quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Aeroporto, lugar de história!

Você já foi a um aeroporto? Ontem a tarde, eu passei três horas vagando pelo Aeroporto dos Guararapes em Recife e de forma intencional. Acreditem! 
As vezes é bom ficar sentado a observar o que acontece nos lugares. Se observasse-mos as coisas que nos cercam , provavelmente aprenderíamos muito.

O aeroporto é um lugar onde alguns sonhos começam, outros se encontram  e alguns se separam. Em três horas eu pude ver uma netinha aos prantos querendo ir embora com o avô, um casal de noivos se despedindo por que ele tinha que ir aos Estados unidos trabalhar, uma misse que representou o Brasil na América Latina fotografando para um fã, um cantor que inundava o ambiente cantando MPB e parando as vezes pra vender um cd, pessoas que estavam tão cansadas que dormiram, casais de idade andando de mãos dadas e zelando um pelo outro como se tivessem casado ontem, sonhadores que viajavam em busca de mudar de vida.

O aeroporto é um lugar de histórias. Histórias que muitas vezes vão mudar drasticamente após aquela viagem de avião, de reencontro quando após uma longa separação , as pessoas se encontram e muitas vezes com lágrimas nos olhos e podem abraçar o outro e falar sobre a saudade que os separou e do que aconteceu na ausência do outro.

No meio de tudo isso, conheci duas senhoras que residem em Cuiabá , mas que tiveram que vir ao Recife tirar um visto americano e que contavam o questionário sem fim que haviam recebido.

O aeroporto também é lugar de trabalho. Muita gente trabalha nos seus notebooks ou tablets a espera do seu voo.

Passei aproximadamente seis horas e meia entre um voo e outro para chegar a Foz do Iguaçu por volta das 2 horas da quinta-feira.

Vocês estão comigo há três anos e por mais que pareça bobo eu não poderia deixar de dividir com vocês um pouco desta viagem e das experiências vividas por aqui.

Amannda Oliveira

Nenhum comentário:

Postar um comentário