quarta-feira, 20 de julho de 2011

Galeria Galpão das Artes no Festival de Inverno



Um espaço voltado as artes visuais. É assim que se define a Casa Galeria Galpão localizada na Avenida Rui Barbosa.O espaço envolve a participação de 17 artistas e cinco coletivos em amostras e performance com intervenções urbanas recebeu projetos aprovados pelo Funcultura e é uma parceria do Espaço Muda e da Fundarpe.


Nos espaços o público é chamado atenção para olhar de forma diferente para as obras e interagir com elas através de sons ou imagens. 


Confiram alguns desses espaços aqui:




Nas fotos a cima a amostra de Marcelo Lyra que me utilizam fotografias e vídeos.




Outro espaço muito interessante a mostra intitulada "O Sonhador" de Iezu Kaezu que traz uma série de fotografias em meio a balões.



O artista argentino Federico Lamas trouxe para a galeria a exposição " Vão pro inferno" que revela o que está reprimido o encoberto nas pessoas. Com a ajuda de fotogramas pendurados no teto o visitante oide visualizar o que está oculto nas imagens.




Em "Funghi" de Ricardo Moura, fotografias que sofreram intervenções de fungos por terem sido esquecias em um filme. É impressionante o efeito das ramificações dos fungos que apareceram depois de serem reveladas.



Projeto MonoFotografia. Traz a amostra de imagens e sons através de fones de ouvido pendurados no teto , ambos realizados no Vale do Catimbau em Buíque e em Conceição das Crioulas em Salgueiro. No espaço da exposição misturam-se fotografia com a fonografia despertando nas pessoas a percepção do som localizando-o nas mais diversas imagens.

Amannda Oliveira 

Nenhum comentário:

Postar um comentário