Fotos: Ricardo Stuckert

A vice-governadora de Pernambuco e presidente nacional do PCdoB, Luciana Santos, participou nesta segunda-feira (23), em São Paulo, da primeira reunião da coordenação da pré-campanha do ex-presidente Lula (PT) à Presidência da República. 

O encontro, que aconteceu num hotel da região da Avenida Paulista, contou com a presença de representantes dos sete partidos da coligação, além dos pré-candidatos Lula e Geraldo Alckmin. 

"Foi um encontro recheado de muito simbolismo, pois é a consolidação prática da união de uma grande frente, de sete partidos. Tratamos de alguns eixos temáticos e estruturantes da campanha", disse. 

De acordo com ela, houve um consenso de que é preciso pautar os assuntos da agenda econômica. "Entendemos que vamos falar do futuro, mas que o vetor de força da campanha é o legado do governo Lula. É preciso fazer a comparação entre o tempo bom de Lula e o que o Brasil está atravessando com Bolsonaro", apontou.

Na campanha, também há a disposição de não reagir às provocações do presidente, que, segundo Luciana, tenta criar polêmicas para "esconder a situação real do povo brasileiro". 

Durante a reunião,  o sociólogo Marcos Coimbra fez um balanço de diversas pesquisas. "Ele mostrou que há uma tendência grande à polarização e uma sinalização de que, embora não seja algo que esteja dado, há possibilidade de vitória no primeiro turno". 

À tarde, o debate girou em torno do programa de governo e da comunicação da campanha, com foco em como recuperar espaço nas redes sociais. Ainda esta semana, deverá acontecer outra reunião, desta vez virtual, para tratar da agenda do pré-candidato, além de questões de mobilização e finanças.

Informações: Assessoria