quarta-feira, 22 de agosto de 2018

ANIMAGE apresenta os curtas selecionados para a Mostra Competitiva 2018


O Animage - Festival Internacional de Animação de Pernambuco anuncia nesta segunda-feira os filmes curta-metragem selecionados para a Mostra Competitiva deste ano. Esta 9ª edição recebeu 800 inscrições e 92 curtas-metragens (de 32 países) foram selecionados para integrar a Mostra Competitiva 2018.

O número de inscrições para a Mostra Competitiva reflete muito bem o processo de consolidação do festival, um crescimento de 30% em relação ao ano passado e a cada edição aumenta”, observa Antonio Gutierrez, o idealizador do Animage.

Todos os filmes em competição são exibidos durante a programação e além da avaliação feita pelo júri especializado, há também o voto do público após as sessões.

A Mostra Competitiva reúne produções recentes de todo o mundo e premia os melhores filmes selecionados nas categorias “Melhor Curta-Metragem - Grande Prêmio Animage”, “Melhor Curta Infantil”, “Melhor Curta Brasileiro” e “Prêmio do Público”, além de melhor Direção, Roteiro, Direção de Arte, Técnica e Som. A seleção deste ano recebeu filmes nacionais e internacionais realizados a partir de 2017, em técnicas de animação e com duração máxima de 30 minutos.

"Os integrantes da comissão de seleção deste ano são animadores que já participaram de edições anteriores do Animage. Chia Beloto, por exemplo, venceu o festival no ano passado com o filme Fazenda Rosa. Ianah fez a arte do nosso cartaz em 2016 e Ayodê dirigiu os curtas Súbito e Abrupto. Isso foi importante porque eles conhecem bem o festival e puderam reforçar a identidade do Animage, que sempre busca privilegiar critérios principalmente artísticos na elaboração da programação. Os curtas selecionados confirmam que o cinema de animação está conectado com grandes temas contemporâneos e contemplam questões de gênero, identidade e raça. Há desde filmes explicitamente políticos até obras mais psicodélicas ou abstratas", compartilha Júlio Cavani, curador do Animage.

Conheça os selecionados deste ano:

MOSTRA COMPETITIVA DE CURTAS
Freedom, de Mircea Bobina, Vadim Tiganas (Romênia, 2018, 5')
The Liquid Ladies, de Kathy Rose (Estados Unidos, 2018, 3')
Business Meeting, de Guy Charnaux (RJ/Brasil, 2018, 2')
Night Walks, de Lizete Upitite (Letônia, 2018, 6')
Edith Piaf (Said It Better Than Me) - Sparks, de Joseph Wallace (Reino Unido, 2017, 4')
Elektrika Diena, de Vladimir Leschiov (Letônia, 2018, 9')
Panic Attack!, de Eileen O'Meara (Estados Unidos, 2017, 3')
Cabin Pressure, de Matthew Lee (Reino Unido, 2017, 3')
Cói, de Triet Le (Vietnã, 2017, 3')
The Green Kay, de Badri Skhirtladze (Áustria, 2017, 15')
Las Del Diente, De Ana Perez Lopez (Reino Unido, 2018, 6')
32-Rbit, de Victor Orozco Ramirez (México, 2018, 8')
Inseyed, de Jess Hudak (Estados Unidos, 2018, 3')
Enough, de Anna Mantzaris (Reino Unido, 2017, 3')
KNUPPEL, de Reynaert Vosveld (Holanda, 2018, 5')
Living Like Heta, de Bianca Caderas, Isabella Luu, Kerstin Zemp (Suíça, 2017, 6')
Eatself, de Edyta Adamczak (Polônia, 2018, 14')
Carlotta's Face, de Valentin Riedl, Frédéric Schuld (Alemanha, 2018, 5')
Make it Soul,  de Jean-Charles Mbotti Malolo (França, 2018 15')
Five Minutes To Sea, de Natalia Mirzoyan (Rússia, 2018, 7')
Ta Mère Est Une Voleuse!, de Marie-Josée Saint-Pierre (Canadá, 2018, 11')
La Chambre Des Filles, de Claire Brognez (Canadá, 2018, 7')
Palace Of The Infinite, de Kathy Rose (Estados Unidos, 2018, 5')
Kamonu, Neéhavim, de Dotan Moreno (Israel, 2018, 15')
Intimity, de Elodie Dermange (Suíça, 2017, 5')
RIOT, de Frank Ternier (França, 2017, 13')
Le Chat Qui Pleure, de Alain Gagnol e Jean-Loup Felicioli (França, 2018, 7')
Beetween Us Two, de Wei Keong Tan (Singapura, 2017, 5')
Travelogue Tel Aviv, de Samuel Patthey (Suíça, 2017, 6')
Big Boy, de Jonathan Phanhsay-Chamson (França, 2017, 5')
Les Enfants Du Béton, de Jonathan Phanhsay-Chamson (França, 2017, 7')
Muteum, de Aggie Pak-Yee Lee (Estônia, 2017, 4')
So I Danced Again…, de Lottie Kingslake (Reino Unido, 2017, 5')
Facing It, de Sam Gainsborough (Reino Unido, 2018, 8')
Água Mole, de Laura Gonçalves e Xá - Alexandra Ramires (Portugal, 2017, 9')
Surpresa, de Paulo Patrício (Portugal, 2017, 9')
Cacá, de Ana Carolina Rocha (SC/Brasil, 2018, 1')
Dva na Dva, de Jelena Oroz (Croácia, 2018, 8')
Muzicke Traume, de Milos Tomic (Sérvia, 2018, 11')
Coyote, de Lorenz Wunderle (Suíça, 2018, 10')
A Sonolenta, de Marta Monteiro (Portugal, 2017, 11')
OOZE, de Kilian Vilim (Suíça, 2017, 6')
The Machine, de Ioanna Varsou (Grécia, 2017, 8')
KL, de William Henne & Yann Bonnin (Bélgica, 2017,  4')
Finity Calling, de Jasper Kuipers (Holanda, 2018, 15')
Blind Mice, de Nicholas D'Agostino (Estados Unidos, 2018, 9')
Cerulia, de Sofia Carrillo (México, 2017, 13')
The Evolution Of Animal Genitalia, de Mette Ilene Holmriis (Dinamarca, 2017, 6')
Yellow, de Ivana Sebestová (Eslováquia, 2017, 7')
@Disexta, de André Catoto (SP/Brasil, 2018, 12')
Flipped, de Hend Esmat & Lamiaa Diab (Reino Unido, 2018, 6')
Eden, de Julie Caty (França, 2017, 6')
Bloem?, de Jorn Leeuwerink (Holanda, 2017, 7')
Disillusionment of 10 Point Font, de Greg Condon (Estados Unidos, 2017, 1')
Sister, de Siqi Song (China, 2018, 8')
Mémo, de Julien Becquer, Éléna Dupressoir, Jules Durand, Viviane Guimarães, Inès Scheiber (França, 2017, 5')
Negative Space, de Max Porter & Ru Kuwahata (França, 2017, 6')
La Grenouillère - Danse Exquise, de Quart Avant Poing (França, 2018, 3')
Tête d'Oliv…, de Armelle Mercat (França, 2017, 12')
Bloeistraat 11, de Nienke Deutz (Bélgica, Holanda, 2018, 10')
Fest, de Nikita Diakur (Alemanha, 2018, 3')
Garoto Transcodificado A Partir de Fosfeno, de Rodrigo Faustini (SP/Brasil, 2018, 3')
An Excavation Of Us, de Shirley Bruno (França, Grécia, Haiti, 2017, 12')
Agouro, de David Doutel e Vasco Sá (França, Portugal, 2018, 15')
Trump Dreams, de Ruth Lingford (Estados Unidos, Reino Unido, Inglaterra, 2017, 4')
Dear Basketball, de Glen Keane (Estados Unidos, 2017, 6')
Neputovanja, de Ana Nedeljkovic e Nikola Majdak Jr (Sérvia, 2018, 10')
Raymonde Ou L'Évasion Verticale, de Sarah Van Den Boom (França, 2018, 17')
Kötü Kiz, de Ayçe Katal (França, Turquia, 2017, 8')
Lueur d'Espoir, de Damien Tran (Alemanha, 2018, 2')
Weekends, de Trevor Jimenez (Estados Unidos, 2017, 15')
MOSTRA COMPETITIVA DE CURTAS INFANTIS
Krasnoludki, de Roman Burmakov (Bielorrússia, 2018, 5')
KUAP, de Nils Hedinger (Suíça, 2018, 8')
Breakfast in Bed, de Tobias Krebs (Austrália, 2017, 4')
Nö!, de Christian Kaufmann (Alemanha, 2018, 6')
Spindrift, de Selina Wagner (Reino Unido, 2017, 12')
Skazka Pro Odeialo, de Maria Kuzmenko (Rússia, 2017, 4')
Bobo, de Andrej Rehak (Croácia, 2018, 14')
Belly Flop, de Jeremy Collins, Kelly Dillion (África do Sul, 2018, 5')
El Regreso Al Planeta M, de Tomás Pichardo Espaillat (República Dominicana, 2018, 5')
East Kite Club, de Tomás Pichardo Espaillat (República Dominicana, 2018, 6')
As Bordadeiras do Jardim, de Julia Vellutini (SP/Brasil, 2017, 3')
Bei Mir Bist Du Schön, de Bouwine Pool (Holanda, 2017, 12')
Touch, de Rachel Anciaux Laurence De Wilde (França, 2018, 3')
Island, de Max Moertl & Robert Loebel (Alemanha, 2017, 3')
Help, de Paola Luciani (Itália, 2017, 3')
Fer De Lance, de Capucine Latrasse (Bélgica, 2017, 4')
Les Frères Cerise, de Myriam Obin (França, 2018, 2')
My Mother's Eyes, de Jenny Wright (Reino Unido, 2018, 5')
O Comedor de Sementes, de Victória Farina (RS/Brasil, 2017, 3')
Okraina, de Alexander Vasiliev (Rússia, 2017, 4')
Lé Com Cré, de Cassandra Reis (SP/Brasil, 2018, 6')

A 9ª edição do Animage - Festival Internacional de Animação de Pernambuco 2018 acontece de 12 a 21 de outubro, com programação variada - gratuita ou a preços populares. Além da Mostra Competitiva, oferece sessões de curtas e longas metragens, mostras especiais, convida nomes importantes do cinema de animação para debates, oficinas e masterclass e promove iniciativas sociais e ambientais.  

Um artista ainda é evidenciado a cada ano na ilustração que representa a edição, que também funciona como uma vitrine da produção artística do meio. Wesley Rodrigues assina a identidade visual de 2018, artista goiano, animador e ilustrador com um trabalho bastante relevante para o segmento. Acesse o pôster com a arte de Wesley> http://bit.ly/ArtePosterAnimage2018

O Animage é idealizado e realizado pela  Rec-Beat Produções.

Tati Pugliesi

Nenhum comentário:

Postar um comentário