quinta-feira, 18 de abril de 2013

Circo, música e poesia invadem Palco do Coreto em Arcoverde


A primeira noite do Palco do Coreto na Praça da Bandeira foi um grande misto de circo, música, poesia e chuva.
A festa começou às 17h , comandada pela Cia. Garret Circus com o espetáculo "Circo-lando arte”. A produção mescla técnicas milenares de circo com uma linguagem contemporânea, ilustrativa e cômica. 

Em seguida a chuva começou a cair no Coreto e o cantor Helton Moura e o Cambaio subiram ao palco com o show Maquete Sonora.

O show de Helton trouxe ao palco se destaca pela mistura ritmos como o rock cosmopolita, a poesia de Florbela Espanca e Álvares de Azevêdo cantados com um sotaque sertanejo.
O nome da banda foi tirado da Serra do Cambaio, citado no livro Os Sertões, de Euclides da Cunha. Lugar onde aconteciam as batalhas e os soldados se atocaiavam para vencer outros exércitos.


A terceira atração da noite foi a Banda Em Canto e Poesia de São José do Egito, formada pelos irmãos Greg, Antonio, Miguel Marinho e Junior Telles. A banda que carrega no DNA a poesia, empolgou o público que cantou junto todas as músicas e declamou as poesias contidas no primeiro álbum da banda.

Um dos trechinhos do show que o público conferiu foi:

“Trago o  poema e o canto
de uma herança carregados
Lições de antepassados
que as levo pra todo canto
Voz que traduz o encanto
De quando a imagem se cria
 Passo a ver o que não via
Reinvento essa memória
 Trago a força dessa historia
Em canto e poesia”

Greg e Antonio Marinho

Quem encerrou as apresentações no Coreto foi o grupo Coração de Poeta. Amanhã à partir das 17h tem mais:

- [Circo] Ismo | Trupe Etnia 
- Jaraguá Mulungu
- Roda 4
- Leno Simpatia
- Nego de Adélia

Amannda Oliveira

Nenhum comentário:

Postar um comentário