sábado, 30 de junho de 2018

Cultura Popular, música pop e circo encantaram o público do Polo das Artes na penúltima noite do São João de Arcoverde


O Polo das Artes que no São João de Arcoverde teve uma mudança de local , formato e estrutura e  ganhou com isso. Instalado este ano ao lado do Centro Comercial de Arcoverde, o espaço que funcionou embaixo de lonas de circo, teve uma série de ações agregadas ao seu espaço.
Pleo primeiro ano, o polo teve ações para crianças através de jogos e brincadeiras, apresentações circenses e manteve as já tradicionais apresentações musicais e de cultura popular.


Nesta sexta-feira, 29 de julho, passaram pelo palco o Boi Diamante, que fez a alegria do público com a história de Mateus e Catirina. Em seguida, foi a vez, da Cia Brincantes de Circo que voltou a Arcoverde depois de 04 anos, quando participou do Festival Pernambuco Nação Cultural. O palhaço Tapioca fez o maior sucesso com crianças e adultos, interagindo muito com a platéia.


A terceira atração da noite foi o Samba de Coco Trupé de Arcoverde que trouxe ao palco o show do disco Vamos pra lá, vamos pra cá. O coco comandado por Ciço Gomes terminou o show fazendo um cortejo com o público pela Praça Virgínia Guerra.


Quem encerrou com chave de ouro a noite, foi o cantor garanhuense Romero Ferro que trouxe ao palco, o repertório do disco " Arsênico". Ferro transita pelo universo pop contemporâneo com ecos da estética musical e visual da década de 1980, misturando sonoridades e se mostrando cada vez mais maduro no palco. 

Amanhã o polo recebe nomes como Seu Luiz Paixão e Em Canto e Poesia.

Amannda Oliveira


Um comentário: