíveis na feira do congresso, voltados a acessibilidade.
Amannda Oliveira

Nenhum comentário:

Postar um comentário