Foto: Pixabay

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, autorizou às 23h57 (hora de Brasília) desta quarta-feira (23) uma operação especial em Donbass, no leste da Ucrânia.

Putin disse que “os conflitos entre a Rússia e as forças ucranianas são inevitáveis, é apenas uma questão de tempo”. Ele afirmou que seu país não pode tolerar o que chama de "ameaças da Ucrânia" e alertando contra a interferência estrangeira.

O presidente russo disse às forças ucranianas que deponham as armas e voltem para casa, de acordo com as agências de notícias estatais RIA-Novosti e TASS.

Pouco após o anúncio de Putin, começaram relatos na imprensa de sons de explosões e artilharia nas cidades ucranianas de Kharkiv e Kiev.

Putin alertou que toda a responsabilidade por qualquer derramamento de sangue em potencial estará na consciência do governo ucraniano e disse estar confiante de que os militares russos cumprirão seu dever.

"Toda responsabilidade será do regime da Ucrânia. Todas as decisões já foram tomadas. É necessário se adaptar as mudanças que aconteçam. A verdade está do nosso lado. Os objetivos serão atingidos", discursou Putin.

Informações: G1