Foto:  Lucas Figueiredo/CBF


Tite encerrou nesta sexta-feira sua trajetória como técnico da seleção brasileira com a eliminação para a Croácia nos pênaltis das quartas de final na Copa do Mundo. Ele já estava decidido a deixar o comando ao fim da competição do Catar e se despediu na entrevista coletiva depois do jogo.

– Derrota dolorida, porém em paz comigo mesmo. Fim de ciclo. Eu já havia colocado há mais de um ano e meio, não sou um cara de duas palavras. Não estava jogando para ganhar e depois fazer drama para ficar, quem me conhece sabe – resumiu.

Contratado em 2016, Tite não conseguiu o hexacampeonato mundial e foi eliminado nas duas Copas que disputou nas quartas de final. Em 2018, perdeu por 2 a 1 para a Bélgica, e agora ficou no 1 a 1 com a Croácia, depois perdeu nos pênaltis por 4 a 2.

– O ciclo (acabou), como eu tinha colocado anteriormente, já coloquei há mais de um ano e meio. Foi um processo. A Copa anterior (2018) foi um processo de recuperação de formação da equipe e agora teve uma sequência inteira. O desempenho vocês fazem a avaliação, está à mostra – continuou.

O treinador se despede deixando 81 jogos, 60 vitórias, 15 empates, 6 derrotas, 174 gols marcados e 30 gols sofridos. Um aproveitamento: 80,2%.

Informações: G1