terça-feira, 24 de abril de 2018

Campanha Nacional de Vacinação contra Influenza vai até 1º de junho em Arcoverde



Secretaria de Saúde da Prefeitura de Arcoverde começou desde segunda-feira (23), a 20ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza (H1N1). A Campanha será realizada até 1º de junho e o dia D é 12 de maio. Este ano, Arcoverde pretende vacinar um público alvo de 19.570 pessoas. Quem faz parte do público prioritário, deve se dirigir à unidade de saúde mais próxima de sua residência.

A prefeita Madalena Britto alerta para a necessidade da prevenção contra a gripe. De acordo com o Ministério da Saúde, a vacina é segura e reduz complicações da doença, internações e até mesmo óbitos. Ela protege contra os três subtipos do vírus da gripe que mais circulam no hemisfério sul: A/H1N1, A/H3N2 e a Influenza Tipo B.

Podem se vacinar crianças de seis meses a menores de cinco anos (até quatro anos, 11 meses e 29 dias); gestantes em qualquer idade gestacional; puérperas (até 45 dias após o parto); todos os trabalhadores de saúde dos serviços públicos e privados, nos diferentes níveis de complexidade; pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais (comorbidades); indivíduos com 60 anos ou mais de idade; professores da rede Pública e Privada; população privada de liberdade e os funcionários do sistema prisional.

O objetivo maior da campanha é a redução do número de hospitalização por casos da gripe H1N1, bem como diminuir a mortalidade. A vacinação contra influenza mostra-se como uma das medidas mais efetivas para a prevenção da influenza grave e de suas complicações. As vacinas utilizadas nas campanhas nacionais são trivalentes, seguras e sua composição é determinada pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

Contudo algumas condições pessoais devem ser observadas, indivíduos com histórico de reação anafilática prévia em doses anteriores, bem como a qualquer componente da vacina e pessoas com alergia grave comprovada relacionada a ovo de galinha e seus derivados têm contraindicação para a vacina. Além disso, doadores de sangue devem esperar 48 horas após a vacinação para fazer uma doação. 

ASCOM

Nenhum comentário:

Postar um comentário