sexta-feira, 20 de março de 2015

Socioeducandos aprendem a fazer móveis

Fotos: Ray Evllyn/Funase

Seis adolescentes e jovens que cumprem medida socioeducativa no Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) do município de Arcoverde, no Sertão, concluem nesta quarta-feira (18) o curso básico de marcenaria. As aulas fazem parte de uma parceria entre a Funase, o Senai, a Fundação Terra e a Associação Comercial da cidade.

O curso é ministrado, também, para funcionários da fundação e pessoas selecionadas na própria comunidade, e foi dividido em oito aulas teóricas e 12 práticas. No primeiro momento, na sala de aula cedida pela Fundação Terra, os alunos estudaram Matemática Básica, Metrologia, Leitura de Escala e Interpretação e Leitura de Desenhos.

A segunda etapa, ocorrida na marcenaria da Fundação Terra, contempla aulas práticas com matérias como Corte, Ajuste, Fitamento e Furação de Madeira, além de Manuseio de Máquina e Acabamento. O curso básico de marcenaria tem um total de 80 horas/aula e foi ministrado para um total de 24 pessoas.

O concluírem o curso, os jovens estarão aptos a atuarem no mercado de trabalho como auxiliares de marceneiros profissionais. As aulas foram ministradas pelo instrutor Evandro Fischer, do Senai, ao Senai/Conecta, programa que leva cursos para onde o Senai não tem unidade fixa.

Nas aulas ministradas durante 20 dias, sempre com quatro horas diárias, foram ensinadas técnicas que levaram aos jovens o conhecimento e a praticidade de confeccionar móveis de apoio para escritório.

ASCOM

Nenhum comentário:

Postar um comentário