Foto: Amannda Oliveira

Foi realizada na Câmara de Vereadores de Arcoverde, na manhã desta quinta-feira (14), o sorteio dos vereadores que irão integrar a comissão prévia para analisar os pedidos de cassação do mandato do prefeito de Arcoverde Wellington Maciel (MDB), apresentados pelo ex-vice-prefeito Delegado Israel e pelo cientista político Djnaldo Galindo.

O sorteio aconteceu por orientação da assessoria jurídica da Câmara e foi conduzido pelo presidente da Casa James Pacheco, o vereador Wevertton Siqueira, Siqueirinha (Pode) em uma coletiva de imprensa com a presença dos vereadores Luciano Pacheco, João Marcos, João Taxista, Luiza Margarida, Britto, Rodrigo Roa, Heriberto Sacolão e também do procurador municipal o advogado Edilson Xavier.

Houve duas tentativas de realização, sem sucesso, durante as recentes sessões ordinárias da Câmara, que foram interrompidas por tumultos provocados por pessoas ligadas ao governo. 

O jurídico da Câmara, representado pelo Dr. Rivaldo, fez uma apresentação prévia dos procedimentos que serão realizados. O vereador Luciano Pacheco apresentou um recurso com efeito suspensivo da decisão monocrática por parte da presidência da casa, seguindo para a comissão de justiça da casa, uma vez que a parte denunciante não apresentou , segundo ele, nenhuma prova nos autos.

Com o sorteio realizado hoje, a comissão ficou formada pelo vereador João Taxista, na Presidência; a vereadora Célia Galindo, como relatora e a vereadora Luiza Margarida como membro.

Eles terão cinco dias para decidir se o processo será aceito ou não para análise pela Casa James Pacheco. O parecer vai de uma forma ou outro a plenário para votação. Dos três, apenas a relatora, Célia Galindo, integra a oposição. João e Luiza fazem parte da base do governo. 

Mas a decisão mesmo será do plenário da Casa James Pacheco onde para que o processo seja aberto seriam necessários 7 votos. Dos 10 vereadores, o governo tem 06 votos, a ampla maioria; e a oposição quatro. 

Um dos motivos para solicitação do pedido de cassação de Wellington foi o não pagamento das emendas impositivas.

Amannda Oliveira