terça-feira, 22 de maio de 2012

Lançamento do livreto: “A história de um fantástico encontro num lugar a vir a ser Brasil” .


O artista Lula Marcondes, da O Norte Oficina de Criação, lança no dia 23 de maio (quarta-feira), às 17h, no Centro Acadêmico do Agreste (CAA/ UFPE), em Caruaru, o livreto A história de um fantástico encontro num lugar a vir a ser Brasil. Com consultoria antropológica de Caroline Leal, a publicação é um instrumento educacional que traça, de forma simples, didática e atrativa, um panorama sobre nossos vínculos culturais com as matrizes ancestrais de povos africanos e indígenas durante o processo histórico de formação do povo brasileiro.

O lançamento conta com uma roda de diálogo sobre educação indígena e quilombola e, por fim, com apresentação de Adiel Luna e o Coco Camará. O projeto foi financiado pelo Fundo Pernambucano de Incentivo à Cultura (Funcultura) e tem tiragem de 5 mil exemplares, distribuídos, no primeiro momento, em escolas indígenas e quilombolas de Pernambuco, e em algumas escolas indígenas de Alagoas e Paraíba, além de bibliotecas públicas e espaços comunitários de leitura.
Além de servir como elemento de incentivo à leitura, o livreto vem dar suporte à aplicação das leis federais número 10.639/2003 e 11.465/2008 que exigem inserção e discussão sobre as culturas africana e indígena no currículo escolar. É uma lei que, em sua aplicação prática, ainda necessita de ações mais amplas de produção e publicação de material didático com conteúdo específico que qualifique a prática pedagógica dos professores dentro dessa temática étnica.
Foto: Divulgação
O conteúdo do livreto, com texto de fácil assimilação e ilustrações do próprio Lula Marcondes, pode ser aproveitado na grade curricular em disciplinas como história, educação artística, entre outras. Ainda reforça a conexão entre povos indígenas e quilombolas em Pernambuco. Esse intercâmbio, não muito constante, acontece em interessantes ocasiões como na convivência interétnica do Povo Indígena Atikum com o quilombo de Conceição das Crioulas, em Salgueiro, que têm uma relação histórica de parentesco e uso compartilhado do território que ocupam tradicionalmente.
A distribuição dos livretos está a cargo da COPIPE (Conselho dos Professores Indígenas de Pernambuco) e, no caso das comunidades quilombolas, a distribuição será feita pela Secretaria Estadual de Educação / Educação no Campo, que é o setor responsável pela educação quilombola. Essas duas entidades têm pleno conhecimento das áreas mais carentes por material didático dentro dos territórios indígenas e quilombolas.
Proximidade - Desde 2003, os membros da O Norte Oficina de Criação trabalham em parceria com alguns povos indígenas de Pernambuco, como Pankararus-Entre-Serras, Pipipã e principalmente, os Xukurus, dando consultoria em arquitetura sustentável, projetos culturais em vídeo e produção de CD.
O livreto A história de um fantástico encontro num lugar a vir a ser Brasil está disponível em versão online (flip)pelo http://issuu.com/onorterecife/docs/um_fantastico_encontro.
Informações: O Norte Oficina de Criação

Nenhum comentário:

Postar um comentário