sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Eduardo e Dilma vão iniciar construção de barragens para prevenir cheias na Mata Sul


Foto: Humberto Pradera

Eduardo Campos e Dilma Rousseff fecharam hoje (26/08) a agenda da visita administrativa da presidenta a Pernambuco na próxima terça-feira (30). Governador e presidenta vão dar início a obras que vão proteger a população da Mata Sul pernambucana de enchentes como as que causaram devastação nos últimos dois anos. 
A presidenta deve chegar ao estado por volta das 10h. Seu primeiro compromisso será em Cupira, cidade do Agreste pernambucano a 168 km do Recife. Eduardo e Dilma vão dar a Ordem de Serviço para a construção de duas barragens e assinam o convênio do Programa de Financiamento de Contrapartida das Obras do PAC (CPAC I).
 As barragens de Panelas II e Gatos fazem parte do Plano de Contenção de Enchentes do Governo do Estado e serão as primeiras a sair do papel. Juntas, vão custar R$ 65 milhões, dos quais R$ 50 milhões serão bancados pela União e o restante pelo Estado. Os convênios entre Estado e União para a construção dos dois reservatórios foram assinados em maio deste ano.
Já o Programa de Financiamento de Contrapartida das Obras do PAC será financiado pela Caixa Econômica Federal e prevê investimentos de R$ 300 milhões na construção de 15.622 unidades habitacionais espalhadas em 23 municípios do Agreste e da Zona da Mata pernambucana. O valor prevê gastos com obras de terraplenagem, acesso e infraestrutura dos condomínios, voltados para moradores atingidos pelas chuvas dos últimos anos.
 Serão construídos 39 conjuntos habitacionais nos municípios de Agrestina, Água Preta, Altinho, Barra de Guabiraba, Barreiros, Belém de Maria, Bezerros Caetés, Catende, Correntes, Escada, Gameleira, Jaqueira, Joaquim Nabuco, Jurema, Maraial, Nazaré da Mata, Palmares, Primavera, São Benedito do Sul, Sirinhaém, Vicência e Xexéu.

Fonte: Governo do Estado

Nenhum comentário:

Postar um comentário