quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Escolas do campo serão beneficiadas “Projovem Campo – Saberes da Terra”

O programa “Projovem Campo – Saberes da Terra”, do Governo Federal, será implantando em escolas da Rede Municipal de Ensino de Garanhuns, situadas nos distritos de Iratama, Miracica e São Pedro. Oferecendo ensino e qualificação profissional e social voltada para o meio rural, o programa visa ofertar o acesso, a elevação da escolaridade e a qualidade da educação aos jovens agricultores familiares, entre 18 e 29 anos de idade, que não concluíram o ensino fundamental.

Os jovens beneficiados irão receber uma qualificação respeitando as características culturais e necessidades da população do campo. O curso, que intercala tempo-escola e tempo-comunidade, será concluído em dois anos e os estudantes contemplados receberão uma bolsa de R$100 reais a cada dois meses, mediante comprovação da frequência escolar. Saber ler e escrever é um dos critérios necessários para que o jovem agricultor participe da iniciativa.

Em Garanhuns, as turmas serão implantadas nos distritos de São Pedro, Iratama e Miracica, conforme demanda verificada. Em São Pedro, serão contempladas as escolas Maria Aurineide Martins Acioly (sítio Riacho Fundo) e José Ferreira Sobrinho (distrito). Em Miracica, turmas também serão implantadas na Escola Salomão Rodrigues Vilela (distrito) e na Escola Antônio Alves (sítio Mochila). Já em Iratama, o programa vai chegar à Escola Julião Capitó. Os alunos receberão, além da bolsa, o transporte e alimentação escolar.

Histórico - Em 2007, a ação que se chamava “Saberes da Terra” passou a integrar o Programa Nacional de Inclusão de Jovens (Projovem), que tem em sua gestão a Secretaria Nacional de Juventude. O Projovem possui outras três modalidades: Adolescente, Trabalhador e Urbano. O formato do programa é de responsabilidade de cada estado, de acordo com as características da atividade agrícola local.

 Samara Pontes

Nenhum comentário:

Postar um comentário