A programação acontecerá entre os dias 19 e 20 de março, na cidade de Nazaré da Mata, na Zona da Mata Norte do Estado, e terá mais de dez grupos culturais da região

Foto: Divulgação


A 2ª edição do Festival do Bloco Rural Estrelinha promete agitar o calendário cultural de Pernambuco. Entre os dias 19 e 20 de março, a cidade de Nazaré da Mata, na Zona da Mata Norte do Estado, será sede de um dos maiores eventos de cultura popular. A iniciativa, que conta com incentivo do Governo do Estado, por meio dos recursos do LAB-PE, celebra a pluralidade nas mais diversas linguagens artísticas da região. O festival também vai celebrar os 60 anos do bloco, que foi fundado em 15 de março de 1962. 


O festival acontece de forma presencial, e traz uma mistura de coco, maracatu rural, ciranda, forró pé-de-serra, boi de carnaval, entre outros ritmos. O evento será realizado na rua Álvaro de Rêgo Barros, bairro do Juá, em Nazaré da Mata. 


O 2º Festival Rural Estrelinha tem como proposta promover a transmissão de saberes, a vivência ancestral e a valorização do trabalho de artistas da Mata Norte, também é um espaço de formação e capacitação para crianças, adolescentes, jovens e mulheres, por meio da oralidade, dança e ritmos musicais.  


A arte e a cultura dão alma à cidade, grupos culturais, artistas e toda comunidade cultural. Nesse momento da pandemia e o retorno gradativo, torna-se ainda mais relevante e urgente manter todos unidos, apesar da distância imposta pelo cenário atual. Amparado nessa visão, o festival traz apresentações culturais que prometem colocar o público em total conexão com a arte, cultura e diversão. 


No  sábado (19), primeiro dia do festival, se apresentam diversos grupos. Entre as atrações musicais, As Januárias ( Nazaré da Mata); Coco de Engenho (Nazaré da Mata; Maracatu de Baque Solto Estrela Brilhante (Nazaré da Mata). A apoteose da noite será do Bloco Rural Estrelinha, anfitrião do evento. 


“Será um momento muito especial para nós, sobretudo que, este ano, estamos festejando 60 anos do Bloco Rural Estrelinha, tradição que nasceu em meio aos canaviais e terreiro dos antigos engenhos de cana-de-açúcar" conta, emocionado, o idealizador e coordenador do festival, Mestre Manoel Vieira, de 89 anos.


E o clima festivo também segue domingo (20), com atrações para todas as idades e gostos.  Na grade de apresentações, Bloco Rural Caravana Andaluza ( Tracunhaém); e o Boi Charuto ( Buenos Aires). A festa, que deve entrar pela noite, também terá a Ciranda Bela Rosa do Mestre Bi ( Nazaré da Mata); Coco da Mata ( Nazaré da Mata); Nailson Vieira ( Nazaré da Mata)


A participação do público será limitada. A medida visa atender decreto sanitário instituído pelo Governo do Estado e Prefeitura da cidade.  A apresentação do cartão de vacina contra a Covid-19 é obrigatória para entrar no local. 


Acessibilidade cultural: Para garantir que o festival atinja o maior número de pessoas, todo conteúdo musical e artístico, será disponibilizado, em formato audiovisual, no canal do evento, no Youtube,gratuitamente. 


Sobre o Bloco Rural Estrelinha -  É uma brinquedo de resistência cultural da Zona da Mata Norte de Pernambuco, que ganhou as estradas dos engenhos a partir do dia 15/03/1962, desfilando todo o seu colorido, beleza e harmonia em Nazaré da Mata. O grupo é um dos poucos remanescentes de blocos rurais pernambucanos na história da cultura popular em atividade no estado. 


Serviço


O quê: Bloco Rural Estrelinha realiza 2º festival com apresentações de cultura popular

Quando: (19) sábado e (20) domingo de março

Onde: Rua Álvaro de Rêgo Barros, bairro do Juá.


Informações: Salatiel Cicero