segunda-feira, 21 de maio de 2012

Rachel Sheherazade comenta sobre discriminação contra nordestinos e dá um show que merecer ser divulgado por nós nordestinos.

A jornalista do SBT  Rachel Shehezade comentou sobre o posicionamento do Ministério Público a respeito da pena dada a estudante de direito Mayara Penteado Petruso que após esculhambar os nordestinos nas redes sociais não vai ser presa.
A estudante pegou pena de um ano, cinco meses e 15 dias foi convertida em prestação de serviços comunitários e pagamento de multa de R$ 500,00.

Em 2010, quando Dilma Rousseff venceu o segundo turno das eleições, a estudante publicou no Twitter a frase: "Nordestino não é gente. Faça um favor a SP: mate um nordestino afogado!". A estudante disse que está envergonhada e arrependida. O Ministério Público acha que a pena é insuficiente e vai recorrer da decisão.



A jornalista comentou a respeito da atitude da estudante:


BEM FEITO! 
Preconceito é coisa de ignorantes. Gente sem acesso à cultura, à educação... Não é o caso da jovem paulista. Ou é?
Mayara, certamente, não conhece o Nordeste, sua cultura, sua história... Também não conhece os nordestinos: nem os anônimos, nem os notáveis.
Certamente, ela não leu Ariano Suassuna, Jorge Amado... não reverenciou o Mestre Lua, jamais ouviu Herbert Viana ou os Chico Cesar e Science.
Mayara não sabe quantos nordestinos presidiram este país, e desconhece que a maior capital do país, onde ela vive, foi, também, construída pelo povo que ela tanto detesta.
Rancorosa, alienada e ignorante, Mayara, coitada, é digna de pena.

A estudante é digna de pena e a jornalista de aplausos.

Amannda Oliveira

Nenhum comentário:

Postar um comentário