domingo, 24 de junho de 2018

Samba de Coco, forró e samba de latada fizeram a festa do Polo Raízes do Coco


Se existe um polo no São João de Arcoverde que cuja programação de 2018 merece um voto de aplauso é o Polo Raízes do Coco.
O espaço localizado no Cruzeiro, atrai dezenas de pessoas que vão em busca da batida do ritmo que dá nome ao polo. Na noite de sábado, o público pôde contar com o samba de coco de Arcoverde em dobro. Subiram ao palco o Samba de Coco Raízes de Arcoverde , o Samba de Coco Trupé de Arcoverde e ainda por cima, o Samba de Latada trazido por Josildo Sá, misturado a arrasta pés. Para o público uma mistura perfeita.


O Coco Ráizes de Arcoverde enlouqueceu o público que lotava o polo. Com um repertório repleto de sucessos como " A Caravana não Morreu", " Andrelina", " Seu Maia" e " Abelha Aripuá". 
Em seguida foi a vez do Mestre Ciço Gomes subir ao palco com o Trupé de Arcoverde levando ao palco clássicos do grupo como " A vida tava tão boa", " Galinha Zabelê", "Coqueiro Novo" e " Vamos pra lá vamos pra cá" do primeiro disco do grupo.


Quem encerrou a noite de apresentações no palco foi o cantor e compositor Josildo Sá que trouxe o show " Sons da Latada" que está no DVD em comemoração aos seus 20 anos de carreira. Nascido em Floresta e criado em Tacaratu, no Sertão pernambucano, o artista fez um passeio através das suas influências musicais do samba de coco, forró, xote, samba de latada e arrasta pés. O público conferiu de perto a formação da banda de Josildo que ele chama carinhosamente de Big Band de Latada que recebeu o reforço de metais dando uma pegada mais jazzística ao samba de latada aproximando-a do samba de gafieira. O resultado foi aprovado pelo público.

Amannda Oliveira

Nenhum comentário:

Postar um comentário