quarta-feira, 7 de julho de 2010

20 anos sem a ideologia de Cazuza

Ele ficou famoso por letras fantásticas, por ter dado alma ao Barão Vermelho na década de 80, pela inteligência incontestável, pela alegria sem limites, por ser boêmio , mas também, pelo comportamento incontrolável , polêmico ou simplesmente pelas agressões a quem quer que fosse devido ao uso de drogas. Sim, Cazuza ficou conhecido pelos inúmeros escândalos regados a bebidas e maconha e cocaína. Sem esquecer a promiscuidade que o levou ao HIV.
Buscando liberdade pra criar Cazuza deixa o Barão Vermelho em 1985. Sucessos como "Ideologia", "Codinome Beija-Flor" e "Exagerado" vieram com a ruptura. E lançou em torno de 5 discos solos até a data de sua morte.

A descoberta da AIDS se dá em 1987, mas só revela seu estado ao público 2 anos depois. Tentou diversos tratamentos dentro e fora do país, mas sem resultados significativos.

Em 7 de julho de 1990 sofreu de um choque séptico causado pela AIDS e faleceu.
Em sua homenagem, sua mãe criou a Sociedade Viva Cazuza que completa também 20 anos hoje e que atua fornecendo medicamentos, exames e assistência a pessoas portadoras do vírus HIV.

Amannda Oliveira

Nenhum comentário:

Postar um comentário