terça-feira, 30 de outubro de 2012

Fundarpe divulga relação de habilitados para o "VIII Concurso Público do Registro do Patrimônio Vivo de Pernambuco" e dona Severina Lopes está entre eles

A Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco - Fundarpe, divulgou nesta terça-feira (30), a relação dos habilitados para o VIII Concurso Público do Registro do Patrimônio Vivo de Pernambuco. entre os nomes anunciados está o de Dona Severina Lopes do Coco das Irmãs Lopes de Arcoverde.

Finalizado no dia 25/10, o VIII Concurso Público do Registro do Patrimônio Vivo de Pernambuco teve 68 projetos inscritos, propostos por pessoas físicas e grupos culturais de todas as regiões do estado. Desse total, 62 estão habilitados para a próxima fase, que consiste na análise técnica das propostas por uma comissão especial composta por membros de notório saber na área da cultura popular.

Após a análise, os projetos serão encaminhados ao Conselho Estadual de Cultura, responsável pela deliberação das bolsas de incentivo financeiro (no valor mensal de        R$ 968,05 para pessoa física e R$ 1.936,10 para pessoa jurídica). Ao todo, serão contemplados este ano três novos Patrimônios Vivos de Pernambuco. O resultado final será divulgado até dezembro.

O maior número de inscritos foi da Região Metropolitana do Recife, repetindo a tendência que se confirma a cada ano, desde o lançamento do concurso. Dos habilitados, a maior parte foi de agremiações (ao todo 18), seguidas por sete mestres, sete artesãos, seis músicos, cinco poetas repentistas, quatro bandas filarmônicas, três da área de teatro, três da área de literatura e leitura, dois da área de dança, duas quadrilhas juninas, duas pesquisas e uma proposta relacionada ao universo circense.

Confiram a relação dos 62 candidatos habilitados:


  1. Ailton Ferreira de Brito
  2. Alexandre Pereira da Silva
  3. Amélia Oliveira da Silva
  4. Aniceto Pereira de Lima
  5. Antonio José da Silva
  6. Arlindo Ramos Pereira
  7. Associação Caboclinho União Sete Flexas
  8. Associação Musical Euterpina de Timbaúba
  9. B.C.M. Flor da Lira
  10. Bloco Caravana Andaluza do Engenho Abreus
  11. Bloco Carnavalesco Amantes das Flores
  12. Bloco Carnavalesco e Cultural Caiporas de Pesqueira
  13. Caboclos Cahetés de Goiana
  14. Carlos Alberto da Silva
  15. Cavalo Marinho Estrela de Ouro
  16. Clube Carnavalesco Misto Lenhadores
  17. Clube Carnavalesco Misto Reisado Imperial
  18. Clube Carnavalesco Mixto Elefante de Olinda
  19. Clube Carnavalesco Mixto Seu Malaquias
  20. Corpo Musical da Polícia Militar
  21. Cristiane Pereira Guimarães
  22. Diana Rodrigues Lopes
  23. Filarmônica 28 de Junho
  24. Francisco Bezerra de Lima
  25. Heleno Joaquim da Silva
  26. Horácio Lourenço da Silva
  27. Humberto Ferreira Mendonça
  28. João Alfredo Marques dos Santos
  29. João Ferreira Mulatinho
  30. João Francisco de Almeida
  31. João Locádio da Silva
  32. João Manoel dos Santos
  33. Joci Batista de Oliveira
  34. José Edvaldo Batista
  35. José Rodrigues da Silva
  36. José Severino do Carmo
  37. Josenildo Cavalcanti de Albuquerque
  38. Lindivaldo Oliveira Leite
  39. Manoel Cordeiro de Sá Filho
  40. Maracatu Carnavalesco Almirante do Forte
  41. Maracatu de Baque Solto Leão da Fortaleza de Goiana
  42. Maracatu Estrela de Tracunhaém
  43. Maracatu Nação Estrela Brilhante do Recife
  44. Marcelo Alves Soares
  45. Maria Cristina de Andrade
  46. Maria Izaura da Silva
  47. Marinalva Josefa Soares
  48. Mário José da Silva
  49. Maureliano Ribeiro da Silva
  50. Nilson Tavares
  51. Odete Cavalcanti Maciel
  52. Quadrilha Junina Rosa Linda, Linda Rosa
  53. Sebastião Alves Cordeiro Filho
  54. Severina Lopes da Silva
  55. Severino Costa da Silva
  56. Sociedade Maracatu Cambinda Brasileira
  57. Sociedade Musical 15 de Agosto
  58. Troça Carnavalesca Mista Cariri Olindense
  59. Troça Carnavalesca Mista Paratibe em Folia Bacalhau na Vara
  60. União Brasileira de Escritores
  61. Wilson Ribeiro da Silva
  62. Zenaide Bezerra Oliveira
Patrimônios vivosAtualmente, Pernambuco conta com 27 patrimônios vivos em atividade. São eles: o cineasta Fernando Spencer, a cirandeira Lia de Itamaracá, a circense Índia Morena, o sanfoneiro Camarão, os ceramistas Mestre Nuca e Zé do Carmo, os xilógrafos Dila, José da Costa Leite e J. Borges, a coquista Selma do Coco, o maestro Duda, o sambista Didi e os artesãos Zezinho de Tracunhaém e Manuel Eudócio. Também são patrimônios vivos os seguintes grupos culturais: a Banda Curica, de Goiana – mais antiga do Brasil; o Teatro Experimental de Arte (TEA), de Caruaru; a Confraria do Rosário, fundada por escravos; o Clube de Alegorias e Crítica Homem da Meia Noite, de Olinda; o Maracatu Leão Coroado e o Caboclinho Sete Flexas, do Recife; e a Sociedade Musical Euterpina Juvenil Nazarena – Capa Bode, de Nazaré da Mata.

No ano passado, foram selecionados Maria Amélia da Silva, Tomaz Aquino Leão e o Maracatu Estrela de Ouro de Aliança. Mestre Salustiano, Ana das Carrancas e Canhoto da Paraíba – que também foram contemplados – faleceram em 2008, e por isso as bolsas foi transferidas para outros nomes.

Instituída em 2002, a Lei de Patrimônio Vivo tem como grande trunfo reconhecer, ainda em vida, o trabalho dos mestres e grupos culturais da terra com importante papel na construção de um patrimônio cultural. Além disso, os registrados na lei assumem a missão de transmitir os seus saberes e fazeres a aprendizes em eventos ou em programas de ensino e aprendizagem promovidos pela Fundarpe. O objetivo é manter e preservar as expressões da cultura popular e tradicional de Pernambuco.


Informações: fundarpe

Nenhum comentário:

Postar um comentário