segunda-feira, 30 de maio de 2011

Senado abre exposição que tenta "esconder" da história o impeachment do Color


A exposição de painéis com fatos históricos no chamado "túnel do tempo" do Senado (Foto: Celso Júnior / Agência Estado)
Foto: Celso Júnior / Agência Estado

O Senado inaugurou nesta segunda-feira (30), os painéis da nova galeria do  chamado "Túnel do Tempo" da casa e pra vergonha nacional , os fatos referentes ao impeachment do ex-presidente e atual senador Fernando Collor de Melo (PTB-AL) , foram retirados da exposição. 
Ao ser questionado a respeito do ocorrido, o Presidente da casa José Sarney (PMDB-AP),   disse que o impeachment do Collor “Não posso censurar os historiadores que foram encarregados de fazer a história. Agora, acho que talvez esse episódio seja apenas um acidente que não deveria ter acontecido na história do Brasil. Mas não é tão marcante como foram os fatos que aqui estão contados, que foram os que construíram a história, não os que de certo modo não deveriam ter acontecido”.
“Túnel do tempo” é como ficou conhecido o amplo corredor que passa sob o Eixo Monumental, em Brasília, onde estão as salas das comissões permanentes e gabinetes dos parlamentares. O espaço integra o roteiro da visita guiada ao Congresso Nacional e abriga textos e imagens de momentos importantes da história do Brasil e do Senado.
O painel retirado da galeria tinha fotos panorâmicas de manifestantes nas ruas pedindo o impeachment do ex-presidente Collor. O painel relatava que, em 29 de dezembro de 1992, o Senado aprovou por 76 votos a cinco a perda do cargo por Collor e de seus direitos políticos até 2000. Collor renunciou ao mandato antes do início do julgamento, mas a sessão teve continuidade.
No final da tarde, a  assessoria do Senado divulgou a seguinte nota:
"Os fatos históricos da mais antiga Casa legislativa do país são narrados em dezesseis painéis, com textos e imagens, seguindo a linha cronológica da história do Brasil desde 1822. A partir da Constituição de 1988, a opção dos historiadores foi destacar os fatos marcantes da atividade legislativa. O foco da exposição é mostrar a produção legislativa do Congresso Nacional . A discussão e aprovação das leis é a essência do que faz o parlamento como poder republicano."
Fonte: G1.
Comentário da Blogueira:
Episódio que foi um acidente e que não deveria ter acontecido? Querem apagar os fatos históricos das paredes para apagá-lo da memória dos brasileiros?
É uma falta de vergonha! O impeachmente deveria ter acontecido sim. Roubou e foi colocado pra fora. Deveria ter sido preso! Se eles tentam esconder aqui no Falando Francamente nós mostramos.
Queremos uma política de vergonha na cara. E não é escondendo da nova geração a história que vai se apagar os fatos que o levaram ao impeachman. Agora, vale salientar, que NÓS BRASILEIROS NÃO TEMOS VERGONHA NA CARA , UMA VEZ QUE COLLOR FOI ELEITO SENADOR nas últimas eleições.
E José Sarney, mostrou mais uma vez a que veio. Ou melhor, pra quem.
Amannda Oliveira



Nenhum comentário:

Postar um comentário