sexta-feira, 22 de fevereiro de 2019

Em Arcoverde, Policlínica Drº Paulo Rabello intensificou exames preventivos à população feminina

Foto: Émerson Thiago
A Secretaria Municipal de Saúde de Arcoverde, através do Centro de Saúde da Mulher, promoveu em parceria com a Policlínica Drº Paulo Rabello, no bairro JK, uma série de ações envolvendo palestras e exames de Citologia na manhã de quinta-feira, 21 de fevereiro.

O motivo da ida do Centro de Saúde da Mulher à Policlínica foi um pedido da população que reside na referida localidade. Durante o ciclo de atividades, foi realizada uma palestra que teve como objetivo ressaltar a importância do tema e o impacto populacional que a doença pode causar na saúde pública, incentivando os profissionais de saúde a buscarem estratégias de resgate das mulheres, para que elas realizem o exame preventivo. “Este é o meio mais eficaz, realizado por um profissional de saúde que pode diagnosticar a infecção causadas pelo HPV e lesões precursoras do câncer do colo de útero”, explicou a enfermeira Daniele, integrante da equipe.

“O exame é muito simples e está disponível em todas as Unidades de Saúde, mas infelizmente não está incorporado à nossa cultura. Às vezes, as mulheres não têm o hábito de ir ao ginecologista com frequência”, salientou a coordenadora do Centro de saúde da Mulher, Karina Medeiros.
A entrega do resultado dos exames realizados acontece de 15 a 20 dias. Mas em casos de urgência, as pacientes que se submeteram a exames na Policlínica terão os resultados entregues em até 7 dias.
PREVENÇÃO - Fazendo o exame de Papanicolau periodicamente, a mulher está dando o primeiro passo para se proteger contra o Câncer do Colo do Útero. O exame de Papanicolau pode detectar células anormais na superfície do colo do útero, e que poderiam tornar-se pré-cancerosas ou cancerosas. Sendo assim, é importante que a mulher certifique-se de seguir as recomendações do seu médico sobre a realização do exame. Ele pode ajudar a detectar mudanças celulares suspeitas no colo do útero antes que elas se transformem em câncer.
ASCOM

Nenhum comentário:

Postar um comentário