segunda-feira, 6 de maio de 2019

Estudantes municipais de Arcoverde participam de oficina cartonera para produção de livros

Foto: Eloísa Cartonera/divulgação
A Secretaria de Educação e Esportes da Prefeitura de Arcoverde, em parceria com a Biblioteca Municipal, localizada no Centro de Cultura, está realizando nas escolas do município a primeira etapa das oficinas  de produção cartonera, nas quais são produzidos livros artesanalmente, com papelão proveniente de caixas descartáveis.
O papelão é reutilizado como capa de livro, após ser cortado e pintado à mão nas oficinas, através do trabalho de criação em equipe. “É uma atividade que certamente vai despertar o gosto pelo mundo da Literatura entre os alunos promovendo assim a difusão de novos projetos”, avalia a secretária municipal de Educação e Esportes, Zulmira Cavalcanti.
A oficina cartonera já passou pela Creche José Rabelo de Vasconcelos, no bairro do Jardim da Serra; Escola Ivany Bradley, no São Cristóvão; e Escola José Medeiros de Fonseca, no Sucupira.  Em breve, a atividade também chegará a outras escolas da Rede Municipal de Ensino.
Em um segundo momento, os alunos participantes também serão inseridos em seleção para escolha dos melhores textos, para produção de livros embasados na atividade. “Nossa intenção é fazer, no segundo semestre uma tarde de autógrafos com os alunos-escritores, contando com a presença de familiares e convidados, valorizando assim toda a produção realizada por eles”, afirmou Zulmira Cavalcanti.
A história das editoras cartoneras teve início na Argentina, há 16 anos,  com a fundação do selo editorial Eloísa Cartonera, por iniciativa do escritor Washington Cucurto e do artista plástico Javier Barilaro. Conhecidas por fundarem o movimento, as editoras que praticam esta modalidade estão espalhadas por diversos países da América Latina, Europa e África.
ASCOM

Nenhum comentário:

Postar um comentário