terça-feira, 28 de maio de 2019

Morreu em Ribeirão Preto, aos 91 anos, Carlos Antônio Spindola, o palhaço Biriba. Ídolo de várias gerações em Ribeirão Preto e região.

Foto: Arquivo Pessoal
O Brasil perdeu o palhaço mais velho em atividade. Morreu aos 91 anos, Carlos Antônio Espíndola, o Palhaço Biriba. Biriba nasceu em de Itatiba, SP, e fugiu da casa de seus pais para acompanhar o circo que esteve em temporada em sua cidade. Contratado no primeiro momento como galã de circo-teatro, ele foi se envolvendo com a área empresarial. Com o tempo passou a ter seu próprio negócio. Diante da dificuldade de contratar um palhaço, pois o profissional era muito concorrido no mercado e se mantinha com preços elevados, Carlos Antônio resolveu criar o seu próprio palhaço, o Biriba. A opção de manter um circo de pequeno porte, com turnês em bairros da cidade, lhe deu muito prestígio e o mantém vivo na lembrança da população de Ribeirão Preto.

Além de atuar no circo, Biriba também participou de filmes, entre eles “Conflito em San Diego”, e a “A última Bala” e escreveu livros, resgatando sua trajetória de sucesso como “O Circo de Todos os Tempos” e “A História do Palhaço Biriba”. Spindola se dedicou totalmente à vida circense e às artes, mantendo essa tradição do palhaço, consequentemente, do circo e da cultura.

Carlos Antônio, teve uma parada cardiorrespiratória no final da noite de segunda-feira (27), no Hospital Santa Lydia, onde tratava uma pneumonia e não resistiu. O sepultamento aconteceu na tarde desta terça-feira.

Informações: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário