Durante o evento, haverá espetáculos de dança, apresentações musicais, palestras, exibições de artes visuais, além de oficinas de frevo para estudantes de escolas públicas, gratuitamente

 
Foto: Dilion Vision

A cidade de Aliança, na Zona da Mata Norte  de Pernambuco, recebe a 1ª edição do Festival Frevo na Mata nesta sexta-feira (1) e sábado (2), no Distrito de Upatininga, Zona Rural do município. A programação marca a retomada das atividades culturais da Escola de Frevo Zezé Corrêa, pioneira no ensino do frevo na região, que há mais de dois anos precisou interromper os trabalhos por conta da pandemia de Covid-19. A iniciativa é coordenada pela Sociedade Musical e Ponto de Cultura 15 de Novembro de Upatininga, com incentivo do Governo do Estado, por meio dos recursos do LAB - PE.
 
Durante o evento, haverá espetáculos de dança, apresentações musicais, palestra, exibições de artes visuais, além de oficinas de frevo para estudantes de escolas públicas, gratuitamente. A novidade é que o evento terá um palco “360 graus”, montado ao ar livre, com uma estrutura de som e iluminação especial, cuja proposta é garantir que o público possa acompanhar, de qualquer ponto de vista, tudo que será apresentado nos dias dos shows, sem perder nenhum detalhe. O projeto, desenhado em quatro dimensões, também visa atender à necessidade de pessoas com deficiência.  
 
As atrações artísticas confirmadas para a 1ª edição do Festival Frevo na Mata são a Companhia de Dança Studio Viegas de Dança (Recife); a Companhia de Frevo do Recife; e a Orquestra de Frevo Zezé Corrêa. Haverá, ainda, um ciclo de oficinas para iniciação de frevo, gratuitas, destinado aos estudantes de escolas municipais e estaduais, ministradas pela bailarina, pesquisadora e professora, Valéria Vicente, especialista na dança do Frevo. Por fim, uma oficina de de musicalização para passistas, com o Maestro José Messias.
 
Atualmente, a Escola de Frevo Zezé Corrêa atende cerca de 50 crianças e adolescentes, em sua maioria filhos de agricultores e cortadores de cana de açúcar, com ações formativas e socioeducativas. “Este é um evento para celebrarmos o amor, à vida, à arte, à cultura e o ritmo mais que especial, que embala nossas vidas, o Frevo” afirma, emocionada, a produtora cultural e coordenadora do festival, Wanessa Santos, ao destacar a realização do evento após mais de dois anos em que a Escola de Frevo Zezé Corrêa manteve as atividades suspensas em razão da pandemia.
 
Origem Escola de Frevo Zezé Corrêa - Historicamente, a Zona da Mata Norte foi terreno fértil para a criação musical do frevo e formação de Maestros renomados nacionalmente, como: Maestro Nunes (Vicência), Maestro José Menezes (Nazaré da Mata) e Maestro Duda (Goiana). Na busca de valorizar essa tradição e garantir a continuidade da criação musical deste ritmo na região, em 2012, a Sociedade Musical 15 de Novembro, em discussão com os Instrutores da Escola de Música, decidiram por direcionar as atividades de formação musical para o ensino e aprendizagem específico do frevo, melhorando a qualidade técnica dos músicos da Orquestra de Frevo Zezé Corrêa e tornando o espaço a primeira Escola de Frevo da região da Zona da Mata.
  
Programação Completa
 
Sexta-feira, 1º de Abril
15h às 17h - Palestra com Otavio Basto: “Mexa com tudo: quem muganga seus males espanta”.
20h - Espetáculo Entre Passos e Sombrinhas, pela Companhia Studio Viegas
21h - Espetáculo Chega! - Valéria Vicente
 
Sábado - 02 de Abril
9h às 11h - Oficina “Frevo para aprender e ensinar”, com Valéria Vicente
14 às 15h - Oficina “Musicalização e passo para iniciantes” com Maestro José Messias
15 às 16h - Oficina “Eu Frevo” com Adri Popular
20h Espetáculo Na Onda do Passo, da Companhia de Frevo do Recife
21h Show Deixa o Frevo Falar,  da Orquestra de Frevo Zezé Corrêa

Instagram: @frevonaMata
 
Serviço:
 
O quê: 1ª Festival Frevo na Mata
Quando:  (1º) Sexta-feira e (2) sábado
Onde: Distrito de Upatininga, Zona Rural de Aliança

Salatiel Cícero