Toda pessoa que perde algum ente querido sabe o que é esperar para ver os assassinos no lugar que lhes é de direito : A CADEIA.

E foi com uma imensa alegria, alívio e ao mesmo tempo medo que escutei a  sentença pronunciada pelo juiz para o casal Nardoni, após juri popular.
Alegria e alívio por que sei que agora a mãe de Isabela poderá voltar  a viver  sabendo que os criminosos que mataram a sua menina estarão presos e medo por saber que infelizmente neste país os "condenados" não cumprem toda a pena e muitas vezes saem bem mais cedo do que deveriam.


Quero chamar a atenção para uma coisa que foi fundamental no caso Isabella: a perícia, que tornou praticamente indiscutíveis as provas do crime. Espero que a perícia neste país seja mais bem equipada , respeitada e valorizada como em muitos países. Bom, vamos ao veredicto:

O pai de Isabela Alexandre Nardoni pegou trinta e um anos um mês e dez dias   de pena e a sua mulher Ana Jatobá vinte e seis anos e oito meses de reclusão com sentença retroativa. Ambos não tiveram reação ao ouvir a sentença.

Espero que cumpra a maior parte da pena pelo menos.