sexta-feira, 5 de abril de 2019

Secult-PE e Fundarpe lançam edital do FIG 2019

Festival deve acontecer na segunda quinzena de julho

Foto: Amannda Oliveira
O Governo de Pernambuco, por meio da Secretaria de Cultura (Secult) e da Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe) divulgou nesta sexta-feira (5), O edital de inscrição e seleção de propostas, para o Festival de Inverno de Garanhuns 2019. O prazo para inscrição vai de 12 de abril a 07 de maio, de forma presencial ou por correspondência. O evento acontece na segunda quinzena de julho, em diversos polos e palcos espalhados em Garanhuns contendo shows, cortejos, intervenções, recitais, concertos, vivências criativas, espetáculos, desfiles, exposições, mostras, ações de patrimônio cultural e outras atividades culturais reunidas em um dos municípios mais charmosos do agreste de Pernambuco. 
Poderão apresentar propostas pessoas físicas ou jurídicas, de todo território nacional, que comprovem sua atuação na atividade artístico-cultural. Serão aceitas inscrições em atividades artístico-culturais (shows, performances, recitais, exposições, desfiles, mostras, vivencias, etc) nos segmentos das: Artes Visuais, Audiovisual, Circo, Cultura Popular, Dança, Design e Moda, Fotografia, Gastronomia, Literatura, Música, Patrimônio Cultural e Teatro.
“Esse processo que se inicia com a publicação do edital é muito importante, pois além de garantir transparência no julgamento e seleção das propostas, também se alinha aos avanços que cada linguagem artística vem construindo dentro de seus segmentos, em diálogo com quem está produzindo e criando as novidades em todos os setores da cultura. O FIG é um dos maiores festivais multi-linguagens do país e também uma plataforma que conecta artistas e grupos, entre si, e com seu público, promovendo uma circulação que é vital para a cadeia produtiva da cultura em Pernambuco”, comenta Gilberto Freyre Neto, secretário de Cultura de Pernambuco.
As propostas inscritas serão avaliadas em duas etapas. Na primeira, que é a análise preliminar, é verificado o cumprimento de todas as formalidades do edital. O resultado gera propostas habilitadas e inabilitadas (que ainda poderão recorrer da decisão). Num segundo momento, será feita análise artístico-cultural, que consiste na avaliação do conteúdo das propostas habilitadas na Análise Preliminar. As análises serão feitas por comissões constituídas de profissionais com experiência comprovada em suas áreas de atuação.
A listagem com as propostas classificadas na análise Artístico-Cultural estará disponível aqui no portal Cultura.PE e na sede da Secult-PE/Fundarpe. A informação referente ao resultado será divulgada no Diário Oficial do Estado. O prazo estabelecido para a divulgação de todo esse processo é 18 de junho.
A expectativa da Secretaria de Cultura e da Fundarpe é mais uma vez realizar um festival de grande impacto dentro do cenário da produção artística do estado. “O FIG tem uma história grandiosa e inspiradora para os que produzem arte e para os que a desfrutam. Todos têm uma história para contar sobre o FIG e é nesse sentido que continuamos a empreender todos os esforços, todos os anos, para garantir a qualidade do festival. Um processo de construção coletiva criteriosa, que abre uma vitrine para artistas e grupos de todas as linguagens da cultura, que ocupam a cidade durante nove, com muita arte e entretenimento. Temos certeza que vamos fazer mais um evento de muito sucesso de crítica e de público”, coloca o presidente da Fundarpe, Marcelo Canuto.
Confira o edital completo e todos os anexos no portal www.cultura.pe.gov.br.
ASCOM/Fundarpe

Nenhum comentário:

Postar um comentário