sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009

Marley & Eu - A Vida e o Amor ao Lado do Pior Cão do Mundo


Uma história real de lealdade, alegria, bagunça e amor. Os labradores são conhecidos pela lealdade, bom comportamento e facilidade para serem adestrados, Marley surge contrariando tudo o que se falava a respeito da raça uma vez que mais parece um furacão, é estabanado e nada fácil de adestrar, por outro lado, é amável, fiel e encantou a família Grogan e a de todos que como nós leram o livro. Marley & Eu é um livro pra sorrir com as trapalhadas e chorar ao nos emocionarmos com esta história de amor e amizade como mostram os textos abaixo:

“ A instrutora continuou a aula , passando a ensinar os comandos para sentar e deitar. Era horrível ficar olhando. Em determinado momento, abri os olhos e vi Jenny deitada, de cara no asfalto e Marley por cima dela, resfolegando alegremente. Mais tarde, ela me contou que estava tentando mostrar a ele o comando para deitar”.kkkkkkkkkkkkk


“ Ao entrar eu me detive. Eu teria apostado uma fortuna que aquilo que estava vendo jamais viria acontecer. Nosso cão elétrico colocara seus ombros entre os joelhos de Jenny e apoiou docemente sua grande cabeça quadrada em seu colo. Seu rabo estava caído entre as pernas , que eu me lembre era a primeira vez que não o balançava ao estar perto de qualquer um de nós. Ele a olhava e soluçava baixinho. Ela passou a mão sobre sua cabeça algumas vezes, e, então, sem que esperássemos, ela escondeu o rosto no pêlo de seu pescoço e irrompeu a chorar.”


“ A idade vai se embrenhando sorrateiramente em nós, mas nos cães se embranha com uma velocidade que é simultaneamente surpreendente e moderada. Marley me fez pensar na brevidade da vida, em suas alegrias efêmeras e nas chances perdias. Ele me lembrou de que cada um de nós tem apenas uma chance de conquistar a medalha de ouro , sem replay. Como todo mundo, eu tinha apenas uma vida pra viver.”


" Seria possível que um cahorro - qualquer cahorro, pudesse mostrar aos seres humanos o que realmente importa na vida? Eu acreditava que sim. Lealdade, coragem, devoção, simplicidade, alegria. E também coisas que não tinham importância. Um cão não precisa de carros modernos, palacetes ou roupas de grife, Um cão não se importa se você é rico ou pobre, educado ou analfabeto, inteligente ou burro.Se vc lheder seu coração, ele lhe dará o dele."

Os animais de estimação são para nós membros da família e passam anos conosco dividindo alegrias e tristezas e ao contrário dos seres humanos: estão sempre ali nos esperando e fazendo festa ao chegarmos em casa ou deitando ao lado da cama quando estamos tristes ou doentes como quem diz: tô aqui.

Tenho uma poodle de uns 05 anos há quem ama muito e espero ter muitos anos mais com as traquinagens dela e tb com a docilidade e amor que dedica a mim e minha família.

Amannda Oliveira

Nenhum comentário:

Postar um comentário