Blog Falando Francamente com Amannda Oliveira - Arcoverde se vê por aqui , Musical Roque Santeiro estreia em São Paulo dia 27 de janeiro , Teatro , Televisão , Zeca Baleiro ,

Musical Roque Santeiro estreia em São Paulo dia 27 de janeiro

janeiro 06, 2017 Amannda Oliveira - Falando Francamente 0 Comments


Se você já tinha uma certa idade em 1985, vai se lembrar de Roque Santeiro, uma novela exibida na Rede Globo com texto de Dias Gomes e que tinha no elenco nomes como Regina Duarte, que vivia a viúva Porcina, Lima Duarte que fazia o papel do Sinhozinho Malta e José Wilker, como Roque. 
A novela que foi um sucesso absoluto de audiência, virou musical que estréia no dia 27 de janeiro no Teatro Faap, em São Paulo. 
A história mostra a cidade fictícia de Asa Branca, que vive do mito de Roque Santeiro, que teria morrido como mártir para defender a cidade e foi transformado em herói , lenda que movimenta a economia do município.

O elenco conta com treze atores; Jarbas Homem de Mello vive o personagem Chico Malta, enquanto Livia Camargo interpreta a Viúva Porcina. Já Flávio Tolezani é Roque Santeiro. Mel Lisboa dá vida a Mocinha — na novela papel de Lucinha Lins —, filha de Dona Pombinha, papel de Nábia Vilella. Já Dagoberto Feliz é o Prefeito Abelha, à frente da política de Asa Branca, a cidade fictícia onde se passa a obra.
Edson Montenegro é Padre Hipólito, que na TV foi interpretado por Paulo Gracindo. Já Matilde, dona do bordel da cidade, que no folhetim foi vivida por Yoná Magalhães, é interpretada por Luciana Carnieli, e as prostitutas Rosali e Ninon, que lançaram ao estrelato televisivo Ísis de Oliveira e Claudia Raia, serão vividas por Yael Pecarovich e Giselle Lima.
O elenco ainda traz Marco França como Toninho Jiló, Samuel de Assis, como Zé das Medalhas, e Cristiano Tomiossi, como o General

Quem assina a trilha sonora do musical que traz elementos de tango, baião, valsa e bolero é o cantor e compositor Zeca Baleiro, que compôs novas canções para o espetáculo, além de utilizar algumas letras deixadas por Dias Gomes.
Amannda Oliveira

0 comentários: