terça-feira, 23 de setembro de 2014

Prefeito do Recife decreta luto de três dias no Recife em decorrência da morte de Abelardo da Hora

O prefeito Geraldo Julio decretou luto oficial de três dias no Recife em decorrência do falecimento do artista plástico Abelardo da Hora. Geraldo Julio lamentou a morte do escultor e destacou a importância de Abelardo da Hora, a quem classificou como mestre, para o cenário cultural.
“Abelardo se dizia um homem de coração recifense. Mas tinha o coração universal dos grandes mestres. Dos que vivem para encantar e fazer pensar. Eternamente inspirado na arte de inspirar, assim nos ensinou tanto. Inclusive a lutar. Abelardo atuou na gestão pública, enfrentou a ditadura, criou o Movimento de Cultura Popular. Por isso sua obra vai muito além da contemplação. É trabalho de raiz guerreira e inteira, tradução de sentimentos e necessidades. Coragem, senso de liberdade e generosidade fizeram de Abelardo um artista do povo, pelo povo, para todos”, ressaltou o prefeito.
Em janeiro deste ano, a Prefeitura do Recife homenageou Abelardo da Hora ao realizar o projeto Olha! Recife – passeio de sensibilização turística que ocorre todo fim de semana – voltado para as obras do escultor. De ônibus, o público passou pelo ateliê dele, na Boa Vista, e em criações de sua autoria, como “O Sertanejo”, na Praça Euclides da Cunha, no bairro da Benfica; “Vauthier” e “Monumento aos Heróis de 1817”, na Praça da República, no bairro de Santo Antônio; “Enéas Freire e o Galo da Madrugada” e “Monumento à Restauração Pernambucana”, localizados na Praça Sérgio Loreto, no bairro de São José; “Monumento a Zumbi dos Palmares”, na Praça do Carmo, no Centro, entre outros.
PCR

Nenhum comentário:

Postar um comentário