Foto: Helia Scheppa/PCR

A Prefeitura do Recife anunciou nesta segunda-feira (17), o início da construção da Biblioteca Digital que ocupará o lugar da antiga Passarela do Pina. A obra inclui também a urbanização do entorno da passarela, com a implantação de áreas de convivência e eventos. A intervenção, com prazo de 8 meses para ficar pronta, é inspirada numa experiência de sucesso desenvolvida no México, e receberá investimentos de R$ 2,2 milhões. O equipamento fará parte da Rede Compaz e oferecerá atividades com foco em Cultura Digital e na Formação de Leitores.

A unidade contará com professores de TI, arte-educadores e computadores que poderão ser utilizados livremente pelos usuários em alguns momentos. Os equipamentos tecnológicos também se destinarão a formações para uso de ferramentas digitais, destinadas a todas as faixas etárias - crianças, jovens, adultos e idosos, além de serem usados em atividades permanentes com crianças de 6 a 11 anos.

A área de travessia dos pedestres será convertida em uma ampla sala de estudos (Biblioteca Digital), que oferecerá acesso gratuito a computadores para a comunidade. 

“Buscamos referências internacionais e procuramos entender qual seria o melhor uso desta área. Então, além da biblioteca, iremos fazer dois espaços de convivência. A requalificação estará pronta até o final do ano e precisamos lembrar sempre que o que é público é de todos. A Prefeitura faz, mas quem deve cuidar e preservar são todos aqueles que amam o Recife”, disse o Prefeito João Campos durante visita à obra.  

A iniciativa vai proporcionar espaço adequado para estudos, pesquisas e outras ações educativas voltadas para o público jovem e infantil, com toda a estrutura e tecnologia necessárias, contemplando também ambientes de recepção e banheiros. O projeto vai reaproveitar ao máximo a estrutura existente e preservar a identidade visual da passarela, mas trará mudanças com a requalificação dos painéis de alumínio e fechamentos de vidro. A acessibilidade será garantida com a colocação de plataforma elevatória e as atuais escadas para pedestres serão mantidas.

Informações: PCR