segunda-feira, 17 de dezembro de 2018

Eleição do Conselho Municipal de Política Cultural é iniciada em Arcoverde


Foto: Israel Leão e Robson Lima 
A Secretaria de Cultura e Comunicação da Prefeitura de Arcoverde reuniu na última quinta-feira, dia 13 de dezembro, no auditório da Secretaria de Educação, fazedores e fazedoras de cultura para eleição do Conselho Municipal de Política Cultural-CMPC.
 O evento foi direcionado às 13 comissões eleitorais dos segmentos culturais, formadas ao longo de um ciclo de plenárias setoriais realizadas a partir de 2017. A época, aconteceram mais de 10 encontros com cerca de 350 pessoas representantes da sociedade civil, que juntos também formataram minuta da lei para criação do Sistema Municipal de Cultura.
As comissões foram escolhidas de acordo com o artigo 40 da Lei Complementar n° 07/2018, de autoria da presidente da Câmara de Vereadores de Arcoverde, Célia Almeida Galindo, onde diz que os membros titulares e suplentes dos representantes da sociedade devem ser eleitos nas plenárias de cada segmento, entre eles, estão os de culturas tradicionais, matrizes africanas, gênero, audiovisual, música, literatura, artesanato e moda, artes cênicas, artes visuais e plásticas, patrimônio e pontos de cultura, artes urbanas e juventude, e produtores e técnicas.
“Desde a criação da secretaria de Cultura em 2017, a prefeita Madalena primou por um estreito debate com o movimento cultural. Implementar o sistema municipal de cultura é  uma das metas do governo. Mesmo nesses tempos de desconstrução do Ministério da Cultura resistir é preciso por uma política cultural para todos e todas”, ressaltou a secretária municipal de Cultura e Comunicação, Teresa Padilha.
Dentro desse processo legitimado pela sociedade civil, foram escolhidos 10 conselheiros e suplentes dos 13 segmentos. Apenas “Música”, “Artesanato e Moda” e “Artes Plásticas” terão um novo encontro para eleição dos seus titulares e suplentes.
                                                                Foto: Israel Leão e Robson Lima
O objetivo é que o poder público indique também seus membros designados pelos órgãos estabelecidos na Lei até o final deste mês, já que o período estabelecido em princípio, após a sanção da lei no final de junho, era de 90 dias e foi prorrogado pela presidente da Câmara, devido as eleições estaduais e nacionais.
 “Todo processo foi amplamente discutido com a sociedade, nos sentimos contemplados. A secretaria de Cultura e Comunicação foi um importante braço nessa luta”, declarou o ator e fazedor de cultura do Teatro de Retalhos, Djaelton Quirino.
O evento desta quinta-feira (13) contou com a presença da Conselheira Estadual de Política Cultural – CEPC, titular no segmento Audiovisual, Carol Vergolino, que falou da sua experiência e motivou os dezenas de ativistas que estiveram presentes na ocasião.
Abaixo segue lista dos membros já eleitos:
CONSELHO MUNICIPAL DE POLÍTICA CULTURAL DE ARCOVERDE - CMPC

EXPRESSÕES CULTURAIS DE MATRIZES AFRICANAS
TITULAR: Lalá Calixto
SUPLENTE: Irason Bibi 
EXPRESSÕES CULTURAIS DE GÊNERO
TITULAR: Gabi Cavalcanti
SUPLENTE:Ayanna Monteiro
AUDIOVISUAL
TITULAR: Diego Padilha
SUPLENTE:  Everson Melo
TÉCNICOS E PRODUTORES CULTURAIS
TITULAR: Lula Moreira
SUPLENTE: Adriano Galvão
ARTES CÊNICAS
TITULAR: Djaelton Quirino
SUPLENTE: Carol Vianna
LIVRO, LEITURA E LITERATURA
TITULAR: Juliana Aguiar
SUPLENTE: Carla Luana
ARTES URBANAS E JUVENTUDE
TITULAR: Davi Zord
SUPLENTE: Thayná França
PATRIMÔNIO, MEMÓRIA E PONTOS DE CULTURA
TITULAR: Ney Mendes
SUPLENTE: Emmanuelle Marques
EXPRESSÕES DE CULTURAIS TRADICIONAIS
TITULAR: Amanda Lopes
SUPLENTE: Fagner Gomes
BOIS, URSOS, QUADRILHAS E SIMILARES
TITULAR: Alan Shymytty
SUPLENTE: Wilton Freire 

ASCOM

Nenhum comentário:

Postar um comentário