Foto: Paulo Maciel

Laura Gomes, secretária estadual de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos (SEDSDH), e Marcelino Granja, secretário estadual de Ciência e Tecnologia (SECTEC) anunciaram na seda da SEDSDH, o Projeto Nambiquara (termo indígena que significa orelha grande) “Audição Digital”, destinados as pessoas com deficiência auditiva. O Nambiquara que está em fase experimental, tem por objetivo disponibilizar para esse público específico, aparelhos de telefonia móvel e/ou de uso de software tradutor de voz.

São 621 aparelhos celulares adquiridos com capacidade de executar o sistema desenvolvido e testá-lo, para transformá-lo em um produto comercial acessível a todos as pessoas que possuem deficiência auditiva. A princípio, serão selecionados 621 pessoas com deficiência auditiva, que receberão aparelho e software tradutor de voz, e até 2.379 usuários que já possuam aparelhos compatíveis com o sistema desenvolvido (sistema operacional Android 2.2, ou superior). Neste caso, receberão apenas o software tradutor de voz. A aquisição dos equipamentos deve-se a uma emenda parlamentar do ex-deputado estadual Luciano Siqueira (PCdoB), atual vice-prefeito do Recife.

Para Laura Gomes este é mais um avanço que o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Ciência e Tecnologia, vem realizando em prol da pessoa com deficiência. “Os direitos humanos sempre estão presentes no que desenvolvemos. Essa parceria das duas secretarias (SEDSDH e SECTEC), está sendo positiva. Apesar do projeto estar em fase experimental, temos a certeza que, num futuro breve, todas as pessoas que necessitem do serviço poderão contar com ele em qualquer loja comercial”, destacou.

Já Marcelino Granja falou sobre a comercialização do equipamento nas lojas. “Este é um projeto piloto. Estamos trabalhando para que seja um aparelho acessível para todos os surdos. Esse projeto irá facilitar a comunicação das pessoas que tem deficiência auditiva”, ressaltou.

O edital do programa está disponível nos sites da SEDSDH (www.sedsdh.pe.gov.br) e da SECTEC (www.sectec.pe.gov.br), onde detalha os documentos necessários para a inscrição que deverá ser realizada na sede da Superintendência Estadual da Pessoa com Deficiência (SEAD), localizada na R. João Ivo da Silva, 342, Madalena – Recife/PE.

Colaboração: Vinícius Gomes